A delicadeza do artesanato cearense ganhou destaque no Museu Janete Costa de Arte Popular do Rio de Janeiro. Na semana passada a vice-governadora do Ceará Izolda Cela, o presidente do Sistema Fecomércio, Luiz Gastão Bitencourt, a primeira-dama Onélia Santana e o secretário da Cultura Fabiano Piúba deram um rasante por lá para prestigiar a abertura da exposição “Ceará, terra que ilumina”.  

Com mais de 70 peças de aproximadamente 40 artistas cearenses, incluindo obras de Espedito Seleiro, Nino e Maria de Lourdes Cândido, a mostra tem início com uma instalação composta de 4 altares e 4 oficinas, utilizando elementos como metal, couro, barro, madeira e algodão, para contar a história e expressar a força da arte cearense, através do trabalho e da fé.

“Nos orgulha saber que o nosso rico e legítimo artesanato cearense é reconhecido, nacional e internacionalmente, não só pela beleza, mas também pela qualidade que possui. Ser homenageado nessa exposição no Rio, além de uma responsabilidade, é o resultado de uma política de incentivo que eleva o trabalho dos artesãos do nosso Estado”, comentou Onélia Santana.

A exposição, com a curadoria do cenógrafo e paisagista Jorge Mendes, está dividida por seis setores que englobam fé, festas, manifestações culturais, brincadeiras e oficinas e ficará aberta para visitação até março de 2020. 

 Luiz Gastão Bitencourt, Espedito Seleiro, Onélia Santana e Izolda Cela

Foto: Divulgação

Onélia e Camilo Santana aproveitaram o domingo (25) para antecipar as comemorações da nova idade do filho, em uma tarde repleta de alegria e astral nos jardins do Palácio da Abolição. Pedro festejou a chegada aos 9 anos com a presença dos amigos, com direito a um show especial ao lado da irmã, Luísa.

Aniversariante desta segunda-feira, o pequeno ganhou uma homenagem especial de Camilo. “Hoje é aniversário do meu filho Pedro, um dos melhores presentes que Deus me deu. Comemorar seu aniversário ao lado da minha filha Luísa, da minha esposa Onélia e de nossa família e amigos me enche de alegria. Que Deus continue abençoando seu caminho, Pedro, e proporcione tudo de melhor na sua vida”, escreveu o governador ao compartilhar os clicks da festa do dia anterior.

Camilo, Onélia, Pedro e Luisa Santana

Foto: Reprodução 

A Central de Artesanato do Ceará participou da Exposição Brasil Tupi, dentro da Design Weekend de São Paulo, com 21 redes produzidas em tear manual por artesãos do município de Mucambo.

Visitando a mostra, a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, esteve acompanhada da coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Ceará, Patrícia Liebmann, da curadora do evento e joralista Lilian Pacce e da diretora do Casa Cor Ceará, Neuma Figueiredo, durante o fim de semana.

Segundo ela, os artesãos cearenses têm um potencial muito grande. “O Estado vem garantindo que nossos produtos sejam expostos em toda parte do mundo. Um belíssimo trabalho está sendo apresentado aqui na exposição, com destaque para nossas redes, que representam tão bem nossa terra", destacou Onélia.

O objetivo da exposição é revisitar a origem e a história das redes, herdadas da cultura indígena e de presença forte no Nordeste e, principalmente, no Ceará. Alguns mantiveram o uso típico da peça, outros transformaram em móveis, peças de decoração e até roupas.

Lilian Pacce, Onélia Santana, Neuma Figueiredo em São Paulo

Foto: Divulgação 

A Central do Artesanato do Ceará vai ganhar uma nova loja nesta terça-feira (20), com o intuito de aprimorar as experiências de consumo e comercialização do artesanato no Estado. O novo espaço será inaugurado pela primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, às 18h30, no Centro Cultural Dragão do Mar.

“Com o novo espaço, estamos garantindo a geração de emprego e renda para mais de 45 mil artesãos, grupos de produção e entidades artesanais de 179 municípios cearenses. O Governo do Ceará acredita no potencial dos nossos profissionais, por isso investe na formação e capacitação de nossos artistas, possibilitando a idealização de novos produtos disponíveis nas lojas Ceart”, destaca Onélia Santana.

O local, com 60m², faz parte do projeto de requalificação estrutural do Dragão do Mar e ficará em uma galeria criada junto ao anfiteatro, próxima ao Museu da Cultura Cearense. No local, peças das 16 tipologias reconhecidas estarão à disposição do público.

Em julho, Onélia esteve na Ceart junto com cantora Marisa Monte, crocheteira e apaixonada por artesanato, que aproveitou a passagem pela capital, onde cantou no aniversário de Graça Dias Branco da Escóssia, para conhecer e apreciar a riqueza do artesanato cearense.

Onélia Santana e Marisa Monte na Ceart, em julho

Foto: Reprodução 

  • Ceart
    Ceart

Onélia Santana recebeu uma visita especial em seu gabinete, na tarde da última terça-feira (13). É que Mônica Mota, uma jovem escritora de Pentecoste, participou de uma audiência pública, ao lado do deputado federal José Airton Cirilo,fez questão de presentear a primeira-dama do Ceará com o livro de sua autoria, entitulado “Tom, Elis e Chico”.

O encontro contou com a presença da ilustradora Lia Britto e, na ocasião, Onélia e Mônica falaram sobre a publicação que surge como uma ferramenta de prevenção e combate ao abuso sexual infantil, além de planejarem futuras parcerias em prol da causa. 

Lançada pela editora Brasil Tropical, a obra narra a história de três macaquinhos irmãos que, após sofrerem abuso sexual, perdem toda a magia e a alegria da infância. O livro será lançado no próximo dia 21, a partir das 16h, durante a XIII Bienal Internacional do Livro de Fortaleza, no Centro de Eventos do Ceará.

Lia Britto, Mônica Mota, Onélia Santana, Ilana e José Airton Cirilo

Foto: Divulgação