HAISA

Audi vai de A7 Sportback. E aí, vai encarar?

16 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

No Salão do Automóvel de São Paulo, a nova geração do Audi A7 Sportback será destaque da marca. De acordo com a fabricante, o veículo incorpora atributos de um novo estilo de Gran Turismo, oferecendo uma digitalização sistemática, uma experiência de direção dinâmica e um conceito de espaço que combina uma vasta gama de solicitações de clientes.

A lista de equipamentos de série do novo A7 Sportback no mercado brasileiro é imensa e inclui rodas de 20 polegadas, revestimentos de couro Valcona, bancos esportivos, lane assist, side assist, controle de cruzeiro adaptativo, pacote de luzes ambiente e de contorno, câmera 360o, sistema de som Bang & Olufsen, kit esportivo S line, entre outros.

O A7 Sportback melhora ainda mais a síntese de dinâmica e conforto. O carro é dinamicamente ágil em estradas sinuosas e confortável em rodovias. O diferencial esportivo distribui o torque ativamente entre as rodas traseiras, complementando a direção em quatro rodas quattro padrão.

Eletrificação ampliada

A dirigibilidade do A7 Sportback é ainda mais eficiente graças a um novo sistema híbrido leve (MHEV, mild-hybrid system). O MHEV se baseia em um sistema elétrico primário de 48 volts e um alternador de correia (BAS) gerando até 12 kilowatts de potência de recuperação. O carro pode andar com o motor desligado em uma gama vasta de velocidades e então reiniciar suavemente usando o BAS. A função start-stop agora é ativada a 22 km/h. O motor é combinado com um câmbio S tronic de sete marchas que, junto ao sistema quattro, usa a tecnologia eficiente ultra para ativar a tração nas rodas traseiras conforme o necessário.

Motor

O 3.0 TFSI V6 turbo desenvolve uma potência de 340 cv e 500 Nm de torque. Ele acelera o cupê de quatro portas de 0 a 100 km/h em 5,3 segundos, chegando a uma velocidade máxima de 250 km/h. No ciclo NDEC, o A7 Sportback consome 6,8 litros de combustível a cada 100 quilômetros, o que corresponde a 154 gramas de CO2 por quilômetro.

Cupê, sedã e perua em um só modelo

O design de um cupê, o espaço de um sedã e a versatilidade de uma perua – a nova geração do A7 Sportback combina o melhor dos três mundos. Em comparação com a geração anterior, sua parte interna cresceu em termos de comprimento em 21 milímetros. O compartimento de bagagem tem 535 litros e pode ser expandido em até 1.390 litros com os bancos rebatidos. O Gran Turismo é bem avaliado por sua rigidez, segurança em colisões, aerodinâmica e aeroacústica. 

Detalhe

O cupê de quatro portas sai da linha de montagem na unidade de Neckarsulm e será lançado no mercado brasileiro no primeiro semestre de 2019.

 

 
 

Lexus - Selo

Kia ousa e revelará o Stinger GT, a máquina coreana

16 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

Claro que todos nós estamos a par que a Kia voltou a vender bem no Brasil. Aqui, por exemplo, em Fortaleza, na Kia Jangada, as vendas estão bem aquecidas. O fato é que além dos modelos serem bem aceitos pelos clientes, a montadora está ousando, voando mais alto. Uma prova é que o Stinger GT, a máquina dos sonhos da Kia, no próximo mês, deverá ser um dos destaques do Salão do Automóvel. E olha, para virar realidade no Brasil basta um passo, viu?

De cara, percebe-se que o carro é uma daquelas máquinas dos sonhos. É um daqueles modelos que se diz “uau” sem querer. Para se ter uma noção é um sedã esportivo com um super motor V6 3.3 de 370 cavalos, que atinge 100 km/h em apenas cinco segundos. Sim, cinco segundos! Desempenho esse de carro de corrida! Atinge máxima de 270 km/h.

Com capô alongado, o Kia Stinger tem aparência esportiva e deve agradar os amantes de velocidade. O carro será vendido no Brasil por R$ 400 mil. E cá entre nós, para quem já o dirigiu, confessou me que vale cada centavo. Ah, o carro tem transmissão automática de oito marchas, controle de torque e suspensão eletrônica com ajuste de altura do amortecedor. Depois do evento, se prepara para vê-lo dobrando uma esquina ou parado no sinal de trânsito.






  

  

Normatel

Novo Porsche Taycan entra de cabeça na era elétrica

15 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

Preocupada com um planeta mais respirável e menos poluído, a montadora alemã premium investe. Para o lançamento do Taycan, por exemplo, a fabricante contabiliza que foram seis milhões de euros em investimento e com 1.200 novos funcionários só para o novo modelo. “Prevemos que mais de 50% dos modelos Porsche vendidos a partir de 2025 sejam eletrificados,” antecipa Lutz Meschke, vice-presidente do Conselho Executivo e membro do Conselho responsável pelas Finanças e IT na Porsche. No Brasil, essa realidade é totalmente inversa.



Mistura saudável

“O Taycan é um dos maiores criadores de ofertas de trabalho na história da Porsche,” destaca Andreas Haffner, membro do Conselho Executivo responsável pelos recursos humanos e assuntos sociais. Na prática, nNem todos estes novos funcionários irão produzir o Taycan; vão também produzir modelos esportivas de duas portas. O objetivo da Porsche com o Taycan é criar uma equipe com uma saudável mistura entre experiência em automóveis esportivos e novos membros. 

A marca informa que tal como o Porsche 919 Hybrid (acima), que conseguiu inúmeras vitórias em Le Mans, o Taycan é alimentado pela inovadora tecnologia de 800 V. Esta foi uma das decisões mais essenciais para o 919, pois o nível de voltagem define efetivamente o curso para todo o conjunto de propulsão elétrica: desde a bateria até à disposição dos sistemas eletrônicos e dos motores elétricos até à capacidade do processo de carregamento. 

Entre o ambiente intensamente competitivo do automobilismo, a Porsche tem continuado a desenvolver as suas tecnologias. A marca alcançou agora uma densidade de potência nunca antes vista. Para o Taycan isto significa que a arquitetura de 800 V do veículo garante que a bateria de ions de lítio pode ser recarregada em apenas quatro minutos, garantindo energia suficiente para percorrer 100 km (de acordo com o ciclo NEDC). Esta transferência de conhecimento irá alcançar todo um novo patamar quando a Porsche entrar na Formula E, na época 2019/2020.

Carregando-o enquanto você dorme

Os processos de carregamento rápido pedem sistemas de carregamento poderosos. É por isso que a Porsche E-Performance cobre todas as áreas da infraestrutura com soluções para circulação e para casa. Com uma capacidade até 22kW, o Porsche Mobile Charger Connect é uma forma rápida e conveniente para carregar o Taycan em casa durante a noite. Pode também ser carregado através da tecnologia de indução. Como parte da joint venture Ionity – que também envolve a BMW, a Daimler e a Ford – a Porsche irá criar 400 postos de carregamento de alta potência com uma capacidade de 350kW por ponto de carregamento por toda a Europa até ao final de 2019. 


Fiec - selos

BMW chama para recall Série 1, Série 5 e MINI Countryman

15 de Outubro de 2018 . Por Jota Pompílio

Seja em Fortaleza ou onde estiver uma concessionária da marca, BMW convoca proprietários de modelos BMW 120i Sport, 125i M Sport, M140i, 540i M Sport, MINI Cooper Countryman, MINI Cooper S Countryman, MINI Cooper S Countryman ALL4 e MINI John Cooper Works Countryman ALL4 para uma reparação. 

Os modelos acimas citados foram fabricados entre 24 de maio a 12 de junho de 2018, e tem que entrar em contato com uma concessionária autorizada das marcas BMW/MINI para efetuar o agendamento da substituição gratuita do sensor de monitoramento das rotações do motor. Aqui na capital cearense ele é representado pela Welle Motors, que fica na Santos Dumont 8001. 

Segundo engenheiros da marca, o procedimento se faz necessário pois verificou-se que, em razão de uma falha no sensor de monitoramento das rotações de motor, em algumas situações, este parâmetro pode deixar de ser monitorado. Caso esta falha ocorra, o motor pode apresentar perda de potência ou, ainda, desligar-se inadvertidamente durante o seu funcionamento. Neste caso, não está descartada a possibilidade de ocorrência de danos físicos e materiais aos ocupantes do veículo e a terceiros. 

Sem acidentes

A BMW do Brasil destaca que, até o presente momento, não teve conhecimento de acidentes relacionados aos veículos envolvidos nesta campanha de recall. Desde que tomou conhecimento sobre esta questão, a BMW vem tomando as providências necessárias para agilizar ao máximo a obtenção de todas as informações necessárias junto à BMW AG para a realização dos reparos dos veículos afetados.

O recall envolve 102 veículos de ambas as marcas. Os códigos de chassis não-sequenciais afetados são:


MODELO                 DE       ATÉ

120i Sport,           5H27757, 7B456746

125i M Sport,         7B45164 , 7B45167 

M140i,                 VD86630, VD86644

540i M Sport,          WC96062, WC96087

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

MODELO                            DE                  ATÉ

MINI Cooper Countryman,  3F90463, 3F90743

MINI Cooper S Countryman, 3F84207, 3F84319

MINI Cooper S Countryman ALL4, 3E88607, 3E88744

MINI John Cooper Works Countryman ALL4, 3F15601, 3F15612

Em São Paulo, convidado pela Mercedes-Benz, o Road In foi conferir de perto as mudanças da linha Classe C, a linha mais vendida no mundo pela marca. De cara, pelas rodovias paulistas, sentiu o novo motor do carro e repassa para você impressões que o Classe C deixou. 

Vamos ser curtos: o sedã médio passou por uma renovação discreta em suas linhas, recebendo novos faróis de LED, mais equipamentos e uma versão inédita, a C 200 EQ Boost, que utiliza um sistema híbrido leve. Os preços vão de R$ 187.900, cobrados pelo C 180 Avantgarde, até R$ 259.900, valor do C 300 Sport. O sedã com as novas versões estará só em novembro em suas autorizadas e a Newsedan, em Fortaleza, já prepara para recebê-lo.

O prodígio alemão

Na versão C 180, a que mais vende, o Classe C segue com o motor 1.6 turbo de 156 cv a 5.300 rpm e 25,5 kgfm a 1.200 rpm, em conjunto com o câmbio automático de 9 marchas. Já na top da linha está o C 300 Sport, agora com um 2.0 turbo atualizado, gerando 258 cv a 5.800 rpm e 37,7 kgfm de torque a 1.800 rpm.

Politicamente correto

Sem dúvida, a sensação ficou por conta do C 200 EQ Boost, que adota um sistema híbrido-leve de 48V. O motor 1.5 turbo gera 183 cv a 5.800 rpm e 28,5 kgfm a 3.000 rpm e pode receber mais 14 cv e 16,3 kgfm vindos do motor elétrico.  Essa configuração é suficiente para fazer o sedã sair da inércia e chegar aos 100 km/h em 7,7 segundos e atingir os 239 km/h de velocidade máxima.

Um fato curioso é que a bateria é recarregada pelo mesmo motor, que funciona como um alternador durante as frenagens. Ainda traz o sistema de roda livre, deixando o motor à combustão totalmente desligado em velocidade de cruzeiro, usando a força elétrica para manter o movimento por um tempo, reduzindo o consumo.

Andando com ele na estrada

A primeira impressão do motor 1.5 turbo da Mercedes-Benz do C 200 EQ Boost foi que as respostas são bem satisfatórias. A energia entregue pela unidade elétrica permite que as respostas em baixas rotações sejam competentes. Traduzindo: ladeiras bastantes íngremes viram retas para esta versão. Outro ponto percebido é que a caixa automática de nove velocidades (9G-Tronic) pauta-se pela suavidade nas passagens entre relações, ajudando a tirar partido do conjunto motriz. O carro ficou melhor em retomadas.

Ah, ao escolher o modo Sport do Dynamic Select, o diálogo entre motor e caixa torna-se mais desportiva e contundente, soltando assim de maneira mais enérgica os 184 CV (mais os 14 CV). Por dentro, o modelo é pautado, sobretudo, pelo conforto que oferece aos ocupantes, com amortecimento requintado e suave. Os materiais ao redor estão num patamar de qualidade muito elevado.


Confira a seguir os preços e itens de cada versão:

C 180 Avantgarde – R$187.900,00• Novo para-choques dianteiro• Novas rodas de liga-leve de 17 polegadas de 10 raios• Faróis full LED com novo design interno• Novo design das lanternas traseiras• Console central com acabamento black piano• Novo volante com comandos sensíveis ao toque• Nova tecla Keyless-start• Novo sistema multimídia NTG 5.5 com integração para smartphone (WAZE)• Assistente de frenagem ativo

C 180 Exclusive – R$188.900,00• Novo para-choques dianteiro• Novas rodas de liga-leve de 17 polegadas de 10 raios• Faróis full LED com novo design interno• Painel superior e portas com acabamento ARTICO• Console central com acabamento em madeira marrom escura fosca com poros abertos• Novo volante com controles sensíveis ao toque• Nova tecla Keyless-start• Novo sistema multimídia NTG 5.5 com integração para smartphone (WAZE)• Assistente de frenagem ativo 

C 200 EQ Boost – R$228.900,00• Novas rodas de liga-leve de 17 polegadas de 5 raios duplos• Motor 1,5 litro turbo com EQ Boost: 183 + 14 cv / 280 + 160 Nm• Recuperação de energia nas frenagens / desaceleração• Função coasting (roda livre) com motor totalmente desligado• Cockpit digital configurável com 12,3 polegadas• Tela central com 10,2 polegadas 

C 300 Sport – R$259.900,00• Novo motor 2.0 turbo com 258 cv (antes 245 cv)• Grade frontal diamante cromada• Novas rodas AMG de 18 polegadas de cinco raios com fundo preto• Console central com acabamento black piano• Novo volante esportivo com controles sensíveis ao toque• Kit visual AMG• Console central em madeira preta com poros abertos