Líder global em pesquisa online de passagens aéreas, hospedagem e aluguel de carros, o Skyscanner acaba de divulgar uma pesquisa sobre os viajantes que mais buscaram passagens aéreas para o Rio de Janeiro durante as Olimpíadas. De acordo com o levantamento, os paulistanos são os que mais devem viajar rumo à Cidade Maravilhosa. Já entre os internacionais, os britânicos são os mais interessados em assistir aos Jogos Olímpicos, seguidos pelos americanos e italianos.

A partir dos resultados, percebe-se que a chama e o espírito olímpico não se apagam rápido, já que os britânicos, últimos anfitriões dos jogos nas Olimpíadas de Londres, em 2012, lideram o ranking com cerca de 20% nas buscas de passagens para esta edição. Logo em seguida, aparece o país mais hegemônico no esporte olímpico, os Estados Unidos, com 10%. Na sequência estão os italianos, alemães, espanhóis, holandeses, franceses, russos, australianos e portugueses.

Um dado curioso é que sete dos dez países que mais buscaram passagens para o evento estão entre os maiores medalhistas olímpicos da história. Desde os jogos de Sydney, no ano de 2000, esses países também aparecem entre os primeiros do ranking de medalhas, provando que a presença da torcida é fator importante para o sucesso nas competições.

Quanto aos brasileiros, os paulistanos representam quase metade das buscas no país, com 48,4% do total. Em seguida, Brasília com 12,15% das pesquisas e, em terceiro, surpreendentemente, Foz do Iguaçu com 7,7%. Completando a lista de cidades, temos: Porto Alegre, Recife, Salvador, Curitiba, Campinas, Manaus e Fortaleza.

O secretário de Turismo de Fortaleza, Erick Vasconcelos, será um dos condutores escolhidos para carregar a chama dos Jogos Olímpicos Rio 2016 no Brasil. A previsão é que o símbolo passe por 12 cidades no estado do Ceará,  com o percurso iniciado em Aracati no dia 06 de junho, passando pela capital no dia seguinte.

De acordo com o Ministério do Turismo, a tocha deve passar por mais de 300 cidades brasileiras, em uma jornada de 20 mil quilômetros por terra e 10 mil quilômetros pelo ar. Cada condutor deverá carregar por aproximadamente 200 metros de extensão, com o tempo de 2 a 3 minutos por pessoa.

Para Erick Vasconcelos, "além do revezamento da tocha ser uma oportunidade para divulgar e promover Fortaleza para o mundo, mostrando nossa gastronomia, cultura e belezas naturais, será também uma realização pessoal, como atleta que superou a obesidade e hoje faz do esporte um estilo de vida”, ressalta o secretário de Turismo, que estará  este ano, em sua 10ª participação no Ironman, o maior evento de triatlhon do mundo.

O revezamento pelo país se encerrará na cerimônia de abertura no dia 5 de agosto de 2016, no Rio de Janeiro. Ainda de acordo com o Mtur, o Brasil deve receber até 500 mil turistas estrangeiros no período dos jogos Olímpicos e Paralímpicos.