A marca italiana, que já foi líder no mercado brasileiro e já vendeu milhares de Palios e Milles da vida no passado, dá sinais de recuperação. A verdade é que em fevereiro, a montadora colocou três carros entre os dez mais vendidos, e com isso passou a Volkswagen no ranking por marca, ficando em segundo lugar.

 

O Mobi, décimo primeiro colocado em janeiro, subiu para o oitavo lugar, com 4.885 carros. Entretanto, a "picapizinha" Strada deu um salto maior, passado de décimo para quinto: vendeu 6.545 unidades. E o Argo, que estava em oitavo no mês passado, desta vez ficou na quarta posição (6.673).

Atualmente, a liderança continua sem surpresas: o Onix repete a posição que mantém há quatro anos, mas está cada vez mais distante dos concorrentes: o hatch da GM vendeu dez mil carros a mais do que o segundo colocado (veja), que desta vez foi o Hyundai HB20, terceiro em janeiro. O Ka, que foi segundo no mês passado, ficou em terceiro desta vez.

O Prisma caiu da quarta para a sexta posição, o Kwid passou do sexto lugar para o sétimo lugar, o Renegade caiu de nono para décimo, mas as maiores quedas foram do Polo, que caiu de quinto para nono, e do Gol, que estava em sétimo e deixou a lista dos dez mais.

Ranking por modelo

1-GM Onix 18.392

2-HYUNDAY HB20 8.055

3-FORD Ka 7.110

4-FIAT Argo 6.673

5-FIAT Strada 6.545

6-GM Prisma 6.499

7-RENAULT Kwid 5.473

8-FIAT Mobi 4.885

9-VOLKS Polo 4.813

10-JEEP Renegade 4.813

Galpão D

Novas versões Mercedes-AMG C 63 chegam ao Brasil

13 de Março de 2019 . Por Jota Pompílio

C 63, um dos modelos mais vendidos da Mercedes-AMG, chega à linha 2019 com novidades no visual e interior e deve agradar a quem procura o luxo de um sedã ou coupé e a tocada de um esportivo. Ele vem em três versões e o modelo mantém o motor V8 4.0 biturbo (476 cv na versão normal e 510 cv na S) ligado ao câmbio automático de 9 marchas com tração traseira. Para os apreciadores de automóveis de alto desempenho e qualidade, a sigla AMG desperta uma atração especial. Os modelos com essa designação figuram como os maiores destaques em cada classe de veículos da Mercedes-Benz, diferenciando-se pelo estilo exclusivo e performance nas pistas e estradas. 

De acordo a montadora, o C 63 traduz o espírito da marca de veículos esportivos de alta performance e oferece agora, na forma do sedan e do coupé, uma dinâmica ainda melhor e um interior mais moderno, com amplas opções de individualização. 

A velocidade máxima é de 290 km/h (limitada eletronicamente) com o C 63 S.  A dirigibilidade é garantida também pelos programas de condução redefinidos, que permitem maior diferenciação no desempenho do motor de oito cilindros na estrada.

Visualmente, a aparência do novo C 63 tem um apelo ainda mais emocional: o acabamento do radiador exclusivo da AMG ressalta a identidade da marca, reforçando, ao mesmo tempo, a aparência muscular do veículo. O interior foi beneficiado com um cockpit totalmente digital com inconfundíveis mostradores AMG e pela nova geração de volantes AMG. Os preços são de R$ 499.900 (C63), R$ 546.900 (C63 S) e R$ 555.900 (C63 S Coupé). 



 

O mundo realmente é dos elétricos. Até no segmento de duas rodas a realidade não é diferente. A gigante Harley-Davidson, por exemplo, está exibindo no Salão Internacional de Genebra 2019, na Suíça, seu grande lançamento  do ano: a nova motocicleta elétrica LiveWire. No Brasil, há especilações dela chegar por aqui no final de 2019. Em Fortaleza, a Newroad é a autorizada oficial.

“A LiveWire é o ápice em uma nova era de propulsão de VE da Harley-Davidson. Como líderes na eletrificação do motociclismo, estamos cumprindo nosso compromisso de oferecer uma linha completa de veículos elétricos de duas rodas para o mais jovem dos pilotos, até o piloto que está procurando uma experiência VE premium e de alto desempenho”, disse Marc McAllister Vice-Presidente de Planejamento de Produto e Portfólio. 

Segundo a montadora, o portfólio de motocicletas elétricas da Harley-Davidson é uma parte significativa do plano “More Roads to Harley-Davidson” para acelerar a construção da próxima geração de motociclistas por meio de novos produtos em segmentos adicionais de motocicletas, acesso mais amplo e um compromisso de fortalecer os revendedores globalmente.

Aceleração 

De 0 a 100 km/h em 3 segundos e de 100 a 130 km/h em 1,9 segundo. A velocidade máxima é de 177 km/h.

Facilidade 

O motor elétrico da LiveWire não requer embreagem nem troca de marchas, simplificando enormemente a operação para os novos pilotos. Todos os pilotos apreciarão o efeito de frenagem com o modo de regeneração de energia, uma vez que adiciona carga à bateria, especialmente em trânsito urbano intenso.

Desempenho e autonomia 

Engenheiros afirmam que a bateria oferece um alcance de até 225 quilômetros na cidade, ou até 142 quilômetros de alcance combinado (cidade e estrada) A LiveWire pode ser utilizada para carregar a motocicleta elétrica por meio de um conector. Todas as concessionárias Harley-Davidson que forem vender a LiveWire oferecerão uma estação de carregamento pública. A tecnologia DCFC pode fornecer uma carga de 0 a 80% da capacidade da bateria em apenas 40 minutos, ou de 0 a 100% e 60 minutos.



Depois de tanta novela e disse-me-disse, agora é oficial: a Porsche Brasil vem para o Ceará, precisamente, para a capital cearense, Fortaleza. A fabricante premium anunciou que abrirá ainda em 2019. Na prática, será o décimo segundo Porsche Center no Brasil. Esse será o segundo na região Nordeste já a cidade de Recife já possui uma unidade desde junho de 2016. 

“Projetamos ampliar a presença no mercado brasileiro, com o propósito de estreitar o relacionamento com nossos clientes e atender novas regiões. Esse posicionamento, somado a qualidade do produto, resulta no sucesso da marca no país”, explica Werner Schaal, diretor de Vendas da Porsche Brasil.

Como ser um concessionário Porsche

A inscrição deve ser feita através do site da Porsche Brasil (https://www.porsche.com/brazil/pt/aboutporsche/porschebrasil/introduction/) até o dia 29 de março. A seleção é composta por 5 etapas: Coleta de dados, Pré-seleção, Visita in loco, Entrevista final e Anúncio de Potencial Investidor de Concessionárias Porsche (Carta de Intenção) e o resultado será divulgado no segundo semestre.

Sobre a Porsche

A Porsche Brasil, com sede em São Paulo, é a primeira subsidiária Porsche na América Latina, tendo a sua operação iniciada em julho de 2015. A rede Porsche no Brasil está presente nas seguintes praças: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Campinas, Florianópolis, Brasília, Ribeirão Preto e Belo Horizonte.

EBM Quintto

No Salão de Genebra, Audi apresenta Q4 e-tron conceito

08 de Março de 2019 . Por Jota Pompílio

Depois do elétrico e-tron ser apresentado há um ano, a marca está se antecipando com um outro automóvel totalmente elétrico na exposição: o Audi Q4 e-tron conceito. Ele é um SUV compacto de quatro portas, com 4,59 metros de comprimento e que lembra o Audi e-tron à primeira vista. 

Dois motores elétricos mobilizam 225 kW de potência do sistema no conceito Q4 e-tron. Como é típico da Audi, o veículo traz a tração integral permanente quattro. Acelera de zero a 100 km/h em apenas 6,3 segundos com uma velocidade máxima eletronicamente limitada de 180 km/h. Uma bateria grande, com capacidade de 82 kW/hora, ocupa quase todo o espaço da parte inferior da carroçaria entre os eixos. 

Segundo a marca, sua autonomia vai mais de 450 quilômetros – em linha com o ciclo WLTP – define o padrão em sua categoria. A tecnologia do conceito Q4 e-tron faz parte da plataforma de eletrificação modular (MEB), que será integrada em diversos veículos elétricos produzidos pelo Grupo Volkswagen no futuro, da categoria compacta até a média superior. 

De acordo com a Audi, o conceito Audi Q4 e-tron antecipa o que já será o quinto veículo elétrico de produção em série que o fabricante apresentará até o fim de 2020. As vendas do Audi e-tron, o primeiro deles, já começaram e as primeiras unidades serão entregue aos clientes antes do final de março de 2019. Ainda este ano o Audi e-tron Sportback será apresentado e o Audi Q2L e-tron, que foi projetado especificamente para o mercado chinês, sairá da linha de montagem. A apresentação da versão de produção do coupé de quatro portas de alta performance, o Audi e-tron GT, quarto veículo elétrico que está sendo desenvolvido na Audi Sport GmbH, está prevista para o segundo semestre de 2020.

O compacto Audi Q4 e-tron terá estreia simultânea. Com esta oferta, a Audi agora cobre todos os segmentos de mercado importantes com veículos totalmente elétricos, desde o segmento A até o de grande porte, pouco menos de dois anos após o lançamento do primeiro carro elétrico. 
Compacto por fora, espaçoso por dentro: dimensões e interior

4,59 metros de comprimento, 1,90 metro de largura, 1,61 metro de altura: com essas dimensões, o conceito Audi Q4 e-tron se posiciona na categoria de SUV médio. Seus requisitos para longas viagens, portanto, qualificam o SUV elétrico como um polivalente ágil adequado para a condução urbana também. Em termos internos, por outro lado, sua distância entre eixos de 2,77 metros o coloca pelo menos uma classe acima. 

A tela do Audi Virtual Cockpit com os elementos de exibição mais importantes para velocidade, nível de carga e navegação está localizada atrás do volante. O Head-up Display em formato grande com uma função de realidade aumentada é um novo recurso. Pode exibir informações gráficas importantes, como setas direcionais para virar, diretamente no curso da estrada. 
Painéis de controle projetados como elementos de toque nos raios do volante podem ser usados para selecionar funções usadas com frequência. No console central, existe uma tela touchde 12,3 polegadas através do qual as funções de infotainment e veículo são exibidas e operadas. 
O console está inclinado em direção ao motorista para maior facilidade de operação. Uma faixa de botões para controlar o ar condicionado está localizada abaixo dela. Como o console central não precisa de elementos funcionais, como uma alavanca de velocidade ou elementos de atuação do freio de mão, foi concebida como um compartimento espaçoso que inclui uma base de carregamento para celulares. Existe uma área horizontal em design de alta qualidade na qual o botão seletor para o modo de transmissão é integrado e que também serve como cobertura para a seção frontal do console. Além do compartimento de armazenamento inferior convencional, as portas agora oferecem a possibilidade de armazenar garrafas na seção superior especialmente moldada, onde são fáceis de alcançar.

Bom, assim como o e-tron que já já chega na Europa e será realidade no Brasil, vamos esperar que e-tron Q4 saia do conceito e vire realidade.