BMW

Museu da Fotografia Fortaleza recebe Emidio Luisi neste sábado

12 de Setembro de 2019 . Por Gabriela Santiago

Um dos grandes contribuintes na preservação da memória da cultura brasileira, o italiano Emidio Luisi tem encontro marcado com o público cearense neste sábado, dia 14 de setembro, no Museu da Fotografia Fortaleza.

Por lá, os apaixonados pela arte vão conhecer mais sobre a trajetória do fotógrafo na palestra “50 Anos de Luz com Emidio Luisi”. Nascido na Itália, o artista começou a fotografar na década de 1970 e trabalhou como fotojornalista para revistas e jornais, atuando também em espetáculos de teatro, dança, etnofotografia e ensaios pessoais.

Em quase meio século de história, ele coordenou oficinas de fotografia em diversas cidades brasileiras, foi professor de pós-graduação, realizou várias exposições no país e no exterior, além de ter ganhado vários prêmios, como o 58º Prêmio Jabuti.

O encontro com o dono deste currículo acontece a partir de 14h, no auditório do MFF, com participação é gratuita. Fica a dica!

Emidio Luisi

Foto: Reprodução 

Espaço disseminador da cultura fotográfica na capital cearense, o Museu da Fotografia Fortaleza preparou uma programação super especial para celebrar o Dia mundial da Fotografia, comemorado no próximo dia 19 e agosto.

Nesta sexta-feira (16), o público poderá acompanhar, a partir de 14h, a Visita Educativa – A Linha do Tempo da Fotografia, onde farão um percurso mediado por todas as mostras atualmente expostas do MFF, terminando com uma reflexão sobre aspectos da história da fotografia.

Já no sábado (17),Oficina de Fotografia Still com Mini Estúdio vai abordar a arte da fotografia still, muito utilizada no Marketing e após introdução. Por lá, os alunos vão aprender a construir e utilizar o seu próprio Mini Estúdio com caixas de papelão. O encontro acontece entre 14h e 17h.

A programação continua na manhã do domingo (18), com a Sessão de Fotos Lambe-Lambe e a Roda de Conversa com o fotógrafo Luiz Santos. À tarde, às 13h30, o documentário Cinema de Dois Tões, que narra as aventuras de dois fotógrafos de formações diferentes pelo interior de Pernambuco será apresentado ao público, com um bate-papo com o autor, Luiz Santos, após a exibição. 

Museu da Fotografia Fortaleza

Foto: Reprodução 

  • Museu da Fotografia Fortaleza
    Museu da Fotografia Fortaleza

Sempre atento ao cotidiano da sociedade, o Museu da Fotografia Fortaleza busca atrair as famílias para conhecer seu rico acervo. Para isso, vai investir em mais um evento artístico, no próximo dia 1º de junho, quando inaugura o “Estúdio de Arte Irmãos Vargas encontra Martín Chambi”, com obras que compõem a Coleção Paula e Silvio Frota.

Inédita no Brasil, a exposição revela um encontro histórico entre três dos maiores nomes da fotografia peruana, referência imagética até os dias atuais. Carlos e Miguel Vargas Zaconet e Matín Chambi estarão juntos mais de um século depois dos estudos realizados pelos três com os mestres Max T. Vargas e Emilio Díaz, proprietários de grandes e sofisticados estúdios do início do século XX.

A mostra traz mais de 100 fotografias destes artistas e de suas referências. Segundo o curador, Diógenes Moura, “Essa exposição é preciosa, como um segredo que aos poucos vai revelando histórias de um povo que viveu no início do século XX. Ver os Irmãos Vargas ao lado de Martín Chambi é quase um ato sagrado, imbuído pelo silêncio e pela elegância de uma época passada, o que nos levará para sempre ao futuro”, explica.

No sábado (1), a partir de 10h, acontece a abertura com visita guiada, seguida pelo monólogo: “Existência. Imagem. Abandono”, ministrado por Diógenes Moura.

Foto: rdivulgação

Para marcar o início de mais uma edição do DFB Festival, o Museu da Fotografia Fortaleza recebe convidados seletos nesta terça-feira (14), às 20h, durante a Vip première do evento, com uma performance imperdível e uma mostra retratando as nuances do mundo da moda. Na data, será inaugurada a exposição “Grandes Olhares” do MFF + DFB, que reúne cerca de 40 obras sobre moda de importantes nomes da fotografia nacional e internacional.

Nela, o público vai ter a chance de conferir o trabalho de mestres da fotografia de moda, como Richard Avedon, Milton H. Greene, William Klein, e Horst P. Horst, além de grandes nomes do Brasil, dentre eles o contemporâneo Leo Faria, com a série de imagens “Equals”, todas pertencentes ao acervo do Museu da Fotografia, composto pela coleção Paula e Silvio Frota.

Detalhe: na noite de inauguração da mostra temporária, 10 modelos irão realizar uma performance, com Leo Faria fazendo uma intervenção. O artista é um dos precursores e maior expoente da fotografia de Street Style no país. As imagens da exposição estarão disponíveis para visitação até sábado, dia 18 de maio, durante o horário de funcionamento do Museu.

Falando nisso, hoje (13), às 15h, o diretor do Dragão Fashion, Cláudio Silveira, recebe press e parceiros para apesentar cada detalhe da estrutura do festival que está sendo montada no Aterro da Praia de Iracema. São mais de 27.000m² de estrutura para receber o evento que acontece entre os dias 15 e 18 de maio.

Museu da Fotografia Fortaleza

Foto: Reprodução 

  • Leo Faria
    Leo Faria

Nesta quarta-feira (9), Cláudio Silveira reuniu press, parceiros e convidados especiais para apresentar oficialmente as novidades do DFB Festival 2019. Celebrando duas décadas, a edição deste ano vai acontecer entre os dias 15 e 18 de maio na Praia de Iracema, com uma programação multicultural, repleta de shows, palestras, exposições, workshops e uma feira com foco na economia criativa.

Uma das novidades desta temporada é a mostra Grandes Olhares DFB+MFF, uma exposição inédita reunindo imagens icônicas do Museu da Fotografia Fortaleza, um dos acervos mais relevantes da América Latina. Nela, o público vai ter a chance de conferir o trabalho de mestres da fotografia de moda, como Richard Avedon, Milton H. Greene, William Klein, e Horst P. Horst, além de grandes nomes do Brasil, dentre eles o contemporâneo Leo Faria, com a série de imagens “Equals”, todas pertencentes ao acervo de Silvio Frota.

A exposição será montada no MFF exclusivamente para celebrar o aniversário do DFB Festival e funcionará como première do Evento na noite de 14 de maio. Na data, o mineiro Léo Faria, maior fotógrafo de streetstyle do Brasil, fará uma performance onde irá registrar modelos reais, vestindo as peças-jóias da Coleção “A Hora do Brasil”, assinada por JumNakao, que acabam de retornar de Londres, onde foram exibidas na embaixada brasileira, através de iniciativa exclusiva do Sebrae/CE. A mostra segue aberta ao público até o último dia do festival, 18 de maio.

Série Equals de Léo Farias

Foto: Reprodução 

  • Cláudio Silveira
    Cláudio Silveira
  • Museu da Fotografia Fortaleza
    Museu da Fotografia Fortaleza