Assembleia Legislativa

Importados não tiveram bons resultados neste trimestre de 2019

11 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio

Os veículos importados tiveram um crescimento de 1,2% em março, com 2.524 unidades vendidas, contabilizando as 16 marcas associadas à Abeifa, associação que reúne as importadoras. Até aí tudo bem! Entretanto, o bicho pega quando comparando o mesmo período de março do ano passado, quando 3.457 veículos foram emplacados, houve queda de 27%.

Devido a essa estatística, na ponta do lápis, o trimestre apresentou um resultado negativo: 11,4% menos importados vendidos em relação ao mesmo período de 2018.

Das 16 marcas associadas à Abeiva, quatro têm produção local, são elas: BMW, Caoa Chery, Land Rover e Suzuki. Estas marcas emplacaram 2.471unidades, quantidade que representa aumento de 5,8% em relação ao mês de fevereiro e 44,5% a mais que o mês de março do ano passado, quando 1.710 unidades foram emplacadas.

A Kia fica no do topo do ranking, com 710 unidades emplacadas em março. Em seguida vem a Volvo, com 606, a BMW com 327, a Land Rover com 193 e a Suzuki com 179 veículos vendidos.

A Caoa Chery teve 1.414 emplacamentos de carros produzidos nacionalmente, que representa crescimento de 7,8% em relação à fevereiro. A BMW fechou o mês com 627 unidades e alta de 3,5%, em seguida vem a Land Rover com 277 unidades emplacadas e aumento de 11,2%; por último, a Suzuki que teve 153 licenciamentos e queda de 8,9%.

 

 

Alessandro Belchior ( bonificação)

Tudo indica que Onix trilha para mais um ano na liderança

10 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio

O primeiro semestre se foi, mas o espetacular desempenho de vendas do Onix indica que o hatch da GM deverá conquistar sem dificuldades mais um ano de liderança do mercado brasileiro, que seria o quinto ano consecutivo. No Ceará, a marca é representada pelo grupo Carmais via concessionária Sanauto. De acordo com fontes da autorizada, ele é o modelo que é mais vendido.

O fato é que o balanço do primeiro trimestre mostra o Onix em disparada liderança. Foram 55.513 unidades de janeiro a março, média de 18,5 mil por mês, um volume mais de duas vezes do que o registrado pelo segundo colocado, o Hyundai HB20, que aparece com 24.355 unidades em três meses, mas com a posição ainda não totalmente consolidada, porque o terceiro colocado, o Ka, vem com uma diferença de menos de 1,5 mil (22.560).

A surpresa é a presença do Renault Kwid, quinto carro mais vendido este ano, com 16.664 unidades, atrás do Prisma, quarto colocado com 20.544 unidades.

Em seguida a Fiat coloca dois modelos, a Strada, sexta colocada com 16.610 unidades, e o Argo, sétimo com 16.236. A Volkswagen também colocou dois entre os Dez Mais: o Gol em oitavo (16.159 unidades) e o Polo, em décimo, com 15.260. Entre eles, o Renegade fica com a nona posição, com 15.673.

 

 

 

 

 

 

A Pioneer parece que quer se livrar do rótulo de só vender som. Quer vender também imagem. É que fabricante amplia seu portfólio de produtos com o lançamento de dois modelos de câmeras filmadoras automotivas: a VREC-100CH e a VREC-200CH, ambas configuradas com uma série de recursos para entregar alta qualidade em som e imagem, contando ainda com o Sensor-G integrado: ao detectar um impacto, o dispositivo automaticamente inicia a gravação, protege e armazena o arquivo, para não ser reescrito.

A dashcam VREC-100CH se destaca por possuir resolução de 3 Megapixels, considerada altamente superior ao padrão Full HD. O condutor pode, inclusive, selecionar a resolução da imagem para gravação, conforme sua preferência. A câmera também capta imagens com maior nitidez de detalhes, em qualquer momento do dia ou da noite.

A VREC-100CH conta ainda com o recurso Wide Dynamic Range (WDR), que corrige a imagem por meio da expansão da faixa dinâmica de luz e sombra, a fim de corrigir as variações de luz em ambientes de alto contraste de iluminação.

A Dashcam da Pioneer inicia a gravação a partir do momento em que o veículo é ligado, embora o dispositivo também possa ser ligado e desligado manualmente. A gravação é contínua e, à medida que o cartão de memória da câmera (que possui capacidade para cartões-micro de até 128GB – não incluso) é preenchido, as imagens arquivadas são substituídas pelas novas. Em caso de emergências, o sistema de Proteção Automática interrompe a gravação e preserva os vídeos até então armazenados pela câmera.

A VREC-100CH da Pioneer conta ainda com o Sistema LDWS (Lane Departure Warning System), que alerta o condutor quando for detectada saída do veículo das faixas da pista; e o recurso especial Time-Lapse, possibilitando fazer vídeos com segurança e depois compartilhá-los nas redes sociais.

Já a Dashcam VREC-200CH foi projetada com sensor de alta resolução, o que a torna própria para a gravação de vídeos de elevada qualidade e fidelidade. O destaque do produto é a câmera de ré que pode ser integrada ao espelho retrovisor, o que possibilita ao motorista visualizar as imagens traseiras de seu veículo no próprio retrovisor, sem a necessidade de olhar para trás.

A câmera também integra outras funcionalidades da VREC-100CH, tais como: gravação contínua, a partir do momento em que o veículo é ligado ou quando ativada manualmente; proteção automática para preservação de arquivos em caso de emergências, graças ao Sensor-G integrado; gravações com ou sem áudio; capacidade para cartão microSD de até 32GB (cartão não incluso); e monitoramento de estacionamento com detector de impacto.

Principais características

VREC-100CH 
Tela LCD de 2.7 polegadas; resoluções de 1296p/ 1080p/ e 720p; ângulo de visão de 125º diagonal; Sistema de cores PAL/ NTSC; três idiomas – Português, Inglês e Espanhol; Auto REC e Backup de emergência.
Preço sugerido: R$ 649,00 

VREC-200CH
Tela de 4.3 polegadas; resoluções de 720p (câmera frontal) + 480p (câmera traseira); ângulo de visão de 125º diagonal; três idiomas – Português, Inglês e Espanhol; Auto REC e Backup de emergência.
Preço sugerido: R$ 649,00

A MINI celebra uma década de sua estreia oficial no Brasil com condições especiais de vendas. E para quem gosta de promoções é "um prato cheio". É que a fabricante está oferecendo no mês de abril taxa de 0% em 24x, com 60% de entrada, para toda a sua linha de veículos. Em Fortaleza, bem localizada, na Av. Washington Soares, a MINI é representada pela BMW Haus que não só vende seus modelos, mas há todo um aparato para no pós-venda para deixá-lo ok.

“Estamos muito orgulhosos da trajetória da MINI nestes 10 anos no Brasil. Com muito esforço, dedicação e qualidade de nossa equipe, parceiros e concessionários, conseguimos fortalecer a nossa posição no mercado e conquistar o público entusiasta de esportividade, design diferenciado e novas tecnologias. Dessa forma, consolidamos as operações da marca no país e esperamos crescer ainda mais nos próximos anos”, afirma Rodrigo Novello, Diretor de Vendas e Marketing da MINI Brasil.

Histórico

A fabricante britânica iniciou suas atividades no país em 2009, com concessionárias em São Paulo e Curitiba e comercializando o MINI Hatch nas versões Cooper e Cooper S. Atualmente, a marca possui uma rede de 22 concessionários espalhadas por todo o país e um portfólio de cinco modelos — Hatch 3 portas, Hatch 5 portas, Cabrio (conversível), Clubman e Countryman — disponibilizados em 15 versões distintas.
 
 

O novo Classe A, que já é vendido na concessionária Newsedan, em Fortaleza, por R$ R$ 194.900,00 , já figura como um dos três veículos mais vendidos pela marca alemã no Brasil no primeiro trimestre de 2019. Com apenas quatro meses de vendas no País, o modelo já lidera o mercado de hatch compactos do segmento premium com 267 unidades comercializadas neste período, representando 71% de participação neste mercado.

De acordo com a fabricante, o Classe A, que está em sua quarta geração e completa 20 anos de Brasil neste mês, traz inovações principalmente no seu sistema multimídia. Além do inovador Mercedes-Benz User Experience (MBUX), ele traz funções que anteriormente eram vistas apenas nas classes superiores. Seu display completamente independente é apresentado em duas telas touch screen de 10,25 polegadas e seus recursos permitem uma conexão com todos aspectos da rotina e do comportamento do cliente. Essas características presentes no modelo colaboram para o rejuvenescimento do portfólio da montadora.


Vamos aos números

Com significativa participação do modelo recém lançado, a Mercedes-Benz encerrou o primeiro trimestre deste ano com resultados expressivos nas vendas de automóveis no Brasil. Com 2.553 unidades emplacadas, a marca se destaca, mais uma vez, como líder do segmento premium, contando com 37% de participação no mercado. Além de fechar os primeiros três meses do ano ocupando o primeiro lugar em vendas no País, a marca busca repetir os resultados alcançados nos últimos dois anos e encerrar mais um ano na liderança.

Os modelos GLA e Classe C Sedan, ambos produzidos na fábrica de Iracemápolis, completam a lista dos três modelos mais vendidos pela marca entre janeiro e março. Juntos, o trio totalizou 1.819 unidades emplacadas, que representa mais de 70% do total de vendas da montadora neste período. Líder desde o seu lançamento, o Classe C Sedan registrou 873 unidades emplacadas no primeiro trimestre de 2019. Considerado um dos automóveis mais bem-sucedidos da história da Mercedes-Benz, ele atende aos mais distintos públicos e estilos.

Mais uma vez entre os automóveis mais vendidos, o GLA contribuiu expressivamente para a liderança de vendas da Mercedes-Benz no segmento premium. Nos primeiros três meses do ano foram emplacadas 679 unidades do SUV compacto que vem conquistando cada vez mais novos clientes, configurando um público jovem e com estilo de vida dinâmico.

“É gratificante perceber que, mais uma vez, a nossa marca se consagra como uma referência no segmento premium. Nosso compromisso é de entender exatamente as necessidades do nosso público e, a partir disso, oferecer produtos, serviços e experiências exclusivas que atendam às expectativas individuais dos nossos clientes. Focamos em oferecer um portfólio amplo e que atenda aos mais diversos públicos. Com o Classe A podemos notar que este objetivo tem sido alcançado, mesmo sendo o produto mais jovem do nosso portfólio, ele já figura a lista dos mais vendidos da marca”, afirma Holger Marquardt, managing director Marketing e Vendas Automóveis América Latina e Caribe.