Uma das picapes, senão, a mais desejada do segmento, a Nova Frontier, desde que foi lançada, em março, já está vendendo e bem! O relato é de quem entende bem do setor, Ricardo Maciel, diretor da Jangada Nissan, em Fortaleza. “A venda de picape está bem aquecida e a Nissan está bem posicionada nesse nicho de mercado. O produto é de excelente qualidade e agrega muita tecnologia e exclusividade”, detalha o profissional.

Um dos diferenciais é que agora, a picape que chega ao Brasil, vem da Argentina e não mais do México. Em termos de mecânica, a picape recebeu mudanças na direção, nos freios, na suspensão e na central multimídia. No Ceará, a marca é representada pelo o grupo Carmais.

Aprofundando mais no modelo, segundo Ricardo, os atributos que “mais se destacam são : teto solar, câmeras 360 graus e suspensão multi link independente exclusividade Nissan . Vale lembrar que é mais alta e possui o melhor ângulo de entrada e saída da categoria. A sua robustez a torna uma das mais competitivas do mercado mundial”, detalha.

O diretor pondera que o cliente da Frontier tem um perfil variado. “Eles são grandes e pequenos empresários, fazendeiros , advogados , médicos , enfim , quem curte um OFFROAD e encontra na NISSAN Froniter uma excelente opção , além de 4x4 reduzida , possue bloqueio de diferencial traseiro automático. Para quem tiver interessado, ele antecipa que o preço da Nissan Frontier está entre 113.900,00 até 193.900,00 , dependendo da versão , todas 4x4 diesel.

 



Ilmar 2 marca

MINI é MINI todo mundo sabe, mas de duas rodas?

10 de Maio de 2019 . Por Jota Pompílio


A marca inglesa que fabrica carros super coloridos (acima) e até parecem brinquedos e que faz parte do Grupo BMW, fez um conceito de moto elétrica. É o Scooter E Concept, o primeiro veículo duas rodas da marca com bateria de íon e lítio que pode ser recarregada em tomadas de força convencionais. Aquela tomada que a gente liga a televisão mesmo! O fato é que elas estão chamando super atenção pelo o bom gosto e cores.

“Mais que um produto, MINI é um sinônimo de como viver nos centros urbanos com estilo, sofisticação e de forma moderna. A mobilidade MINI entrega tecnologia e fun to drive de maneira consciente e respeitando o meio ambiente onde está inserida”, explica Rodrigo Novello, Diretor da MINI Brasil. 

Easy, easy!

Impulsionado por um motor elétrico integrado à roda traseira, o MINI Scooter E Concept traz baterias de íons de lítio compactas, aptas a serem recarregadas em tomadas de energia domésticas convencionais com a ajuda de um cabo de carregamento integrado à parte traseira da motocicleta. Ao abrir a tampa do compartimento do cabo – semelhante à tampa do tanque de combustível de um automóvel MINI –, ela se ilumina e o plugue pode ser puxado para fora até uma distância de 5 metros. Assim que a bateria estiver carregada, um mecanismo acionado por botão recolhe a fiação. 

Traços de família

Outro detalhe que chama a atenção no MINI Scooter E Concept é o grande farol arredondado inspirado nos do MINI Countryman da primeira geração. Modelos estes que podem ser encontrados na BMW Haus Fortaleza. As luzes indicadoras de direção (pisca), por sua vez, evocam a dianteira de um Mini clássico. Já a abertura da carenagem, situada logo abaixo do emblema da MINI, e que ostenta uma moldura cromada, reforça a impressão de familiaridade remetendo aos contornos da grade do radiador hexagonal dos carros da MINI. Detalhes de acabamento cromado também podem ser notados no aro de apoio situado atrás do assento e nos suportes para os pés. Os espelhos retrovisores da motocicleta também exibem aspectos familiares, entre eles a forma arredondada e as diferentes opções de acabamento. Já a traseira conta com lanternas verticais montadas sobre a carenagem da roda. 

Outra característica de destaque do MINI Scooter E Concept: a forma inovadora de integrar dispositivos móveis, algo inédito para a época. O painel, de forma arredondada e inspirado no design do mostrador circular incorporado ao instrumento central dos veículos MINI, foi desenvolvido para acomodar um smartphone. Ao encaixá-lo no mostrador, o motor é acionado automaticamente. Enquanto a motocicleta estiver em movimento, o smartphone pode ser usado como navegador GPS, tocador de música ou telefone, conforme a necessidade do piloto. Uma interface sem fio Bluetooth pode ser conectada a um capacete MINI, que vem equipado com microfone e fones de ouvido. O velocímetro, que se assemelha a um tubo preenchido com fluido, e as luzes indicadoras da carga da bateria e de acendimento dos faróis e dos piscas, estão posicionados nas bordas do painel e correspondem aos botões no volante multifuncional dos carros MINI. 

A versão do MINI Scooter E Concept de cor amarela é baseada no visual do MINI E, o primeiro veículo totalmente elétrico da marca. O design colorido destaca o seu conceito de pilotagem livre de emissões. Já o estilo da outra scooter está inserido na herança da MINI e nas origens britânicas. Seu acabamento na cor British Racing Green remete aos carros clássicos de corrida. Por se tratar de um projeto conceitual, o MINI Scooter E Concept não entrou em produção efetiva. O fato é que elas são lindas e se colocarem no mercado, até as mães comprarão uma. O jeito é esperar o próximo Dia das Mães. 



Pizza Hut - 100x100.php

Novaluz pronta para receber a nova versão Touring do HR-V

09 de Maio de 2019 . Por Jota Pompílio

Com previsão de chegada em junho, a versão mais cara do Honda HR-V, a Touring, chegará às autorizadas em junho. De acordo com Marcelo Fernandes, gerente da Novaluz, na Av. Santos Dummont, o modelo é super desejado e não é à toa que ano a ano está na liderança O motor? O profissional salienta que é o mesmo motor de 1.5 turbo e 173 cavalos. Porém, um diferencial: na prática, o carro vem bem equipado, com alguns itens exclusivos e deverá custar R$ 139.900. Experiente, Marcelo revela que o cliente desse SUV top "são pessoas que buscam economia, conforto e excelente performance ao mesmo tempo", acrescenta. O gerente informa que hoje a versão que vende mais é a EX.

E para quem for comprar na Novaluz, e quem é ligado em itens de série, o Honda HR-V Touring 1.5 Turbo vem com teto-solar panorâmico, antena na capota em formatio de barbatana, partida por botão, sensor de chuva, retrovisor fotocrômico, multimídia com GPS embutido com tela de 7 polegadas sensível ao toque e sistema LaneWatch, que inclui câmera de alta resolução no retrovisor direito. 

O fato é que com a chegada da nova versão, a marca japonesa aproveita para lançar a linha 2020, da qual também fazem parte outras três versões. Detalhe: todas com motor 1.8 flex e câmbio automático do tipo CVT.

Na ponta do lápis, a a mais em conta é a LX (94.400), cujos destaques da lista de itens de série ficam por conta da câmera de ré, rodas de liga leve de aro 17, controles eletrônicos de estabilidade e tração, além de lanternas e iluminação diurna de LED.

Em seguida, vem a EX (R$ 101.700), que passa a ter ar-condicionado digital, multimídia com tela de 7 polegadas compatível com  Android Auto e Apple CarPlay, volante de couro, faróis de neblina, entre outros itens que equipam o SUV compacto .

E a EXL (R$ 111.900) fica logo abaixo da Touring e com alguns equipamentos a mais que a EX, ou seja, acendimento aurtomático dos faróis, retrovisores com rebatimento automático, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, grade dianteira pintada de preto brilhante e bancos de couro.

Para ficar mais "nervoso"

Segundo engenheiros, para receber o motor 1.5 turbo, movido a gasolina, vindo do Civic Touring, o HR-V recebeu dupla saída de escapamento na traseira, assim como a versão Sport vendida na Europa, onde o carro também está disponível com câmbio manual. 

Na comparação com as demais versões, o HR-V Touring Turbo recebeu ajuste exclusivo na suspensão e na direção, para se adequar ao melhor desempenho do motor 1.5, de 173 cv e 22,4 kgfm de torque a 1.700 rpm, exatamente os mesmos números do Civic.

Esperava-se que o Honda HR-V Touring Turbo viesse equipado com o chamado Honda Sensing, pacote de equipamentos com itens de direção semi-autônoma e de segurança. No lugar dele, a fabricante optou por trazer apenas o Lane Watch, que ajuda a eliminar ponto cego.Também não foi dessa vez que o SUV ganhou motor mais moderno que o 1.8 aspirado, embora seja usado em diversos outros países. 

Preços da linha 2020.

Honda HR-V LX - R$ 94.400
Honda HR-V EX - R$ 101.700
Honda HR-V EX-L - R$ 111.900
Honda HR-V Touring - R$ 139.990


Considerado um dos setores chaves, o pós-venda é cada vez mais cobrado tanto por clientes quanto pela diretoria e é apontado como termômetro dentro de uma autorizada. Na Newsedan Jeep, em Fortaleza, por exemplo, para que o setor funcione impecavelmente, o foco está em três pilares: exclusividade, inovação e know-how.

Segundo Edylauson Coelho, gerente de pós-venda da autorizada cearense, o diferencial da Jeep Newsedan está na própria expertise do Grupo Newland que, desde 2005, oferece manutenção e serviços especializados e que “sempre oferece aos nossos clientes conforto, modernidade, confiança e melhor atendimento. E, acima de tudo, a Newsedan acredita no talento de seus colaboradores e parceiros na constituição de uma empresa sólida, líder e de alta performance”, ressalta.

Os passos da cartilha

O profissional avalia que o pós-venda tem como objetivo “valorizar experiência de compra e posse de um veículo pelos nossos clientes”. Para que isso seja um sucesso, o gerente especifica que há alguns fatores que funcionam como norteadores do atendimento como disponibilidade de agendamento em até três dias; atendimento rápido e assertivo na recepção; disponibilidade de peças; veículos reparados da primeira vez e entrega do veiculo em até 15 minutos. Além disso, Edylauson revela que a equipe segue sete passos do atendimento: relacionamento, agendamento, recepção, serviço, controle de qualidade, entrega e pesquisa de satisfação.

Novas instalações, nova concessionária

Recentemente, a Newsedan está de casa nova, mas na mesma Av. Rogaciano Leite. “Expandimos nosso negócio adaptando nossa capacidade de atendimento a nossa demanda”. Segundo ele, clientes da Newsedan Jeep agora dispõem de uma recepção de serviços ampla, moderna, com estacionamento coberto, lounge confortável e bem equipado.

“Disponibilizamos ainda para nossos clientes o Express Lane, que é um boxe rápido para trabalhos mais simples, visando sempre agilidade e comodidade aos nossos clientes. Estamos também com uma estrutura maior para nosso estoque de peças, assim podemos adequar nosso estoque com peças Mopar Genuinas e oferecer o que há de melhor em peças e acessórios aos nossos clientes”.

O feedback de quem compra

O profissional avalia que nas avaliações internas, “nossos clientes têm sido unânimes em elogiar nossa nova estrutura, o maior conforto, os detalhes da decoração, os móveis, a localização e o porte da estrutura que agora faz jus ao tamanho que a marca Jeep tem em nosso Estado”.

O caminho das pedras

O que é atender o cliente com eficácia no pós-venda de veículos? Sobre esse tema o gerente ressalta que o pós-venda eficiente indica uma organização bem estruturada, que permita que a informação siga seu processo, de forma ágil, contínua e precisa. 

“Para atender o cliente com eficácia é preciso mais do que atender a sua solicitação. É preciso entender suas necessidades, saber ler nas entrelinhas e estar atento a tudo o que atenda os seus pré-requisitos. E isso vai além da entrega de produtos e serviços. Esse processo envolve todo o contexto para que a experiência de compra forme um conjunto ideal. Com isso, a eficácia nos processos de pós-venda de uma concessionária, mais do que nunca, se faz necessário”.

Satisfação é tudo!!!

Experiente em sua área, o expert ressalta que um cliente bem atendido é um cliente que consegue receber bem mais do que foi solicitado, o cliente que ser surpreendido positivamente e sempre receber o algo a mais.

“O cliente também deseja, mesmo que inconscientemente, se sentir parte da empresa em que esta indo realizar um serviço. Pois, a partir do momento em que ele se sente parte da empresa, não vai ser apenas mais um em atendimento. Vai se sentir como responsável pelo sucesso dessas empresa ou mesmo como um acionista. E, assim irá divulgar incondicionalmente a marca e esta empresa”.

Concorrência

Edylauson afirma que ela está cada vez mais acirrada e vários fatores têm exigido cada vez mais que as empresas se reinventem, dentre eles: “o aparecimento constantes de bons concorrentes, avanços tecnológicos dos produtos, aperfeiçoamento de processos, evolução rápida nos hábitos de consumo dos nossos clientes, entre outros, que tem levado as empresas estarem muito mais antenadas e rápidas em seus processos de melhoria e qualidade”.

Ele destaca que o mercado automotivo vem mudando de product-driven (visava produzir produtos e serviços para depois procurar mercado) para customer-centric (visa estabelecer um programa de ações voltado a conhecer melhor o cliente, suas expectativas e necessidades a cada momento ou interação com a empresa, seus produtos e serviços). "Dessa forma as empresas trabalham para aumentar a lealdade dos clientes, adaptando às mudanças de comportamento e expectativas dos consumidores. As empresas que ainda não perceberam isso estão fadadas ao fracasso. O departamento de Pós-Venda mais que qualquer outro tem papel essencial é fundamental nos processo de fidelização e manutenção de clientes na marca”, destaca.

Para finalizar, sobre os ingredientes para ter sucesso nessa área, o gerente enumera: atender de forma personalizada, ser confiável, ser transparente, facilitar o atendimento  e fazer o cliente sentir-se especial. “Aliado a isso, nosso fator primordial são as pessoas:funcionários capacitados, constantemente treinados e atualizados com as novidades do mercado. Que enxergam na empresa uma continuação de suas casas e tem o compromisso de fazer sempre o melhor pelos nossos clientes”. 

São Luiz

Audi comemora 25 anos de A4, modelo que lhe deu mais alegria

07 de Maio de 2019 . Por Jota Pompílio

De repente, duas décadas e meia! Isso é que a montadora das quatro argolinhas está celebrando pelo o aniversário de produção do primeiro Audi A4, na Alemanha. Desde então, a marca premium alemã produziu mais de 7,5 milhões de unidades do modelo. 

Um quarto de século após o seu nascimento, a demanda é inabalável para o Audi A4, agora em sua quinta geração. Com 344.586 unidades vendidas em 2018, o A4 é o modelo Audi mais popular do mundo. De acordo com a concessionária em Fortaleza, a Audi Center, o modelo vende bem. No planeta, para se ter uma ideia, aproximadamente a cada cinco modelos da marca entregues em todo o mundo hoje, um vem desta série. 

Segundo a fabricante, o Audi A4 estabeleceu novos padrões quando entrou em produção em 1994 como o sucessor do icônico Audi 80. Com sua elegância, esportividade e conforto, rapidamente impressionou clientes em todo o mundo. O modelo tornou-se um best-seller em seu primeiro ano completo de produção, em 1995, quando mais de 272.052 unidades saíram da linha. E hoje, o modelo continua lançando destaques em sua classe com inúmeros sistemas de assistência ao motorista. 

“Por um quarto de século, o A4 simbolizou a marca Audi como nenhum outro modelo. É sinônimo de tecnologia de ponta em seu segmento, bem como tecnologias de produção inovadoras ao mais alto nível”, disse Albert Mayer, diretor de fábrica da unidade da Audi em Ingolstadt. “O Audi A4 é um pilar fundamental da fábrica de Ingolstadt. O compromisso incansável e a paixão de nossos funcionários pela nossa marca foram e continuam a ser a força motriz por trás da impressionante história de sucesso da A4”. 

Peter Mosch, presidente do conselho geral dos trabalhadores do grupo na AUDI AG: “O A4 é um símbolo do sucesso da marca Audi. Nossos colegas tornaram isso possível nos últimos 25 anos com muita dedicação e comprometimento. Esta é uma grande conquista da qual nós, membros do Conselho dos Trabalhadores, estamos muito orgulhosos e sobre a qual gostaria de parabenizar todos os envolvidos”. 

Em 2018, praticamente um em cada cinco carros entregues pela Audi no mercado alemão veio desta série. O modelo Audi mais popular na China é o A4 com distância entre eixos longa, que é produzido especialmente para o mercado local. 

Com produção total de mais de 7,5 milhões de unidades, o A4 é o modelo Audi de maior sucesso da marca em todos os tempos. Desde o lançamento da quarta geração A4 em 2007, as duas principais fábricas da Audi na Alemanha – Ingolstadt e Neckarsulm – compartilharam a produção do A4 através do chamado sistema de mesa giratória de produção. A Audi fabrica o modelo também na Ásia para os mercados locais: em Changchun, na China, e em Aurangabad, na Índia.