A montadora coreana realiza neste sábado (16) o “Dia Nacional Before Service”, iniciativa que segundo a fabricante reafirma o compromisso da montadora com a segurança no trânsito ao inspecionar gratuitamente veículos de todas as marcas e modelos, além de reforçar a importância da manutenção preventiva. Em Fortaleza, há duas Hyundai Grande Coreia na cidade, uma na Rogaciano Leite e outra na Washington Soares.  

A fabricante ressalta que o evento dispõe de uma equipe de técnicos altamente qualificados que avalia dez itens: nível do óleo do motor, nível de fluido dos freios, lâmpadas, carga da bateria, pressão dos pneus, limpadores de para-brisas, fluido de direção hidráulica, correia dentada, desgaste dos pneus e água do limpador para-brisa. Vale lembrar que qualquer marca de veículo é bem-vinda e mais de 210 concessionárias da rede no País vão oferecer o serviço. 

No final da inspeção, além de orientações de especialistas sobre como proceder com a manutenção de cada veículo, os proprietários recebem por e-mail o check list dos itens verificados e podem acessar vídeos exclusivos com dicas sobre os itens que precisam de atenção ou então serem substituídos. Os motoristas obtêm dicas simples de automanutenção, segurança e medidas de emergência contra danos acidentais, e ainda ganham brindes da Hyundai. 

Aqueles que passarem pelo “Dia Nacional Before Service” poderão também conhecer a série especial HB20 Copa do Mundo FIFA e fazer um test-drive no SUV Creta ou na linha 2019 do HB20, que chega recheada de novidades, com destaque para o novo visual, a ampliação da oferta da central multimídia blueMedia com TV digital e a mudança na denominação da versão Comfort, que passa a se chamar Unique.  

Para consultar a lista completa de concessionárias, acesse: www.hyundai.com.br 
 
Serviço:

“Dia Nacional Before Service”

Data: 16/06/2018

Local: Todas as concessionárias da Hyundai Motor Brasil

Horário: 9h às 17h 


A Ford iniciou a pré-venda do Ka FreeStyle 2019 com condições especiais para os primeiros clientes que adquirirem o novo modelo que chega para completar a linha Ka, equipado com motor 1.5 Ti-VCT de 136 cv e transmissão automática. Limitado a um lote de 250 unidades, o programa oferece como vantagens, além das três primeiras revisões grátis, um bônus de R$2.000 na valorização do carro usado do cliente na troca.

Classificado em uma nova categoria de veículo, o Ka FreeStyle é um hatch com atributos típicos de utilitário, como carroceria e suspensão reforçadas, altura elevada do solo, seis airbags e design esportivo com detalhes únicos. O interior também é exclusivo, com central multimídia SYNC 3 de última geração, tela flutuante de 6,5 polegadas e bancos parcialmente em couro. Vem equipado ainda com controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, rodas de liga leve de 15 polegadas e rack com capacidade de até 50 kg.

O Ka FreeStyle 2019 automático tem preço de lançamento de R$ 67.990 e sua pré-venda é feita com o pagamento de um sinal de R$ 2.000, nos distribuidores da Rede Ford. O programa está disponível somente para pessoa física, pela modalidade de venda direta, com prazo máximo de entrega do veículo de 120 dias.            

 

“O Ka FreeStyle é um carro diferenciado, tanto no visual e no desempenho como na tecnologia, por isso criamos uma condição igualmente especial para o seu lançamento”, diz Mauricio Greco, diretor de Marketing da Ford. “São vantagens exclusivas para os primeiros clientes que comprarem e temos certeza que eles vão se surpreender positivamente com o desempenho e a qualidade do produto.” 

Em Fortaleza, vira e mexe encontramos uma Sprinter, da Mercedes, dobrando uma esquina. Além do transporte de passageiros, o furgão também tem uma forte ligação com o comércio. Nesse caso, segundo a Mercedes-Benz, o furgão e o chassi com cabine Sprinter 313 CDI Street proporcionam muitas vantagens aos clientes no transporte de alimentos, bem como na distribuição de produtos em áreas urbanas.

A principal delas é a livre circulação nas grandes cidades, mesmo em zonas de restrição, respeitando apenas os rodízios de placas, como os automóveis. Traduzindo: com a CNH, com sua categoria B você pode transitar numa boa que não é multado. Na Ceará Diesel, revendedora Mercedes na capital cearense, a Sprinter 313 Street sai por R$ 163.000,00. Já na versão Chassi fica por R$ 141.000,00. 

Linha Sprinter: amplas opções

Com 60 versões à escolha dos clientes, a família de veículos comerciais leves Sprinter é formada pelos modelos 313 CDI Street (Peso Bruto Total - PBT de 3,50 ton), 415 CDI (PBT de 3,88 ton) e 515 CDI (PBT de 5 ton).

A oferta de furgões Sprinter abrange diversas opções de capacidade volumétrica de carga, que vão de 7,5 m³ a 15,5 m³. A maior porta lateral corrediça da categoria, com até 182 cm de altura e 130 cm de largura, permite o fácil carregamento de um palete pela lateral do veículo, o que também pode ser feito pela porta traseira, agilizando e otimizando a operação logística. Esta é uma vantagem essencial para a movimentação de cargas e produtos em supermercados e nas centrais de distribuição.

A abertura de 270 graus da porta traseira e a exclusiva versão com portas corrediças nas duas laterais do veículo flexibilizam as operações, ampliando as possibilidades de carga e descarga em locais estreitos e de difícil acesso, como no setor de supermercados. Com duas opções de alturas internas (1,65 e 1,94 m) e quatro comprimentos (5.245 / 5.910 / 6.945 / 7.345 mm), a linha de furgões assegura múltiplas escolhas e maior produtividade aos transportadores.

O chassi Sprinter, que é encarroçado por empresas implementadoras, dá mais opção de escolha para os clientes. Robusto e resistente, o chassi com cabina está apto para receber vários tipos de carroçarias e equipamentos, como baú, carga seca, baú frigorificado, carga seca aberta e bebidas, entre outras. Para o caso de baús, a capacidade volumétrica de carga até 22 m³ é vantajosa ao cliente que pode aproveitar 100% deste espaço. 

Para quem curte motos esportivas, aliás, super esportivas, a Honda, neste mês, dá um super presente: lança no Brasil a versão 2018 da nova CBR 1000RR Fireblade, que recebeu atualizações de grafismo das carenagens, que reforçam a esportividade do modelo. De acordo com a fabricante, esta nova geração está mais leve (redução de 15kg) e 11cv mais potente, o que assegurou uma relação peso/potência recorde de 14% a mais que o modelo anterior.

Em duas versões, o câmbio possui seis velocidades com a transmissão final feita por corrente. Com injeção eletrônica PGM-DSFI, todo o conjunto da nova CBR1000RR Fireblade já atende à segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares).

A CBR 1000RR Fireblade estará disponível no mercado brasileiro a partir deste mês em toda rede de concessionária Honda Dream. Imponente, ágil e fácil de pilotar, esta nova versão, promete marcar um novo capítulo no mercado brasileiro de motocicletas superesportivas.

É bom salientar que o modelo é importado do Japão e que conta com 3 anos de garantia e o exclusivo "Honda Assistance 24h", com assistência durante todo o período de vigência da garantia em todo território brasileiro, incluindo Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.

Seu preço público sugerido é de R$ 69.900,00 na versão CBR 1000RR Fireblade, disponível na cor vermelha e R$ 79.900,00 na versão CBR 1000RR Fireblade SP inspirada nas cores de competição HRC (branco, azul e vermelha), respectivamente, com base no Estado de São Paulo, sem despesas de frete e seguro.

Novidades

Uma das novidades desta geração é o pacote eletrônico composto por soluções que representam a última palavra em tecnologia. Uma unidade de medição de inércia (IMU), novo módulo de controle de tração regulável (HSTC) e sistema de seleção do modo de condução da motocicleta (RMSS) são algumas das inovações responsáveis por agregar maior desempenho e segurança ao modelo.

Estilo e exclusividade

Externamente, a nova CBR 1000RR Fireblade traz linhas que remetem aos modelos de competição da Honda Racing Corporation (HRC). Em toda a concepção do projeto, três premissas foram fundamentais: menor peso, mais potência e controle total.

Seu jeito, sua cara

À direita do guidão e próximo à manopla, está o botão da função MODE, responsável por selecionar até cinco modos de pilotagem. Os três primeiros estão divididos em Street (Modo 3), para uma pilotagem mais suave e que prioriza o conforto; Winding (Modo 2), que permite uma pilotagem mais esportiva, porém, equilibrada com a atuação dos controles de segurança; e Track (Modo 1), onde toda força e desempenho são disponibilizados a pleno, ou mesmo desligados por completo. Para isso, uma central eletrônica mantém pré-ajustados parâmetros de funcionamento de três características básicas: potência do motor, controle do torque e o controle do freio-motor.

Os modos 4 e 5 estão disponíveis para as definições pessoais e totalmente configuráveis do piloto. É possível personalizar e gravar na memória do sistema os níveis desejados de atuação para cada um dos parâmetros, com cinco níveis exclusivos para a potência e nove para a seleção de torque. Na versão Fireblade SP ainda é possível configurar a suspensão semiativa da marca Ohlins em até seis níveis de ajuste e três para o freio-motor.

Um detalhe especial são as informações de painel disponibilizadas para cada modo de condução, como tempo de volta, temperatura e até o ângulo de posicionamento da manopla do acelerador, segundo a opção do tipo de pilotagem. Seja qual for o modo selecionado, a CBR 1000RR Fireblade permite total controle, com tranquilidade e muita segurança.

A alta tecnologia do modelo também permitiu completa integração entre seus componentes e as medições dinâmicas da motocicleta. Nas configurações mais automatizadas, por exemplo, a IMU (unidade de medição de inércia) trabalha junto com o controle de tração (HSTC), módulo ABS (freios antitravamento) e sensores fixados nas rodas dianteira e traseira.
Isso significa que, dependendo do modo de condução escolhido, a CBR 1000RR Fireblade não permite, por exemplo, situações de aceleração que tirem a roda da frente do solo, ou mesmo que façam a roda traseira escorregar em saídas ou entradas de curvas. Seja um momento de retomada de velocidade ou mesmo frenagens bruscas, qualquer leitura anormal nestas condições será corrigida de forma instantânea e automática, sem riscos em relação à segurança do piloto.

Ibyte Apoio e Patrocinio

Cresce adesão de Programa de Manutenção Flexível da Scania

12 de Junho de 2018 . Por Jota Pompílio

Depois da crise que quase para o nosso País, a peso pesados em caminhões, a Scania, vem com uma notícia boa: alcançou a ativação de 1.500 programas de manutenção flexível que, segundo a montadora, vem revolucionando o jeito de oferecer serviços no mercado de caminhões. 

O novo plano permite até 16% na redução de custos e aumento de 20% de disponibilidade, de acordo com cada perfil de transporte. Meta para 2018 é que ele já represente mais de 50% das vendas dentre todos os programas de manutenção comercializados pela marca.

A fabricante sueca, marca líder na transição para um transporte sustentável, prioriza o desenvolvimento de soluções de serviços mais eficientes. A Scania lembra que foi a primeira a lançar um “acordo de manutenção”, em 1994, no mercado. “E, desde outubro de 2017, estamos revolucionando o mercado mais uma vez”, afirma Fabio Souza, diretor de Serviços da Scania no Brasil. “As vantagens são insuperáveis".

A Manutenção Scania com Planos Flexíveis é totalmente customizada para cada veículo individualmente, prometemos uma redução de até 16% no custo de manutenção, a cobrança é por quilometragem (se não rodou, não paga) e de acordo com faixas de consumo de combustível (se consumiu menos, paga menos); e o plano Standard funciona por adesão, com assinatura de prazo ilimitado e mesmo valor ao longo da vigência do programa. Antes ninguém tinha pensado nisso.”

Por essa razão, esse serviço com uso inteligente de dados é algo inédito no mercado nacional. A conectividade é a base de funcionamento da Manutenção com Planos Flexíveis, pois é por meio dos dados recebidos que a cobrança de cada caminhão é feita, além do próprio cálculo do plano e as próximas paradas. Com quase um ano e meio de operação, a Scania já chega a marca de mais de 9 mil veículos conectados em todo o Brasil.

“A mágica”

O novo sistema permite a conexão de informações feita por meio dos Serviços Conectados Scania, identificando diversos fatores como estilo de condução do motorista, velocidade média, consumo e intervalos de manutenção. Portanto, passa a existir uma gestão compartilhada entre cliente e rede de concessionárias, para mais assertividade e previsibilidade da operação.

Outro dos grandes diferenciais da Manutenção com Planos Flexíveis em relação aos programas tradicionais é saber o momento exato da parada preventiva, assim como tudo o que é necessário para a revisão conforme a operação de cada caminhão. Com essa antecipação, as manutenções passam a acontecer no momento correto.

A cobrança por quilometragem e de acordo com faixas de consumo de combustível é inédita  dentro da Scania mundialmente. A arrojada criação brasileira funciona por meio de escalas de economia determinadas, e torna o pagamento mais dinâmico conforme a operação. Os veículos que gastarem menos diesel entram em uma faixa de menor demanda de manutenção preventiva, e de tarifas reduzidas por quilômetro rodado. A boa performance e a direção do motorista passam a fazer ainda mais diferença. Para auxiliar o transportador a manter seus condutores dentro das médias mínimas de consumo, a Scania oferece o Driver Services, também lançado em outubro. O programa de condução personalizada pode chegar em torno de 10% de economia por caminhão.

Em resumo, agora é o caminhão quem avisa quando deve parar para a manutenção. Com isso, nosso pacote de soluções traz resultados imediatos, como a redução do custo dos reparos, do tempo parado na oficina e da emissão de CO2. O futuro sustentável já começou”, explica Souza.