Dra Kaline Ferraz

Range Rover Velar 2019 chega com nova opção de motor com 300 cv

03 de Setembro de 2018 . Por Jota Pompílio

O mais novo modelo da Land Rover, o SUV premium Range Rover Velar,  chega à linha 2019 com nova opção de motor de 2.0 litros turbo e 4 cilindros, capaz de desenvolver 300 cv de potência e 40,8 kgfm de torque. Em Fortaleza, você vai encontrá-lo na concessionária Extrema, que fica agora na Avenida Santos Dumont.  

Segundo a fabricante, o motor 2.0 de quatro cilindros com turbocompressor a gasolina é um dos propulsores mais modernos já desenvolvidos pela Land Rover e recentemente foi lançado Brasil no superesportivo Jaguar F-TYPE. Junto com a transmissão ZF de oito velocidades, com opção para trocas sequenciais no volante, o motor desenvolve300cv de potência e 40,8 kgfm de torque já a partir das 1.500 rotações. O Range Rover Velar com motor Ingenium 300cv é capaz de sair da imobilidade e atingir os 100 km/h em apenas 6,0 segundos, com 234 km/h de velocidade máxima.

Para não confundir

A Land Rover continua oferecendo no mercado o modelo com a motorização 3.0 V6 Supercharged de 380 cavalos, a gasolina. O propulsor, que entrega 450 Nm de torque, é capaz de sair da imobilidade e atingir os 100 km/h em 5,7 segundos e aos 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente.

Design

Sem dúvida, o modelo é bonito! Em 2018 o Range Rover Velar foi considerado o veículo mais bem projetado do mundo, ganhando o título de World Car Design na premiação World Car Awards, a mais importante da indústria automotiva. O SUV premium, que fica posicionado entre o Range Rover Evoque e o Range Rover Sport, apresenta uma combinação única de modernidade, elegância e integridade de engenharia.

O Range Rover Velar se destaca pelas proporções bem balanceadas e bonitas, com uma distância entre-eixos de 2.874 milímetros, o que permite que todos os seus ocupantes desfrutem de um amplo espaço para as pernas, enquanto a capacidade do porta-malas é de 673 litros, a maior de sua categoria. Desenvolvido com formas simples e limpas, o modelo é construído por meio de plataforma de arquitetura leve em alumínio da Jaguar Land Rover.

Visto por dentro, o Range Rover Velar mostra um interior limpo, simples e elegante, com alto nível de sofisticação e refinamento. O interior é funcional e foi desenvolvido para que todo o seu espaço interno seja bem aproveitado. Os clientes têm mais de 8 opções de acabamento interno que incluem alumínio escovado, fibra de carbono ou laca. Todas essas opções podem ser combinadas com seis tipos de revestimentos de banco painel e portas em couro ou em tecido.

Tecnologia

De acordo com engenheiros da marca, o Range Rover Velar conta com o sistema de infoentretenimento Touch Pro Duo, o mais avançado sistema de conectividade já desenvolvido pela Jaguar Land Rover. Formado por duas telas de 10 polegadas sensíveis ao toque com alta resolução de imagem, o sistema oferece comandos intuitivos para todas as funções de entretenimento do modelo e ampla funcionalidade. O modelo é equipado com sistema de som Meridian, de altíssima qualidade. O sistema de áudio premium tem até 1.600 W de potência e 23 alto-falantes com qualidade impecável.

O Range Rover Velar oferece o que existe de mais avançado em sistemas e tecnologias de segurança como o Freio Autônomo de Emergência, Detecção de Pedestres, Controle de Cruzeiro e de Velocidade Adaptativo, Sistema de Controle de Descida em Declives (HDC), Auxílio de Partida em Ladeiras e Sistema de Saída Gradativa.

 

Já pensou ter um carro que te dá um desempenho de um premium e uma economia de um “carro popular”?  Hatch, bem esportivo, visual pra lá de jovial, o CT 200 é tudo isso e muito mais. Chega a fazer quase dezesseis quilômetros por litro! Sim, é isso mesmo que você leu.  A mágica acontece porque o modelo abraçou dois caminhos de motorização, a combustão e a elétrica. E cá entre nós, a Toyota, criadora da Lexus – modelos de alto padrão – é mestre nisso. Em números do Inmetro, seu consumo de combustível (gasolina) fica em 15,7 km/l na cidade e 14,2 km/l na estrada. E olha que sob o capô ele tem 136 cv de potência com motor 1.8 A matemática é bem simples: se você o acha caro, R$ 158.990,00, na Lexus Fortaleza, versão Luxury, ele te reembolsará em economia de combustível.

 

Impressões

Para ligar "na chave" é só pressionar o botão e deixá-la (a chave) no bolso. O fato é que você não escuta nenhum barulho. Na dúvida, só arranque ao ler no painel a palavra “ready” que significa “pronto”. Detalhe: motor a combustão só liga se sentir que está precisando de mais potência, ok? Os dois trabalham juntos “como a mão esquerda e a mão direita” como no poema de Fernando Pessoa. Detalhe: o CT 200h é o único híbrido da categoria.

A bordo, na hora de escolher o modo de condução, há o Eco (modo ecológico e mais econômico), Normal, Esportivo e o EV - quando o modelo só se move usando o propulsor elétrico. Nas ruas, foi comum ver pessoas virando a cabeça em direção ao "CT". Segundo experts, chamam esse gesto de “qualidade percebida”, característica típica dos produtos de primeira linha.

Olhando em volta do interior do “CT”, o acabamento acompanha o alto padrão. Há muito couro e alumínio espalhado pela cabine. Palmas para a Lexus que não baixou a qualidade dos materiais em seu modelo de entrada. O ponto negativo é que como é muito baixo, só 14 cm em relação ao solo, em algumas lombadas irregulares, escuta-se aquela pancadinha chata embaixo. Por outro lado, “achatado”, o hatch premium “cola” nas curvas.

Dirigindo nas estradas, a posição de dirigir é maravilhosa e o silêncio no interior impera. Você só escuta o motor quando você pisa fundo e coloca o conta-giros para trabalhar. Ao redor, são oito airbags protegendo os passageiros e em termos de garantia do modelo são quatros anos. Já o sistema híbrido tem oitos anos. É, se a intenção da Lexus era chamar a atenção, ela está conseguindo. Agora é hora dos adversários ficarem preocupados.

Fiec - selos

Carros da Ferrari serão quase todos híbridos até 2022

01 de Setembro de 2018 . Por Jota Pompílio

Se você tem raiva de abastecer seu carro de 2.0 já que sua gasolina, em questão de dias, evapora-se, imagina em um modelo da legendária Ferrari! Os potentes motores de 8 e 12 cilindros da fabricante demandam bastante combustível para atingir as altas velocidades pelas quais a marca é conhecida. Mas isso pode estar prestes a mudar. Mas como?

Em uma entrevista, Sérgio Marchionne, que faleceu recentemente e que mudou a Fiat para melhor, havia feito uma  declaração em um telefonema com analistas depois da divulgação dos resultados do primeiro trimestre da Ferrari. A publicação aponta que a Ferrari tem de ser híbrida por dois motivos: quer vender mais veículos e as exigências de emissões de poluentes e economia de combustível estão se tornando mais rigorosas em todo o mundo.

O ex-presidente da Ferrari reconheceu que alguns clientes ainda preferirão o modelo tradicional, mas que ainda assim a mudança é uma discussão que acontece dentro da empresa. É bom lembrar ao internauta do Road In que a Ferrari já adota o sistema híbrido em seus modelos mais avançados.


No Brasil, a marca italiana atua em São Paulo. Antes da crise econômica brasileira, a montadora pra lá carros premiums, já pensava em abrir uma loja no Nordeste. Mas a crise veio e .....


O modelo mais vendido da Chevrolet no Brasil está lançando uma nova versão, a Joy. Esta configuração chega para se juntar às recém-apresentadas LT, Advantage, Effect, LTZ e Activ, completando assim a atualização da gama Onix. O Onix Joy traz atualizações na parte interna e externa que ressaltam o caráter urbano do veículo e reforçam sua relação custo-benefício. Por fora, as novidades começam pelo novo acabamento das lanternas e dos faróis.

Enquanto os faróis adotam máscara negra com elementos cromados, as lanternas passam a ter detalhe fumê similar ao das configurações mais sofisticadas. As novas calotas seguem o mesmo princípio e se somam aos inéditos adesivos de coluna, agregando também um estilo mais contemporâneo ao conjunto.

Ofertado em configuração única de equipamentos, o Onix Joy foca no consumidor que busca um carro de entrada econômico, completo e, ao mesmo tempo, espaçoso para os padrões da categoria. O modelo conta com equipamentos valorizados pelos usuários, como direção elétrica progressiva, transmissão de seis marchas, ar-condicionado, painel com velocímetro digital e conjunto elétrico para vidros dianteiros e para as travas das portas, tudo com acionamento remoto.

No interior as melhorias incluem novo revestimento dos bancos com costura pespontada, cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça traseiro centrais. A chave tipo canivete também é nova e passa a seguir o mesmo padrão estético da dos demais modelos de passeio da Chevrolet.

A preparação para sistema de áudio é outra novidade da linha 2019; inclui alto-falantes dianteiros, antena no teto e fiação com conectores tipo Plug&Play para a instalação de acessórios originais, como o novo multimídia, o Smart Media Joy. Conta com TV digital, tela Touch Screen, espelhamento para smartphone (Android e IOS) e entrada para câmera de ré.

A segunda versão mais emplacada da gama

A linha 2019 da versão de entrada da Chevrolet estreia nas lojas em agosto, mês em que o Onix atinge 36 meses consecutivos na liderança do mercado brasileiro – um recorde para o fabricante no país.


“Baixo custo de manutenção e alto valor de revenda reforçam a relação de atributos comerciais do Onix Joy, até por isso é muito procurado também por clientes frotistas”, destaca Rodrigo Fioco, diretor de Marketing de produto da Chevrolet.

O Onix Joy é equipado com motor 1.0 Flex de até 80 cavalos e transmissão manual de seis marchas com indicador de troca e monitoramento da pressão dos pneus para máxima eficiência energética. O modelo, aliás, figura entre os mais econômicos do país.

De acordo com o Inmetro, o Chevrolet percorre, com gasolina, 15,2 km/l na estrada e 12,8 km/l na cidade. Com etanol, as médias são 10,5 km/l e 8,7 km/l, respectivamente Duplo airbag, freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem, alarme, sombreira do passageiro com espelho, cinto de segurança do motorista com regulagem de altura e aviso de não afivelamento completam a lista de itens de série. O Onix Joy é ofertado em cinco opções de cores: Preto Ouro Negro, Branco Summit, Vermelho Chili, Cinza Graphite e Prata Shitchblade.    

Ilmar 2 marca

Porsche Cayenne, agora em sua 3ª geração

30 de Agosto de 2018 . Por Jota Pompílio

Depois de muita promessa, o SUV de luxo da marca alemã foi apresentado pela montadora em São Paulo e estará disponível nas concessionárias em setembro. No caso do Nordeste, só há uma, em Recife, Pernambuco. O modelo chega a partir de R$ 423 mil, passa a R$ 523 mil na versão S e chega aos R$ 733 mil na variante Turbo. 

Na prática, o Cayenne chega com duas opções de motores de 6 cilindros e o novo câmbio automático de 8 marchas. A versão menos potente é um 3.0 turbo de 340 cavalos, que ganhou 41 cv na comparação com a geração anterior. Ele empurra o modelo de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos, com máxima de 245 km/h.

Já o Cayenne S tem um V6 de 2.9 litros biturbo, capaz de entregar 446 cv, ou 20 cv a mais do que o modelo que deixará de ser vendido. Com este conjunto, o utilitário acelera de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos e alcança os 265 km/h.

A suspensão a ar adaptável permite ajustar a altura do solo em terrenos fora de estrada. Com a estabilização de rodagem opcional Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC), o sistema deixa de ser hidráulico e passa a ser elétrico. Outro detalhe é o Porsche Advanced Cockpit, com nova tela touch e full HD de 12,3 polegadas com comando de voz. Os sistemas de assistência mais importantes incluem um assistente de visão noturna com câmara termográfica, assistente para ponto cego, controle de troca de pista com reconhecimento de sinalizações de trânsito e assistente de estacionamento.