A Volvo revela esta semana a aguardada nova geração do S60, sedã médio-grande da marca sueca que atua na mesma categoria do BMW Série 3, Mercedes-Benz Classe C e Audi A4. A nova geração do S60, sedã médio híbrido da Volvo, está exposta em São Paulo, no shopping JK Iguatemi. O carro, produzido nos EUA, deve chegar ao mercado brasileiro no segundo semestre de 2019. Em Fortaleza, a marca é representada pela GNC Suécia.

O sedã conta com duas opções de motorização a gasolina: T5 de 254 cavalos de potência e T6 com 320 cavalos. E três opções de motor híbrido: T6 de 340 cv, T8 com 407 cv e T8 com 415 cv de potência.

Além do S60, a marca colocou em exposição a versão híbrida dos utilitários esportivos XC60 e XC90 e do sedã S90. Os modelos ficarão expostos até o dia 31 de março de 2019.

Hakan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo Cars, classificou o novo S60 como “um dos carros mais empolgantes da marca” e não é sem motivo. A nova geração do sedã terá em sua versão topo de linha um poderoso conjunto híbrido plug-in, no caso o T8 AWD, que entregará mais de 400 cv de potência. Haverá também outra opção plug-in, no caso a T6 AWD, com potência combinada superando os 360 cv. Ambas, como as siglas indicam, contam com tração integral.


Líder no mercado premium no Ceará, a autorizada cearense da Mercedes-Benz e Jeep, em Fortaleza, a Newsedan, está com uma proposta no mínimo ousada. Batizada de “Negócios Relâmpago Newsedan”, a empresa está disposta a fazer qualquer negócio para você sair de Jeep ou uma Mercedes-Benz! A iniciativa que começou ontem, segue hoje e finaliza amanhã, sábado. Na prática, são 72 horas de negociações.

Quais os atrativos?

Do lado da Mercedes-Benz, de acordo com Eduardo Weimar, gerente da marca alemã, além da taxa zero para financiamento de veículos das linhas Classe C, GLC e GLA ano 2018, modelo 2019, “haverá super avaliação no seu usado na hora da compra”, ressalta.

 “Dudu” explica que a proposta do cliente, seja qual for, também é bem-vinda e passível de análise. Quem sabe você consegue encaixá-la e sair a bordo de um SUV Compass ou um sedan de luxo Classe C? “A ordem é não deixar o cliente sair sem um modelo zero-quilômetro”, diz.  

Do lado da Jeep e de uma forma geral, Ana Furtado, gerente da Newsedan Jeep, avalia que o objetivo da “Rodada de Negócios” é levar ao mercado algo diferenciado que impacte na decisão de compra dos nossos produtos em  três dias de vendas dando possibilidades aos clientes de fazerem sua proposta para fechar o negócio na hora”.

Ela exemplifica que há alguns produtos com preço diferenciado. “Um exemplo é o Renegade, automático, por 69.990,00. Temos também taxa zero, bônus na avaliação e descontos dependendo da modalidade da compra que pode chegar até 30.000,00”, pondera. Além do Renegade, o Compass, líder em vendas em seu segmento, entra na oferta promocional.

 Reforçando

A ação especial de vendas, iniciou ontem e segue até este sábado. De acordo com a administração, quem comparecer, verá que é um show de oferta e que movimentará o setor automotivo no Estado.

Já pensou duas concessionárias de marcas diferentes em uma só?  Segundo a Audi e a Ducati do Brasil isto é possível sim! E o fato aconteceu em Campo Grande-MS, o primeiro modelo de concessionária integrada no País. Será a primeira vez que se comercializa as motocicletas da empresa italiana ao lado dos veículos alemães que já são vendidos na cidade. Se a "moda" pegar, Fortaleza corre um sério risco de adotar esse sistema assim como as outras capitais.

O novo formato incluirá um espaço exclusivo de 100 metros quadrados para motocicletas com oficina e pátio. Já a área de showroom apresentará um novo modelo de exposição - as motocicletas estarão distribuídas pela concessionária ao lado dos carros da Audi, exemplificando a sinergia entre os modelos de quatro e duas rodas.
 

“Esta inauguração representa um benefício direto aos nossos consumidores, pois eles terão a chance de ver em um mesmo local produtos Audi e Ducati, que trazem em seu DNA muita tecnologia, sofisticação e esportividade”, afirma Johannes Roscheck, CEO e presidente da Audi do Brasil.
 
Com a chegada da Ducati, a concessionária passa a oferecer um portfólio de produtos ainda mais sofisticado, como os modelos da linha Multistrada, família Panigale, e modelos da família Monster, Diavel e XDiavel, Scrambler e Supersport. Os modelos complementam a extensa lista de veículos Audi já vendidos na região com as famílias A, Q e os esportivos da Audi Sport.
 
A expectativa com a nova Ducati Campo Grande é suprir as mais variadas necessidades dos clientes, através de produtos, serviços e uma plataforma de experiência exclusiva. “Assim como nós, o campo-grandense é apaixonado por duas e quatro rodas, por isso, o mercado da região é muito promissor e deverá superar as expectativas”, prevê Diego Borghi, presidente da Ducati do Brasil

Esta será a décima concessionária da marca italiana no País, a primeira na cidade. Está localizada na Av. Afonso Pena, 5720, no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande/MS, região nobre para o setor automotivo e local privilegiado da capital sul- mato-grossense.

Prefeitura de Aracati - Selos Notas

SsangYong anuncia chegada do novo Korando

26 de Março de 2019 . Por Jota Pompílio

Revelado nesta edição no Salão de Genebra, na Suíça, a SsangYong Brasil anuncia para 2020 a chegada no Novo Korando. Na 4ª geração, o modelo será vendido no País em duas versões de motorizações: 1.5 turbo a gasolina e 1.6 turbodiesel Euro 6. 

“A vinda do novíssimo Korando confirma o nosso compromisso em manter o consumidor brasileiro atualizado no que se refere a tecnologias e lançamentos da marca. O modelo começa a ser vendido em breve na Coreia, as vendas na Europa serão iniciadas em meados deste ano e, no Brasil, logo na sequência”, diz Marcelo Fevereiro, diretor de Operações da SsangYong Brasil. Vale acrescentar que em agosto deste ano, a SsangYong Brasil estreia dois novos modelos no País: o SUV Rexton de sete lugares e a picape Musso. 

O novo Korando foi baseado no conceito de design do SIV-2, exibido pela primeira vez no Salão de Genebra em 2016. O modelo ostenta nova aparência projetada para maximizar um caráter mais robusto, com nova grade e novos desenhos dos faróis dianteiros e linhas laterais fortemente esculpidas; segue ainda a tendência de design contemporâneo já evidenciada pela marca com o modelo Tivoli em 2015. 

Completamente novo, o Korando está mais comprido, mais largo, mais baixo e com maior distância entre-eixos. O modelo mede 4.450 mm de comprimento (contra 4410 do seu antecessor), 1.870 mm de largura, 1.620 mm de altura e com uma longa distância entre-eixos para maior conforto de condução de 2.675 mm (contra 2650 da versão anterior). A capacidade do porta-malas varia entre 551 litros e 1.248 litros com os bancos traseiros rebatidos. 

Assim como na Coreia e na Europa, o Korando será vendido no País em duas novas opções de motores. O motor 1.5 GDI turbo a gasolina traz potência máxima de 163 cv a 5.500 rpm e torque de 280 Nm a 4.500 rpm. Já versão 1.6 turbodiesel oferece potência de 136 cv a 4.000 rpm. O motor diesel é altamente econômico e limpo, atendendo às normas de emissões Euro 6. Traz ainda impressionante capacidade de reboque de 2 toneladas. 

Graças a um conjunto abrangente de sistemas de segurança passivos e ativos, a SsangYong Motor Co. garante que o modelo será um dos carros mais seguros do seu segmento com a classificação NCAP de 5 estrelas. Entre os itens de avançados de assistência ao motorista e segurança do Korando, destaques para sete airbags, incluindo bolsa para o joelho do motorista, sistema avançado de frenagem de emergência (AEBS) suportado com câmera, alerta de pista, alerta à frente do veículo, alertas de distância segura e motorista, controle de cruzeiro inteligente e adaptativo, além de detecção de ponto cego. 

O interior está moderno, com o seu painel de instrumentos amplo e acessível; o novo Korando vem equipado com a mais recente tecnologia de conectividade, como o Apple CarPlay e o Google Android Auto, com acesso na tela principal e dentro do painel de instrumentos para uma visualização segura.

A SsangYong projeta e fabrica SUVs e veículos 4x4 há mais de 60 anos. E nesta quarta geração do Korando, com o modelo completamente transformado, se beneficia significativamente com um novo design, qualidade requintada, um interior espaçoso, assistência ao condutor e sistemas de segurança avançados, além de conectividade de ponta.

São Luiz

Honda HR-V 2019 agrada e não é à toa que é febre no Brasil

26 de Março de 2019 . Por Jota Pompílio

O Honda HR-V é, atualmente, um dos SUVs que mais vende em nosso mercado. Ele agrada não só pela gama de versões variadas, mas pelo bom acabamento, espaço interno, motorização eficiente e design super futurista. Na Novaluz, por exemplo, a versão que testamos, a EXL, custa R$ 109.850,00. E olha que o modelo vale cada centavo já que o crossover compacto recebeu mudanças no visual e no acabamento interno, além de novos equipamentos de série e aprimoramentos no conjunto mecânico. Seu preço inicial parte de R$ 92,5 mil. 

Em relação à versão anterior, Marcelo Fernandes, gerente de vendas da Novaluz, na Av. Santos Dumont, concessionária Honda, em Fortaleza, revela que houve melhorias “na suspensão, na acústica, no desempenho e com aquisição de faróis com LDR em todas as versões”, salienta o gerente. Para o profissional, o cliente que procura o HR-V está em busca de “conforto, grande espaço interno, economia de combustível, desempenho e uma ótima relação de custo-benefício já que o modelo é o que menos desvaloriza por ano”, ressalta Marcelo. 

Sob o capô

O Honda HRV 2019 é equipado com o propulsor 1.8 i-VTEC FlexOne com 140 cv com gasolina e 139 cv com etanol, ambos a 6.300 rpm. Os torques são de 17,3 kgfm com gasolina e 17,4 kgfm com etanol, em 5.000 rpm. Com esse motor, dirigindo pelas avenidas em Fortaleza, o Honda HRV 2019 possui uma condução bem interessante, embora o foco seja a economia e o conforto ao dirigir. Ele permite ao crossover fazer 7,1 km/l no álcool e 10,5 km/l na gasolina, dentro do ciclo urbano de rodagem.
Já no ciclo rodoviário, o modelo faz 8,5 km/l quando alimentado apenas com álcool e 12,1 km/l quando abastecido unicamente com gasolina. Além disso, o utilitário esportivo nipônico vai de 0 a 100 km/h em 11,2 segundos e tem velocidade máxima de 175 km/h. O crossover da marca japonesa também tem boa disposição nas saídas e retomadas, mas o foco é mesmo a economia e o conforto, não tendo nenhuma aptidão para uma condução esportiva, embora o motor ainda tem algum “gás” para faze-lo andar rápido.

O Honda HRV 2019 tem funcionamento do motor suave e o isolamento acústico é muito bom. Com o câmbio CVT, o modelo tem aceleração linear e suave, sem grandes oscilações de rotação. No ambiente urbano, o crossover se comporta muito bem, com a rotação variando apenas entre 1.500 e 2.000 rpm, graças ao bom torque em rotação e ao CVT, que permite manter um bom nível de funcionamento sem exigir demais do motor.

Com rodar suave e suspensão bem ajustada para o meio urbano, o Honda HRV 2019 é bem agradável e confortável, fato que o faz ser o preferido entre os utilitários esportivos do país. Nas curvas mais fechadas, ele se mantém bem neutro e a direção elétrica garante facilidade nas manobras, assim como resposta rápida nas mudanças de direção. O conjunto não reproduz imperfeições do solo às mãos do condutor. Em buracos e depressões, o ajuste de molas e amortecedores privilegia o conforto, garantindo ainda mais comodidade

Na estrada, o Honda HRV 2019 é ainda mais confortável. O crossover apresenta boa potência e torque para uma viagem tranquila, inclusive com subidas de serras ou grandes aclives. O conjunto é bem equilibrado e permite ao condutor ter o veículo nas mãos sem sustos, mesmo em circuitos sinuosos. Os freios são bem eficientes. Há pouca oscilação da carroceria em ventos laterais e nas curvas, o conjunto não inclina demais, dando mais sensação de segurança. Rodando a 110 km/h, o ponteiro marca 1.800 rpm, uma rotação muito boa para uma viagem.

Com cinco pessoas e mais bagagem, o Honda HRV 2019 cumpre bem seu papel, garantindo boa autonomia com gasolina, mas necessitando de reabastecimento constante com o etanol. A força maior está na gasolina, sendo esse um incentivo da Honda para atrair os consumidores, que usam o carro não só no dia a dia, mas também em viagens de fim de semana e principalmente em férias.

Quanto maior a autonomia, mais segurança nas viagens, ainda mais quando não se sabe onde estão os pontos (navegador GPS faz buscas de postos na rota) e nem a qualidade do combustível, fundamental para o bom funcionamento do crossover e o custo da   viagem.Nas ultrapassagens, se desejar, pode-se utilizar o modo Sport, que permite melhor performance, mas com algum custo na economia de combustível. O CVT garante também reduções bem adequada e a melhor relação para cada momento da condução, permitindo ao Honda HRV 2019 ter sempre a melhor condição em cada situação. Portanto, se for compra um HR-V não pense duas vezes. É a sua melhor compra!!!