3 de maio de 2021

APOIO FINANCEIRO

Governo do Ceará paga primeira parcela de auxílio para profissionais de eventos

O Governo do Ceará realizou o pagamento da primeira parcela do auxílio financeiro aos profissionais do setor de eventos. No total, cerca de 20 mil trabalhadores da área (técnicos, músicos, humoristas, artistas de rua, artistas circenses, cerimonialistas, fotógrafos, cinegrafistas, decoradores e recepcionistas) receberam o benefício, que é de R$ 1 mil, em duas parcelas.

Um apoio importante às pessoas que atuam numa das categorias que mais tem sido prejudicada pela pandemia do novo coronavírus, e que representa um segmento muito forte da economia cearense. Isso porque o Estado vinha ampliando e consolidando sua participação no turismo de eventos, que traz muitos benefícios e recursos financeiros para os locais onde ocorre.

Feiras, congressos, seminários e shows levam milhares de pessoas ao Centro de Eventos e geram muitas oportunidades

Afinal, a realização de uma feira ou congresso, por exemplo, movimenta um grande número de profissionais como fotógrafos, cinegrafistas, operadores de som, montadores de palco, segurança, recepcionistas, e muito mais. Além do aluguel de espaços amplos, contratação de serviço de alimentação, ou seja, gera inúmeras oportunidades. E não se pode esquecer de festas de casamentos, aniversários, formaturas, dentre outras, que também proporcionam ganhos a essas categorias profissionais.

E outro apoio importante já foi liberado. “O Estado abriu o cadastramento do Auxílio Cesta-Básica. O benefício de R$ 200,00 deverá ser utilizado para a compra de produtos alimentícios e contemplará outros 150 mil profissionais (transporte alternativo e escolar, ambulantes, feirantes, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativos, bugueiros, guias de turismo e despachantes documentalistas)”, afirmou o governador Camilo Santana.

As inscrições para o recebimento do benefício seguem até o próximo dia 14 e devem ser realizadas pelo site https://cadastroauxilio.sps.ce.gov.br. Essas são apenas algumas das medidas sociais adotadas pelo Governo do Ceará com o objetivo de minimizar os impactos da pandemia aos cearenses.

Aglomerações

O chefe do Poder Executivo estadual classificou de injustificáveis e preocupantes as cenas de aglomeração em alguns locais, pessoas sem máscara e a informação de festas particulares ocorrendo em casas e condomínios. Ele lembrou que a pandemia não acabou e ainda há muita gente se contaminando e morrendo.

“Nossos hospitais ainda estão sob pressão. Temos buscado a retomada gradual das atividades, porque as pessoas precisam trabalhar pelo sustento mas, se não houver a colaboração de todos, os números poderão voltar a subir, e terá que haver retrocesso nessa retomada, tudo o que menos queremos”, destacou.

Ele compreende que todos estão cansados, querendo voltar à vida normal, mas ainda não é o momento. “Isso só começará a acontecer quando toda a população estiver imunizada. Por isso temos lutado tanto pela vacina. Faço um apelo a todos os cearenses: não relaxem nos cuidados. Preservem a sua vida e a vida de quem vocês amam”, saleintou Camilo Santana.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection