Para quem gosta de super máquinas, a Mercedes tem e é uma obra-prima! Com nova motorização e detalhes inéditos de estilo e tecnologia, o modelo Mercedes-AMG CLS 53 é tudo isso e muito mais. Ele chega ao Brasil introduzindo o conceito de coupé com quatro portas e tem preço também: R$ 599.990,00. No Ceará, a marca é representada pela Newsedan. Sua apresentação será no Salão de São Paulo e espera-se que em dezembro esteja em todas as autorizadas.
 
Para quem gosta de detalhes, o super modelo chega com o novo motor de seis cilindros em linha da Mercedes-Benz: o motor eletrificado com 3.0 litros, alimentado por um duplo compressor atuado pelos gases de exaustão e um inédito compressor elétrico auxiliar. Em situações normais, esse motor disponibiliza 435 cv de potência.  “Eita!” - com certeza você soltou essa interjeição sem querer.

Na crista do elétrico

Ele conta também com o auxílio do motor de arranque/alternador EQ Boost, que pode fornecer, em momentos determinados, 22 cv de potência adicional força adicional com mais 250 Nm de torque. Além disso, o equipamento alimenta o sistema elétrico embarcado de 48 V. Outros destaques tecnológicos do CLS 53 incluem a transmissão SPEEDSHIFT TCT 9G e o sistema de tração integral AMG Performance 4MATIC+.

Terceira geração do automóvel, o modelo apresenta uma combinação entre design esportivo, performance e eficiência. O modelo introduz a nova linguagem de design da Mercedes-Benz, que em breve estará presente em todos os modelos da marca, caracterizada pelas linhas mais simples e superfícies com menos vincos que reforçam a sofisticação dos veículos. Deve chegar no primeiro semestre nas concessionárias. 

O CLS 53 4MATIC+ traz uma grade frontal caracterizada pela dupla lâmina horizontal, a saia dianteira com design A-wing (o defletor aerodinâmico tem o aspecto da letra "A"), soleiras laterais exclusivas da AMG, a traseira com difusor e o acabamento das ponteiras redondas do escapamento em cromo de alto brilho.

Entre os equipamentos, o CLS 53 inclui quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, volante com comandos sensíveis ao toque, comandos de voz para ar-condicionado, aquecimento/ventilação dos bancos e luzes internas, e grade do radiador ativa.

Piloto automático adaptativo, frenagem automática, monitoramento de tráfego cruzado, correção de mudança involuntária de faixa, faróis de led adaptativos e seletor de modos de condução (Eco, Comfort, Sport, Sport+ e Individual) também entram na lista.

Sem dúvida, há algum tempo, o Nissan Kicks é o queridinho da montadora, já que suas vendas vão bem, obrigado! Neste ano, em alguns meses, foi líder.  O fato é que, fabricado em Resende (RJ), o crossover conquistou pelo segundo ano consecutivo o maior grau de aprovação e satisfação em sua categoria na pesquisa anual "Os Eleitos", organizada há 17 anos pela revista Quatro Rodas.

A publicação anual pergunta a proprietários o que eles acham de seus veículos em diversos aspectos. O Nissan Kicks conquistou 100,1 pontos, o que significa que seus donos consideram que, com o uso, o crossover entregou mais do que eles esperavam. O Nissan Kicks ainda ficou em quarto lugar no ranking geral – foram avaliados 32 modelos – e foi o único SUV entre os cinco primeiros colocados.

 

Por aqui

O que acontece em outras praças é reflexo aqui em Fortaleza. “As vendas estão extremamente satisfatórias, e ainda temos espaço para crescer no segmento dos SUVs. O Nissan Kicks está entre os 03 SUVs mais vendidos no mercado”, enfatiza Ricardo Maciel, diretor da Jangada Nissan. 

Segundo ele, as versões existentes são a S versão de entrada, a SL versão top e a SV a versão intermediária. “Esta é a que mais vende atualmente, e esta versão pode ter bancos em couro e seis air bags, dependendo o pacote de opções”, detalha.

Na Jangada Nissan, por exemplo, a versão de entrada do Kicks parte de um preço inicial de R$ 69.990,00. “Esta versão é equipada com transmissão mecânica”, acrescenta. A versão SL que é a top de linha do Nissan Kicks, pode chegar até R$ 101.400,00 “isso dependendo dos pacotes de opcionais incorporados ao veículo”.

O diretor pondera que o SUV tem tecnologia exclusiva, a câmera 360 graus. “Isto sem falar no sensor frontal de colisão e do banco “zero gravity, que proporciona maior conforto e menor cansaço em viagens e tecnologia que também proporciona um baixo consumo de combustível e o menor custo de manutenção da categoria”. Para finalizar, o diretor afirma que o principal cliente do Nissan Kicks é o público na faixa etária dos 30 aos 45 anos, que procura tecnologia, design e conforto.

living

Novo BMW X3 chega às concessionárias por R$ 259.950

30 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

O novo BMW X3 xDrive20i X Line, que estreia na rede de concessionárias da marca no país pelo preço sugerido de R$ 276.950.  Na capital cearense, a marca é representada pela autorizada Welle Motors. Importada da fábrica da marca em Spartanburg, nos Estados Unidos, a novidade chega ao país com posicionamento de entrada e preço sugerido de R$ 259.950 - bem abaixo dos R$ 309.950 cobrados pela versão mais próxima, a xDrive30i X Line. Sob o capô, o motor 2.0 TwinPower Turbo desenvolve 184 cv e 29,5 kgfm de torque máximo.


Design arrojado 

De cara, percebe-se que o novo BMW X3 exibe o mesmo design robusto, sofisticado e claramente dinâmico das outras versões do SAV. Os contornos são destacados pela ampla grade em forma de rim – identidade visual dos automóveis BMW –, que aumentou de tamanho nesta geração, e pelo grupo óptico reformulado e que passa a vir equipado com faróis Full-LED. O para-choques dianteiro ostenta novo desenho capaz de garantir um visual mais atlético e cativante ao SAV, também graças aos vincos salientes presente no capô e às amplas entradas de ar na parte inferior.

A parte interna do SAV traz refinamento de nível superior por conta do uso de materiais de acabamento de alta qualidade, como alumínio satinado, detalhes em Pearl Chrome, e couro Vernasca, nos bancos. E os padrões de conforto são realçados por uma extensa variedade de equipamentos, tais como painel com display totalmente digital multifuncional de 12,3 polegadas, ar-condicionado automático digital, com controle de temperatura de três zonas; teto solar elétrico panorâmico; e sistema de som HiFi. 

Lista de itens de série 

O conjunto de itens de série é vasto e agrega função Auto Start/Stop, pacote interno de conveniência – dupla entrada de USB no console central, redes para compartimentos atrás dos bancos dianteiros, porta copos e porta objetos centrais e tomada 12V –, pacote Ambient Light de luzes internas – LEDs internos iluminando todo o veículo podendo variar a intensidade da luz e escolher dentre 6 opções diferentes de cores (branco, laranja, bronze, lilás, verde e azul); além de tapete de veludo e rack de teto em alumínio satinado. 

São Luiz

Volvo Car Brasil ultrapassa recorde histórico de vendas de 2011

30 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

“De grão em grão a galinha enche o papo”. Provérbio conhecido, casa-se muito com o momento que a Volvo Car está vivendo, pois começou devagarinho no Brasil e hoje celebra um momento especial de sua operação por aqui. Com a venda de 5.224 unidades consolidadas até terça-feira (23/10), a fabricante sueca ultrapassou os números de todo 2011 (5.212), seu melhor ano desde que se estabeleceu no mercado nacional, em 1991.

Para o diretor comercial João Oliveira, esses números não refletem apenas a boa aceitação pelo consumidor brasileiro dos recentes lançamentos da marca. "Além da renovação da oferta de produtos, com a introdução do XC40 e de três modelos híbridos plug-in no país – XC90, XC60 e S90 –, o atual momento da Volvo no Brasil é fruto do fortalecimento da rede de concessionários e da criação de programas que incrementam a experiência do nosso cliente com a marca, como revisão com preço fixo até 150 mil km e a possibilidade de adquirir qualquer veículo com até quatro anos de garantia. Consolidamos assim nossa posição no segundo semestre deste ano como líder na venda de SUVs premium no país".

O forte ritmo de vendas deve marcar também um novo recorde mensal da marca, que em agosto somou 778 carros emplacados. Até o momento, são 684 veículos vendidos no decorrer de outubro.

A demanda crescente pelos veículos da marca foi puxada principalmente pelos SUVs. O destaque fica com o XC40, utilitário-esportivo de entrada da gama, que apresenta forte procura na rede de concessionárias. Desde seu lançamento, em abril deste ano, 1.782 unidades do modelo foram emplacadas no Brasil.

O XC60, modelo premium de tamanho médio, mantém consistente seu crescimento mesmo após um ano do lançamento no mercado nacional, com 2.224 modelos comercializados. Com a chegada da versão diesel, em duas configurações, e da versão híbrida na configuração esportiva R-Design, o carro mais vendido da história da fabricante sueca reforça seu posicionamento no segmento. O XC90 é líder de seu segmento, com 706 carros vendidos em 2018.

A manter essa dinâmica de alta nas vendas, a Volvo Cars deverá ultrapassar a meta estabelecida para o ano e atingir vendas de 6.500 carros.

Quem é a Volvo Cars

A fabricante sueca de carros premium é uma das marcas mais conhecidas e respeitadas no mundo. Com produção global – Europa, Ásia e América do Norte – de veículos reconhecidos pelo luxo, inovação, tecnologia e segurança, vive forte momento de crescimento no mundo, assim como no Brasil. Entre janeiro e setembro de 2018, comercializou 4.540 automóveis, um crescimento de 82% em relação ao mesmo período de 2017. Com uma linha completa de utilitários-esportivos, é líder da categoria com o XC90 (alta de 94%, de 341 para 663 unidades), consolidou o XC60 como referência entre os veículos médios (cresceu 17%, com 1.992 unidades) e tem no XC40 um sucesso instantâneo com 1.402 unidades comercializadas desde abril. A marca deve fechar 2018 com cerca de 6.500 carros vendidos, quase dobrando seu volume em relação ao ano anterior.

O modelo premium alemão irá fazer 18 anos desde quando foi lançado. E as velinhas já tem data: 06 de novembro quando o Salão de São Paulo será aberto. O RS 4 Avant foi revelada, por coincidência, em sua quarta geração, em outro Salão, o de Frankfurt no ano passado. E não precisa ser expert para sentir que o veículo combina um desempenho e uma usabilidade excelente para o dia a dia. Seu motor de 2.9 TFSI, que desenvolve 450 cv de potência e 600 Nm de torque, o que o torna o topo de linha da família A4. A tração quattro distribui a potência do motor V6 para todas as quatro rodas. 

"O Audi RS 4 Avant é o nosso ícone RS e tem um histórico incomparável", diz Johannes Roscheck, presidente e CEO da Audi do Brasil. "Como todos os nossos modelos RS, ele combina um desempenho excelente a uma versatilidade máxima para o dia a dia." 

Detalhes esportivos 

Segundo a Audi, os designers se inspiraram em diversos detalhes esportivos usados no Audi 90 quattro IMSA GTO ao projetar o RS 4 Avant. A frente apresenta entradas de ar sólidas com uma estrutura em colmeia típica dos modelos RS e uma ampla grade Singleframe. Em comparação com o A4 Avant, as caixas de rodas, que foram ampliadas em 30 milímetros cada, também são destacadas pelos relevos quattro. Na traseira, o difusor, as saídas de escapamento ovais e o spoiler de teto, equipamentos específicos da linha RS, compõem um visual ousado. A pintura exclusiva azul Nogaro com efeito perolado remete à primeira geração do modelo. O novo Audi RS 4 Avant traz rodas de liga leve de alumínio de 20 polegadas. 

Um foguete de quatro rodas

No novo RS 4 Avant, o motor V6 biturbo oferece uma potência 450 cv. Seu torque máximo de 600 Nm – 170 Nm a mais do que seu predecessor – é atingido em uma ampla faixa de rotação, entre 1.900 e 5.000 rpm. Com esse conjunto o RS 4 acelera de 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e sua velocidade máxima é de 280 km/h. 

A potência do 2.9 TFSI é transferida para o sistema de tração permanente quattro por meio de um câmbio de oito velocidades tiptronic com tempos de trocas de marcha otimizados, afinado especialmente para a condução esportiva. O consumo médio de combustível é de 8,8 litros a cada 100 quilômetros, o que representa um aumento de 17% na eficiência em relação ao modelo anterior. O novo RS 4 Avant pesa 1.790 kg, sendo 80 kg mais leve que o antecessor. 

A suspensão esportiva deixa o RS 4 Avant sete milímetros mais baixo do que o S4. A suspensão esportiva RS, mais o Controle de Direção Dinâmico (DRC), os freios de cerâmica e o volante específico da linha RS estão disponíveis como opcionais. Os motoristas poderão criar sua própria experiência pessoal de direção usando o Audi drive select, equipamento de série. 

Virtual Cockpit 

A parte interna preta destaca o caráter esportivo do RS 4 Avant. Os assentos esportivos com costura em padrão de colmeia, o volante multifuncional com base plana, a base do câmbio automático e as faixas iluminadas do painel trazem o emblema RS. No Audi virtual cockpit, gráficos específicos da linha RS fornecem informações sobre força G, pressão dos pneus e temperatura, bem como potência e torque. 

Em sua configuração básica, o compartimento de bagagem do novo RS 4 Avant oferece 505 litros, valor que sobe para 1.510 litros com os assentos são rebaixados. A tampa do porta-malas tem acionamento elétrico. O novo Audi RS 4 Avant estará disponível no Brasil no primeiro semestre de 2019.