Carmais-Honda Nova Luz

Audi Q8: pronto para brilhar no Salão de 2018

05 de Novembro de 2018 . Por Jota Pompílio


Que o novo Audi Q8 será uma das estrelas que a marca alemã apresentará na 30ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2018, isso vai!!!  O modelo, completamente novo na linha de produtos da marca, combina o melhor de dois mundos – a elegância de um cupê de quatro portas de luxo e a conveniente versatilidade de um SUV de grande porte. 

Ele chega para ocupar o topo da linha dos utilitários da montadora e deve vir para o Brasil em 2019. A imensa grade frontal e a lanterna traseira em LED, e que ocupa grande parte da tampa do porta-malas, evidenciam a agressividade do modelo.

Derivado do Q7, ele é menor em comprimento e em altura. Só a largura é maior. Mesmo assim é um carro grande. São 4,99 m de um para-choque até o outro, 1,71 m do chão até o teto, e 2 m de largura. A distância entre-eixos é de cerca de 3 m.

Motorização 

Sob o capô há um 3.0 turbodiesel de 290 cv e 61,2 kgfm de torque. Ele é acompanhado pelo câmbio automático de oito marchas e tração integral quattro. Para melhorar o consumo, o modelo conta com tecnologia híbrida leve. A bateria de 48 volts consegue armazenar uma parte da energia das frenagens e auxilia o motor na hora da partida. Tudo para economizar combustível.

Inside

Por dentro, o novo Audi Q8 é bem parecido com o sedã A8. Há duas telas no console, sendo que a de 10,1 polegadas é a responsável pela central multimídia. A outra, de 8,6 polegadas, controla o ar-condicionado e o sistema de GPS. Assim como outros modelos do grupo VW, o painel de instrumentos digital também faz parte do utilitário. A tela tem 12,3 polegadas.

Segurança e conforto: os sistemas de assistência ao motorista

Seja estacionando, rodando na cidade ou em longas jornadas – o Q8 torna a vida mais fácil para o motorista em diversas situações. A Audi reúne seus sistemas de assistência em quatro pacotes diferentes. O controle de cruzeiro adaptativo confortavelmente garante controle longitudinal e lateral em todas as faixas de velocidade. Dá suporte ao motorista com aceleração, frenagem, manutenção de velocidade e distância e em congestionamentos. O sistema detecta as marcações de faixas, estruturas da estrada e veículos em faixas adjacentes e em frente.Uma vantagem em trânsitos pesados: o Q8 adapta automaticamente sua velocidade à situação de tráfico.

O Emergency Assist também é um sistema relevante para a segurança no pacote. Ele detecta, dentro dos limites do sistema, se o motorista está inativo e, consequentemente, fornece um aviso visual, acústico e tátil. Se isso não provocar uma reação, o sistema assumirá o controle e automaticamente para o veículo. Isso também ativa as medidas de segurança do Audi Presense e aciona uma chamada de emergência automática, dependendo do país. O Night Vision Assist ajuda a melhorar a visibilidade na escuridão, destacando pessoas detectadas e animais maiores na cor amarela no Audi Virtual Cockpit.

Cinco sistemas fornecem segurança no trânsito da cidade. O Crossing Assist detecta tráfego cruzando em frente ao carro, o Audi Presense 360° adverte contra veículos que se aproximam pelos lados e o Rear Cross Traffic Assist registra veículos se aproximando durante a marcha à ré em baixa velocidade, por exemplo, ao sair de uma vaga de estacionamento perpendicular. O Exit Warning e o Lane Changing Warning completam o pacote.

Um componente de alta tecnologia da Audi está por trás de todos esses recursos: o controle central de assistência ao motorista, que calcula permanentemente uma imagem diferenciada do ambiente. Os dados necessários são obtidos, dependendo das opções selecionadas, por até cinco sensores de radar, cinco câmeras, doze sensores de ultrassom e um scanner a laser. O sistema os usa para calcular os sinais dos elementos e fornece a melhor assistência possível ao motorista.

Pipo

Polícia armada da Itália agora tem blindado Jeep Grand Cherokee

05 de Novembro de 2018 . Por Jota Pompílio

Quem vai à Europa especificamente para o “país da botinha”, a Itália, está acostumado a ver a polícia italiana andando em Alfa Romeos e Lamborghinis. Hoje, porém, os Carabinieris (carabineiros) revelaram seu último carro de patrulha, um Jeep Grand Cherokee que na Newsedan, em Fortaleza, custa R$ 329.000,00. "Porém, esse valor é negociável", explica Ana Furtado, gerente comercial da concessionária cearense. Traduzindo: com uma boa conversa você pode levá-lo mais barato.

 

É bom lembrar ao internauta da Road In que a Jeep pertence ao grupo Fiat nos dias de hoje, então, não devemos nos surpreender. E não é um carro de patrulha comum. Os 19 Grand Cherokees abocanhados pela força policial do Ministério da Defesa da Itália estão blindados. As janelas, os pneus e os painéis da carroceria podem resistir a ataques, enquanto a suspensão foi reforçada, presumivelmente para suportar o peso extra. Um motor diesel V6 de 3.0 litros com 187 cv fornece a força motriz do Grand Cherokee.

De acordo com a polícia italiana, o resultado final é um veículo tático capaz de garantir segurança de alto nível para militares e mulheres, ao mesmo tempo em que oferece excelente confiabilidade mecânica para assumir com sucesso qualquer missão. O primeiro está agora nas ruas de Roma, com todos os 19 em serviço anti-terrorista até o final do ano.

 

Quem é ele no Brasil

Sem ter a mesma fama dos irmãos Compass e Renegade no Brasil, o Jeep Cherokee é super conhecido lá fora, Europa e Estados Unidos. O fato é que hoje a oferta do Jeep Grand Cherokee 2018 apresenta três cores: Cinza Granite Crystal (Metálica), Branco Bright (Sólida) e Preto Brillant (Sólida). No interior, apenas a tonalidade preta no acabamento em couro. O modelo mantém as duas motorizações anteriormente disponíveis, sendo a gasolina com o V6 3.6 Pentastar de 286 cavalos e 35,4 kgfm. No diesel, o motor é o VM Motori V6 3.0 de 241 cavalos e 56 kgfm.

Nos dois motores, o câmbio é automático com oito marchas e alavanca em forma de manete. O Jeep Grand Cherokee 2018 tem sistema de tração nas quatro rodas Quadra-Trac II com 100% de torque nas rodas traseiras se necessário e relação de subida de 44:1. Há também o ajuste do Select-Terrain, que permite a escolha de cinco modos de terreno: Auto, Snow, Sand, Mud e Rock.




Beach Park

Ford GT tem nova edição limitada carbon series

01 de Novembro de 2018 . Por Jota Pompílio

Para quem gosta e se amarra em exclusividade, a Ford GT terá uma nova edição limitada, a Carbon Series, com peças de fibra de carbono aparente e visual exclusivo. O objetivo do carro é voltado para pilotos amadores que poderão usá-lo tanto para correr nas pistas como para dirigir de volta para casa, combinando elementos dos modelos de competição e de rua do superesportivo.

Para situar, o Ford GT foi lançado com uma produção de 1.000 unidades durante dois anos e recebeu mais de 6.500 inscrições. Para atender essa grande procura a Ford ampliou a produção para quatro anos, com mais 1.000 unidades. Este ano, foi anunciado um lote adicional de 350 unidades até 2022, com a opção da versão Carbon Series. Elas poderão ser encomendadas durante 30 dias, a partir do próximo dia 8, em mercados globais selecionados no www.FordGT.com.

Diferentemente do modelo de competição, o Ford GT Carbon Series é equipado com ar-condicionado, rádio e multimídia SYNC 3, mas também abre mão de alguns itens, como porta-copos e porta-objetos para manter o peso sob controle. O seu peso total é cerca de 18 kg mais leve, graças a inovações como rodas de fibra de carbono, escapamento e parafusos de titânio e tampa traseira de policarbonato com ventilação adicional.

Visualmente, a terceira edição especial do Ford GT se destaca pelos itens de fibra de carbono aparente nas duas faixas centrais, nos pilares A, nos painéis inferiores e rodas. As capas dos retrovisores, a faixa central e as pinças de freio podem vir em quatro cores contrastantes – prata, laranja, vermelho ou azul –, à escolha do cliente.

Na cabine, o Ford GT Carbon Series exibe fibra de carbono nas soleiras, comandos de ar e console central. Ele também tem bancos de padrão exclusivo, com costura prateada que é repetida no volante, além de borboletas de câmbio anodizadas e um distintivo exclusivo no painel.

“Este é mais um exemplo de como ouvimos nossos clientes na Ford”, diz Lance Mosley, gerente de marketing da Ford Performance. “Muitos fãs do Ford GT de competição pediram mais fibra de carbono aparente, ar-condicionado e rádio no veículo. Desenvolvemos a Série Carbon para atender essa necessidade, oferecendo também um estilo único.”


Para quem gosta de super máquinas, a Mercedes tem e é uma obra-prima! Com nova motorização e detalhes inéditos de estilo e tecnologia, o modelo Mercedes-AMG CLS 53 é tudo isso e muito mais. Ele chega ao Brasil introduzindo o conceito de coupé com quatro portas e tem preço também: R$ 599.990,00. No Ceará, a marca é representada pela Newsedan. Sua apresentação será no Salão de São Paulo e espera-se que em dezembro esteja em todas as autorizadas.
 
Para quem gosta de detalhes, o super modelo chega com o novo motor de seis cilindros em linha da Mercedes-Benz: o motor eletrificado com 3.0 litros, alimentado por um duplo compressor atuado pelos gases de exaustão e um inédito compressor elétrico auxiliar. Em situações normais, esse motor disponibiliza 435 cv de potência.  “Eita!” - com certeza você soltou essa interjeição sem querer.

Na crista do elétrico

Ele conta também com o auxílio do motor de arranque/alternador EQ Boost, que pode fornecer, em momentos determinados, 22 cv de potência adicional força adicional com mais 250 Nm de torque. Além disso, o equipamento alimenta o sistema elétrico embarcado de 48 V. Outros destaques tecnológicos do CLS 53 incluem a transmissão SPEEDSHIFT TCT 9G e o sistema de tração integral AMG Performance 4MATIC+.

Terceira geração do automóvel, o modelo apresenta uma combinação entre design esportivo, performance e eficiência. O modelo introduz a nova linguagem de design da Mercedes-Benz, que em breve estará presente em todos os modelos da marca, caracterizada pelas linhas mais simples e superfícies com menos vincos que reforçam a sofisticação dos veículos. Deve chegar no primeiro semestre nas concessionárias. 

O CLS 53 4MATIC+ traz uma grade frontal caracterizada pela dupla lâmina horizontal, a saia dianteira com design A-wing (o defletor aerodinâmico tem o aspecto da letra "A"), soleiras laterais exclusivas da AMG, a traseira com difusor e o acabamento das ponteiras redondas do escapamento em cromo de alto brilho.

Entre os equipamentos, o CLS 53 inclui quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, volante com comandos sensíveis ao toque, comandos de voz para ar-condicionado, aquecimento/ventilação dos bancos e luzes internas, e grade do radiador ativa.

Piloto automático adaptativo, frenagem automática, monitoramento de tráfego cruzado, correção de mudança involuntária de faixa, faróis de led adaptativos e seletor de modos de condução (Eco, Comfort, Sport, Sport+ e Individual) também entram na lista.

Sem dúvida, há algum tempo, o Nissan Kicks é o queridinho da montadora, já que suas vendas vão bem, obrigado! Neste ano, em alguns meses, foi líder.  O fato é que, fabricado em Resende (RJ), o crossover conquistou pelo segundo ano consecutivo o maior grau de aprovação e satisfação em sua categoria na pesquisa anual "Os Eleitos", organizada há 17 anos pela revista Quatro Rodas.

A publicação anual pergunta a proprietários o que eles acham de seus veículos em diversos aspectos. O Nissan Kicks conquistou 100,1 pontos, o que significa que seus donos consideram que, com o uso, o crossover entregou mais do que eles esperavam. O Nissan Kicks ainda ficou em quarto lugar no ranking geral – foram avaliados 32 modelos – e foi o único SUV entre os cinco primeiros colocados.

 

Por aqui

O que acontece em outras praças é reflexo aqui em Fortaleza. “As vendas estão extremamente satisfatórias, e ainda temos espaço para crescer no segmento dos SUVs. O Nissan Kicks está entre os 03 SUVs mais vendidos no mercado”, enfatiza Ricardo Maciel, diretor da Jangada Nissan. 

Segundo ele, as versões existentes são a S versão de entrada, a SL versão top e a SV a versão intermediária. “Esta é a que mais vende atualmente, e esta versão pode ter bancos em couro e seis air bags, dependendo o pacote de opções”, detalha.

Na Jangada Nissan, por exemplo, a versão de entrada do Kicks parte de um preço inicial de R$ 69.990,00. “Esta versão é equipada com transmissão mecânica”, acrescenta. A versão SL que é a top de linha do Nissan Kicks, pode chegar até R$ 101.400,00 “isso dependendo dos pacotes de opcionais incorporados ao veículo”.

O diretor pondera que o SUV tem tecnologia exclusiva, a câmera 360 graus. “Isto sem falar no sensor frontal de colisão e do banco “zero gravity, que proporciona maior conforto e menor cansaço em viagens e tecnologia que também proporciona um baixo consumo de combustível e o menor custo de manutenção da categoria”. Para finalizar, o diretor afirma que o principal cliente do Nissan Kicks é o público na faixa etária dos 30 aos 45 anos, que procura tecnologia, design e conforto.