16 de setembro de 2020

DECISÃO DO BC

Copom interrompe a série de cortes e mantém a taxa Selic em 2% ao ano

O Banco Central decidiu interromper a série de cortes na taxa básica de juros e decidiu manter a Selic em 2% ao ano na reunião do seu Comitê de Política Monetária, encerrada na noite desta quarta-feira (16).

Banco Central decidiu não cortar a taxa básica de juros                               Foto: Divulgação

Alguns especialistas do mercado achavam que o BC poderia cortar novamente a Selic em 0,25% a.a., o que acabou não ocorrendo. Com isso, ela segue no patamar mais baixo da série histórica e gera benefícios para o setor produtivo, especialmente a construção civil.

Com juros baixos, não é interessante para o investidor manter recursos em renda fixa, como a poupança, e fica mais atrativa a compra de um imóvel para alugar, por exemplo, que mantém a liquidez dos recursos.

“O Copom entende que a conjuntura econômica continua a prescrever estímulo monetário extraordinariamente elevado, mas reconhece que, devido a questões prudenciais e de estabilidade financeira, o espaço remanescente para utilização da política monetária, se houver, deve ser pequeno”, disse o BC, em comunicado sobre a decisão.

A manutenção da Selic em 2% interrompe uma sequência de nove cortes consecutivos na taxa básica de juros da economia, que foi iniciada em julho de 2019, quando estava em 6,5% anuais.

O BC ressaltou, ainda, que “consequentemente, eventuais ajustes futuros no atual grau de estímulo ocorreriam com gradualismo adicional e dependerão da percepção sobre a trajetória fiscal, assim como de novas informações que alterem a atual avaliação do Copom sobre a inflação prospectiva”.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business