São Luiz

RioMar Fortaleza abre exposição em homenagem ao Nordeste

19 de Agosto de 2019 . Por Gabriela Santiago

Símbolo da cultura e da bravura nordestina, o jumento é mais que um animal de carga da região. Pensando em homenagear o Nordeste, o RioMar Fortaleza recebe nesta segunda-feira (9), às 19h, a exposição Jumento Amostrado, promovida pelo Instituto Nordeste de Cidadania (Inec).

Com seis esculturas de jumento, em tamanho real, produzidas com uma estrutura em arame e tela coberta e moldadas por fibra de vidro, a exposição leva a assinatura de seis artistas plásticos cearenses, que contaram com a ajuda de crianças e adolescentes alunos do LABInec para customizar as peças.

Segundo presidente do Inec, a exposição tem como objetivo usar as obras de arte para financiar os projetos o instituto, beneficiando os jovens de baixa renda de Fortaleza. “Queremos ainda chamar a atenção da população para a necessidade de políticas públicas voltadas para a educação de qualidade, inclusão digital e social, direcionada a adolescentes em situação de vulnerabilidade. A ideia é, por meio do conhecimento, apresentar a esses jovens uma oportunidade real de mudança nas suas trajetórias de vida”, destaca Stélio Gama.

Cada uma das seis esculturas traz pinturas temáticas remetendo a elementos da cultura nordestina e com relação direta a seis projetos desenvolvidos pelo Inec. Entre os elementos regionais utilizados na produção das obras estão os cangaceiros, o cordel, os desenhos rupestres e as marcas do gado, além do grafite urbano.

RioMar Fortaleza

Foto: Reprodução 

O Festival Ibero-americano de Cinema, Cine Ceará, acaba de definir a lista dos nomes que vão compor o júri das três mostras competitivas de sua 29ª edição, que tem inicio no dia 30 de agosto e segue até 06 de setembro em Fortaleza.

O júri escolhido para definir os ganhadores em Longa Metragem é composto por Paulo Mendonça (Brasil), Patrícia Martin (Argentina), Marco Muhletarler (Peru), María Paula Lorgia (Colômbia) e Ricardo Acosta (Cuba). Os agraciados receberão o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragem, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz.

Já na Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem, os responsáveis por definir os vencedores serão Simone Mesquita (RJ), Jair Silva (SP), Danilo Carvalho (PI), Diego Cañizal (Espanha) e Suzana Costa (CE). A Mostra Olhar do Ceará, que este ano tem o diferencial de contar também com longas-metragens, será composta por Suyene Correia Santos (SE), Luana Sampaio (CE) e Isabela Cribari (PE) no júri.

Paulo Mendonça - Juri na categoria Longa Metragem 

Foto: Divulgação 

  • Marco Muhletarler
    Marco Muhletarler
  • María Paula Lorgia
    María Paula Lorgia
  • Patrícia Martin
    Patrícia Martin
  • Ricardo Acosta
    Ricardo Acosta

Max, Bia e Victor Perlingeiro inauguram nesta quinta-feira, dia 4 de julho, a exposição "Universo Gráfico de Cândido Portinari" (1903-1962), na Galeria Multiarte. Parceria de 40 anos entre a Pinakotheke e o Projeto Portinari, a mostra expõe 50 obras entre pinturas, desenhos e monotipia, sendo um raro retrato da trajetória criativa do artista brasileiro de maior projeção internacional.

 

"Mais que oportuno, fazer essa exposição é uma homenagem a Portinari", pontua o marchand Max Perlingeiro, também proprietário das duas Galerias Pinakotheke, em São Paulo e Rio de Janeiro, e da Multiarte em Fortaleza. "Na mostra, nós beneficiamos o suporte de papel e multiplicamos técnicas e processos de Portinari: temos grafite, nanquim, nanquim-pincel, pochoir, monotipia, óleo, aquarela, carvão... É uma quantidade muito grande de técnicas e, com isso, apresentamos o verdadeiro processo criativo do artista", continua.

Além de Perlingeiro, a mostra conta com a cuidadosa curadoria de João Cândido Portinari, filho único do artista e diretor da Associação Cultural Candido Portinari e do Projeto Portinari — presença ilustre na noite de abertura da exposição.

"Nem todos sabem disso, mas Portinari foi um tremendo desenhista. Ele era um menino pobre que, já no Rio de Janeiro, se matriculou na Escola Nacional de Belas Artes com quase 16 anos. Ele aprendeu com grandes mestres e a obra gráfica é extraordinariamente reveladora do processo de criação dele. Meu pai, para citar um exemplo, fez mais de 200 estudos durante quatro anos antes de chegar aos painéis propriamente ditos de Guerra e Paz (dois quadros produzidos pelo pintor entre 1952 e 1956, encomendados pelo governo brasileiro para presentear a sede da Organização das Nações Unidas em Nova York)", explica João Candido.

Gratuita, a mostra fica aberta para visitação de 5 julho a 27 de agosto. A exposição é dividida em núcleos temáticos: estudos para painéis; cenas de trabalho; ilustrações; crianças; retirantes; figura humana; cenas religiosas e Guerra e Paz.

Para Perlingeiro, Portinari é um artista de uma ética profunda e ímpar. "Falar de um artista humanista é fundamental num momento tão difícil, onde o ser humano está relegado ao quinto plano. A arte sempre foi uma caixa de ressonância muito grande: os artistas colocam o dedo na ferida de uma forma bastante acentuada. Portinari era um humanista. Ele vem de origem muito humilde, de uma família de imigrantes italianos. Quando ele volta ao Brasil, após ganhar uma bolsa para estudar fora, o modernismo estava fervilhando. Mario de Andrade fala: 'Uma das maiores promessas do Salão Modernista é o jovem Portinari'. O Ceará merece essa mostra", conclui.

Bia, Max e Victor Perlingeiro

Foto: PORTAL IN - Balada IN

  • Cândido Portinari (1903-1962)
    Cândido Portinari (1903-1962)
  • João Cândido Portinari
    João Cândido Portinari
  • João Cândido Portinari
    João Cândido Portinari

Nesta quarta-feira (9), Cláudio Silveira reuniu press, parceiros e convidados especiais para apresentar oficialmente as novidades do DFB Festival 2019. Celebrando duas décadas, a edição deste ano vai acontecer entre os dias 15 e 18 de maio na Praia de Iracema, com uma programação multicultural, repleta de shows, palestras, exposições, workshops e uma feira com foco na economia criativa.

Uma das novidades desta temporada é a mostra Grandes Olhares DFB+MFF, uma exposição inédita reunindo imagens icônicas do Museu da Fotografia Fortaleza, um dos acervos mais relevantes da América Latina. Nela, o público vai ter a chance de conferir o trabalho de mestres da fotografia de moda, como Richard Avedon, Milton H. Greene, William Klein, e Horst P. Horst, além de grandes nomes do Brasil, dentre eles o contemporâneo Leo Faria, com a série de imagens “Equals”, todas pertencentes ao acervo de Silvio Frota.

A exposição será montada no MFF exclusivamente para celebrar o aniversário do DFB Festival e funcionará como première do Evento na noite de 14 de maio. Na data, o mineiro Léo Faria, maior fotógrafo de streetstyle do Brasil, fará uma performance onde irá registrar modelos reais, vestindo as peças-jóias da Coleção “A Hora do Brasil”, assinada por JumNakao, que acabam de retornar de Londres, onde foram exibidas na embaixada brasileira, através de iniciativa exclusiva do Sebrae/CE. A mostra segue aberta ao público até o último dia do festival, 18 de maio.

Série Equals de Léo Farias

Foto: Reprodução 

  • Cláudio Silveira
    Cláudio Silveira
  • Museu da Fotografia Fortaleza
    Museu da Fotografia Fortaleza
Vie du ventre

DFB Festival 2019 terá lounge da Mostra 100% Design

09 de Maio de 2019 . Por Gabriela Santiago

Omar de Albuquerque anda a todo vapor com a organização do lounge da Mostra 100% Design dentro da programação do DFB Festival 2019. Com o tema “Casas de Praia”, o mesmo da 9ª edição da mostra que acontece anualmente na capital cearense, o espaço com 200 metros quadrados leva a assinatura do requisitado arquiteto Roberto Pamplona, que projetou um ambiente totalmente outdoor, com vista para o mar da Praia de Iracema.

O lounge ficará localizado ao lado da passarela VIP e do palco Cores, onde os convidados vão poder curtir as batalhas de deejays, se deliciar com coquetéis exclusivos, podendo apreciar ainda um belo pôr do sol. Além de peças de design e mobiliário da mostra, o local vai contar ainda com espaços dedicados a Academia BodyClubber e a tatuaria do design André Barros Leal.

O DFB Festival 2019 acontece entre os dias 15 e 18 de maio e vai receber desfiles, balés, shows, palestras, workshops, além de bares e restaurantes, e até uma feira com foco em economia criativa, com 60 expositores. Falando nisso, o lançamento oficial do festival acontece logo mais a noite, no L’Ô Restaurante, com a presença de Cláudio Silveira.

Omar de Albuquerque

Foto: Balada In