Ao longo de todo o mês de março de 2019, concessionárias da marca estão oferecendo condições únicas para a compra de motocicletas da família Softail. O destaque fica por conta dos modelos Fat Boy e Fat Boy 114, Ano/Modelo MY 18/19 e 19/19: durante o mês de março os modelos contam com condições especiais, a Fat Boy tem seu preço de R$ 72.900,00 por R$ 69.900,00, enquanto a Fat Boy 114 tem seu preço de R$ 78.900,00 por R$ 75.900,00.

Além disso, até o dia 31 de março, quem utilizar uma motocicleta usada na compra da Fat Boy (Ano/Modelo 18/18 e 18/19) terá uma valorização de R$ 3 mil. A valorização da seminova passa para R$ 5 mil para quem adquirir uma Fat Boy 114 ( Ano/Modelo 18/18 e 18/19).

Já os clientes interessados na motocicleta Sportster Iron 883, moto de entrada da marca no país, também podem aproveitar oportunidades especiais. Com design agressivo, minimalista e compacto, a Iron 883 tem seu preço de R$ 43.500,00 por R$ 39.900,00, até o dia 31 de março, e pode ser adquirida com 30% de entrada, saldo em 48 vezes e taxa de 0,99% ao mês (Ano/Modelo 18/19 e 19/19). 

As representantes da família Touring são a Road Glide Ultra, com “nariz de tubarão”, carenagem fixa com farol duplo, equipada com o motor Milwaukee-Eight 114 a partir deste ano, assim como a Ultra Limited, com a clássica carenagem Batwing (Ano/Modelo 18/18 e 18/19): quem utilizar uma moto seminova na compra de um dos dois modelos contará com a valorização de R$ 5 mil até o fim do mês de março de 2019. 

As motocicletas ano/modelo 2018/2019 da Harley-Davidson do Brasil estão disponíveis para test ride em toda a rede de concessionárias autorizadas da marca no País, de acordo com a disponibilidade dos modelos na rede. Para agendar, basta acessar o site https://harleydavidsonbr.secure.force.com/TestRide e se inscrever. Para consultar a loja Harley-Davidson mais próxima, acesse www.harley-davidson.com/br/pt/find-a-dealer.html.


A marca italiana, que já foi líder no mercado brasileiro e já vendeu milhares de Palios e Milles da vida no passado, dá sinais de recuperação. A verdade é que em fevereiro, a montadora colocou três carros entre os dez mais vendidos, e com isso passou a Volkswagen no ranking por marca, ficando em segundo lugar.

 

O Mobi, décimo primeiro colocado em janeiro, subiu para o oitavo lugar, com 4.885 carros. Entretanto, a "picapizinha" Strada deu um salto maior, passado de décimo para quinto: vendeu 6.545 unidades. E o Argo, que estava em oitavo no mês passado, desta vez ficou na quarta posição (6.673).

Atualmente, a liderança continua sem surpresas: o Onix repete a posição que mantém há quatro anos, mas está cada vez mais distante dos concorrentes: o hatch da GM vendeu dez mil carros a mais do que o segundo colocado (veja), que desta vez foi o Hyundai HB20, terceiro em janeiro. O Ka, que foi segundo no mês passado, ficou em terceiro desta vez.

O Prisma caiu da quarta para a sexta posição, o Kwid passou do sexto lugar para o sétimo lugar, o Renegade caiu de nono para décimo, mas as maiores quedas foram do Polo, que caiu de quinto para nono, e do Gol, que estava em sétimo e deixou a lista dos dez mais.

Ranking por modelo

1-GM Onix 18.392

2-HYUNDAY HB20 8.055

3-FORD Ka 7.110

4-FIAT Argo 6.673

5-FIAT Strada 6.545

6-GM Prisma 6.499

7-RENAULT Kwid 5.473

8-FIAT Mobi 4.885

9-VOLKS Polo 4.813

10-JEEP Renegade 4.813

Lexus - Selo

Novas versões Mercedes-AMG C 63 chegam ao Brasil

13 de Março de 2019 . Por Jota Pompílio

C 63, um dos modelos mais vendidos da Mercedes-AMG, chega à linha 2019 com novidades no visual e interior e deve agradar a quem procura o luxo de um sedã ou coupé e a tocada de um esportivo. Ele vem em três versões e o modelo mantém o motor V8 4.0 biturbo (476 cv na versão normal e 510 cv na S) ligado ao câmbio automático de 9 marchas com tração traseira. Para os apreciadores de automóveis de alto desempenho e qualidade, a sigla AMG desperta uma atração especial. Os modelos com essa designação figuram como os maiores destaques em cada classe de veículos da Mercedes-Benz, diferenciando-se pelo estilo exclusivo e performance nas pistas e estradas. 

De acordo a montadora, o C 63 traduz o espírito da marca de veículos esportivos de alta performance e oferece agora, na forma do sedan e do coupé, uma dinâmica ainda melhor e um interior mais moderno, com amplas opções de individualização. 

A velocidade máxima é de 290 km/h (limitada eletronicamente) com o C 63 S.  A dirigibilidade é garantida também pelos programas de condução redefinidos, que permitem maior diferenciação no desempenho do motor de oito cilindros na estrada.

Visualmente, a aparência do novo C 63 tem um apelo ainda mais emocional: o acabamento do radiador exclusivo da AMG ressalta a identidade da marca, reforçando, ao mesmo tempo, a aparência muscular do veículo. O interior foi beneficiado com um cockpit totalmente digital com inconfundíveis mostradores AMG e pela nova geração de volantes AMG. Os preços são de R$ 499.900 (C63), R$ 546.900 (C63 S) e R$ 555.900 (C63 S Coupé). 



 

O mundo realmente é dos elétricos. Até no segmento de duas rodas a realidade não é diferente. A gigante Harley-Davidson, por exemplo, está exibindo no Salão Internacional de Genebra 2019, na Suíça, seu grande lançamento  do ano: a nova motocicleta elétrica LiveWire. No Brasil, há especilações dela chegar por aqui no final de 2019. Em Fortaleza, a Newroad é a autorizada oficial.

“A LiveWire é o ápice em uma nova era de propulsão de VE da Harley-Davidson. Como líderes na eletrificação do motociclismo, estamos cumprindo nosso compromisso de oferecer uma linha completa de veículos elétricos de duas rodas para o mais jovem dos pilotos, até o piloto que está procurando uma experiência VE premium e de alto desempenho”, disse Marc McAllister Vice-Presidente de Planejamento de Produto e Portfólio. 

Segundo a montadora, o portfólio de motocicletas elétricas da Harley-Davidson é uma parte significativa do plano “More Roads to Harley-Davidson” para acelerar a construção da próxima geração de motociclistas por meio de novos produtos em segmentos adicionais de motocicletas, acesso mais amplo e um compromisso de fortalecer os revendedores globalmente.

Aceleração 

De 0 a 100 km/h em 3 segundos e de 100 a 130 km/h em 1,9 segundo. A velocidade máxima é de 177 km/h.

Facilidade 

O motor elétrico da LiveWire não requer embreagem nem troca de marchas, simplificando enormemente a operação para os novos pilotos. Todos os pilotos apreciarão o efeito de frenagem com o modo de regeneração de energia, uma vez que adiciona carga à bateria, especialmente em trânsito urbano intenso.

Desempenho e autonomia 

Engenheiros afirmam que a bateria oferece um alcance de até 225 quilômetros na cidade, ou até 142 quilômetros de alcance combinado (cidade e estrada) A LiveWire pode ser utilizada para carregar a motocicleta elétrica por meio de um conector. Todas as concessionárias Harley-Davidson que forem vender a LiveWire oferecerão uma estação de carregamento pública. A tecnologia DCFC pode fornecer uma carga de 0 a 80% da capacidade da bateria em apenas 40 minutos, ou de 0 a 100% e 60 minutos.



Depois de tanta novela e disse-me-disse, agora é oficial: a Porsche Brasil vem para o Ceará, precisamente, para a capital cearense, Fortaleza. A fabricante premium anunciou que abrirá ainda em 2019. Na prática, será o décimo segundo Porsche Center no Brasil. Esse será o segundo na região Nordeste já a cidade de Recife já possui uma unidade desde junho de 2016. 

“Projetamos ampliar a presença no mercado brasileiro, com o propósito de estreitar o relacionamento com nossos clientes e atender novas regiões. Esse posicionamento, somado a qualidade do produto, resulta no sucesso da marca no país”, explica Werner Schaal, diretor de Vendas da Porsche Brasil.

Como ser um concessionário Porsche

A inscrição deve ser feita através do site da Porsche Brasil (https://www.porsche.com/brazil/pt/aboutporsche/porschebrasil/introduction/) até o dia 29 de março. A seleção é composta por 5 etapas: Coleta de dados, Pré-seleção, Visita in loco, Entrevista final e Anúncio de Potencial Investidor de Concessionárias Porsche (Carta de Intenção) e o resultado será divulgado no segundo semestre.

Sobre a Porsche

A Porsche Brasil, com sede em São Paulo, é a primeira subsidiária Porsche na América Latina, tendo a sua operação iniciada em julho de 2015. A rede Porsche no Brasil está presente nas seguintes praças: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Campinas, Florianópolis, Brasília, Ribeirão Preto e Belo Horizonte.