Um dos ícones da marca, o novo Wrangler chega às concessionárias “com sangue novo”. De acordo com a fabricante, ele vem com uma ótima combinação de capacidade off-road, design autêntico, liberdade ao ar livre, motorizações avançadas e eficientes, comportamento dinâmico superior no asfalto e uma série de recursos inovadores de segurança e tecnologia.

Na Newsedan – autorizada da Jeep, em Fortaleza, o modelo sai por R$ 274.990. De acordo Ana Pinheiro, gerente da Jeep Newsedan, o que mais gosta do novo Wrangler são as “formas arrojadas, ser muito versátil e nos passa muito robustez”, detalha. Segundo a profissional, quem opta pelo Wrangler está de olho na exclusividade.  

Sob o capô

Equipado com o novo motor turbo 2L a gasolina, ele oferece 272 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, associado ao novo câmbio automático de 8 marchas. A capacidade off-road do modelo é reforçada graças a dois sistemas 4×4 avançados e, pela primeira vez na história do Wrangler, uma caixa de transferência de duas velocidades com tração integral permanente e uma relação reduzida de 2,72:1 na versão Sahara.

Para quem já conhece o modelo, perceberá que o novo Wrangler 2019 está com novo design exterior. A grade de sete fendas agora mostra as duas fendas nas pontas se cruzando com os faróis, homenageando os Jeep CJ. A parte superior da grade foi suavemente inclinada para melhorar a aerodinâmica. Os novos faróis são de LED. Como novidade, todos os Wrangler apresentam barras esportivas coloridas, soldadas à carroceria e com alças integradas. Ele pode ter todo o teto removido ou apenas os dois painéis frontais Freedom acima do motorista e passageiro. As peças estão mais leves e é possível até retirar somente a que fica sobre o condutor. O resultado trouxe redução de peso do veículo – cerca de 100 kg.

Segurança nunca é demais

Os componentes de segurança do Wrangler 2019 incluem quatro airbags, pontos Isofix para cadeira infantil, controle de tração, de estabilidade e oscilação de carroceria, assistentes de partida em rampa e de descida, monitoramento de pressão de pneus e de pontos cegos, sensor traseiro de estacionamento, câmera traseira, dentre outros.






No Brasil, o Mustang foi lançado em 2018 e suas vendas vão bem, obrigado: perto de 1.000 unidades. Vendido na versão Mustang GT Premium 5.0 V8, foi ainda o modelo do segmento que menos perdeu valor após um ano de uso, segundo um estudo da KBB Brasil. Nos Estados Unidos, o Mustang também garantiu a liderança da categoria em casa, com 75.842 unidades.

O fato é que o “muscle car” comemora hoje o 55º aniversário  e tem um motivo a mais para celebrar junto com os fãs: foi o cupê esportivo mais vendido do mundo pelo quarto ano consecutivo. Os dados são da consultoria IHS Markit, que apontou a liderança global do Mustang na categoria com 113.066 unidades registradas em 2018

Em 2018, o Mustang foi comercializado em 146 países, segundo os dados globais de vendas da Ford, e conquistou mais 0,5 ponto percentual de participação global, passando a 15,4%. Esse resultado foi impulsionado em parte pela procura do novo Mustang Bullitt, que superou em 25% as previsões globais de vendas. Desde 2015, mais de 500.000 Mustangs de sexta geração foram vendidos em todo o mundo. 

Espírito rebelde

No final de 1961 a Ford começou a projetar um veículo para atender as necessidades da nova geração de consumidores jovens. O objetivo era desenvolver um carro menor e mais leve que os tradicionais modelos norte-americanos. Seu emblema seria um “Wild Mustang”, um cavalo selvagem correndo na direção oposta dos que competem nos hipódromos, refletindo o espírito jovem e rebelde da época. Foi assim que em 17 de abril de 1964, numa década marcada por grande efervescência e rebeldia, nasceu o primeiro Mustang.

Sucesso instantâneo desde o lançamento, o “pony car” tornou-se um ícone de liberdade e alegria de dirigir, imortalizado no cinema, na arte e na cultura de todo o mundo. 


Alessandro Belchior ( bonificação)

Porsche vende quase 56.000 veículos neste trimestre

17 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio

Nesses três meses, de janeiro a março, a Porsche entregou 55.700 veículos em todo o mundo. Entretanto, de acordo com a montadora, esse número corresponde a uma redução de 12% em comparação com o mesmo período do ano passado. 

O motivo? "2019 começou trazendo um desafio para nós e para toda a indústria automotiva", pondera Detlev von Platen, membro do Conselho Executivo da Porsche AG responsável por Vendas e Marketing. "A mudança para o novo ciclo de testes WLTP e a adoção de filtros de partículas para gasolina continuou a nos ocupar durante os primeiros meses do ano. Além disso, o começo de ano excepcionalmente forte que tivemos em 2018 significa que já era para se esperar um primeiro trimestre comparativamente mais fraco".

Quem se destacou

O Cayenne registrou um crescimento de 35% por cento, atingindo 18.310 entregas a clientes. O novo modelo foi disponibilizado a todos os mercados a partir deste ano. A maior demanda continua a ser pelo Macan (acima), que teve 19.795 unidades entregues.

Fortaleza e Goiânia na rota de crescimento

Segundo a fabricante, a Porsche Brasil continua investindo no mercado nacional tanto com lançamentos de produtos - em maio a oitava geração do 911 desembarca no país - quanto com a expansão de Porsche Centers. Até o momento já foram anunciadas mais duas cidades que terão um centro de vendas da marca, Fortaleza e Goiânia. 

A marca manteve seus números estáveis, mesmo sem considerar o novo Macan, campeão de vendas com previsão para início de entrega em junho. Os destaques vão para o Porsche Cayenne, que teve um aumento de noventa e quatro por cento nas vendas com 171 unidades entregues no período e para o esportivo 718 Boxster com aumento de sessenta e sete por cento com 70 unidades entregues aos clientes. 

“O ano de 2019 será bem interessante para a marca. Temos a abertura de mais dois Porsche Centers além do início das vendas do novo 911, um carro que sempre demonstra um ótimo desempenho no mercado nacional” afirma Werner Schaal, diretor de Vendas. 

Pizza Hut - 100x100.php

Audi participa do Salão do Automóvel de Xangai

16 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio

Tem montadora que não para quieta, como dizia nossas avós. E essa é premium. É que a Audi hoje estará no Salão do Automóvel de Xangai 2019, na China, com estreias mundiais e uma série de inovações. Dentre as novidades, segundo a marca, apresentará o visionário carro conceito Audi AI:ME, além de dois modelos elétricos que farão sua estreia na metrópole chinesa: o Audi e-tron e o Q2L e-tron, que foi projetado especialmente para a China e é construído na fábrica de Foshan. O SUV compacto será entregue aos primeiros clientes no verão de 2019 e faz sua estreia mundial em Xangai. 

"Com os modelos elétricos Audi Q2L e-tron e Audi e-tron, estamos lançando uma nova era na China com nosso parceiro FAW. O SUV compacto será produzido localmente já este ano e, a partir de 2020, o Audi e-tron também será produzido na China, nosso maior e mais importante mercado mundial", afirma Bram Schot, CEO da Audi. 

A carroceria do Audi Q2L e-tron é 33 milímetros mais longa que o do modelo básico. O carro é movido por um motor elétrico no eixo dianteiro que movimenta 100 quilowatts e 290 NM. Com uma capacidade de bateria de 38 quilowatts/hora, possui autonomia de até 265 quilômetros, de acordo com o procedimento de homologação local. 

A segunda geração do Audi Q3, que terá lançamento de vendas na China durante o Salão, também está sendo fabricada naquele país. O SUV não só parece mais autoconfiante, mas também é versátil e espaçoso. Assim como os modelos de topo de gama da Audi, ele apresenta um conceito de operação e exibição digital, soluções de infotainment abrangentes e sistemas de assistência inovadores. Os clientes chineses podem escolher entre três motores de quatro cilindros que variam entre 150 a 220 cv. 

Outro destaque da presença da Audi em Xangai é a estreia mundial de um carro conceito visionário para a mobilidade urbana de amanhã: o Audi AI:ME, que mostra as ideias dos designers e programadores da Audi para um automóvel compacto do futuro. O veículo oferece interior espaçoso e futurista, com capacidade para condução autônoma de nível 4. Isso permite aos ocupantes a liberdade para fazer o que gostam com seu tempo a bordo. O Audi AI:ME oferece uma ampla gama de recursos de alta tecnologia para comunicação, entretenimento ou simplesmente relaxamento. 



Pipo

Porque comprar o novo BMW Série 3

15 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio

Clássico é clássico e eles estão sempre em moda e um detalhe poderoso: não morrem nunca! Elegante, com contornos apaixonantes e recheado de tecnologia, o alemão BMW Série 3 2019 é assim.  Das impressões, na concessionária Haus, essa foi a primeira que tive ao ver o sedan esportivo de luxo em Fortaleza.  Já temos o primeiro motivo que incentiva a ter o modelo, não é? 

Outro ponto é a confiança na marca. Desde que chegou no Ceará, a BMW só cresce e já mira a líder em 2019, a sua conterrânea Mercedes-Benz. Em suma, por trás dela, dando suporte em reposição de peças, pós-venda, compra do seminovo e revisões periódicas,  está nada mais nada menos que a Haus – concessionária fundada por um sólido grupo.

Para aumentar 

Mais um motivo? A garantia. De acordo com Saulo Parente, gerente da BMW Haus, o Novo Série 3 vem com dois anos e é no segmento premium um dos que menos se desvaloriza.

Impressões

Depois de sair com o carro, eu parti a bordo de Fortaleza para a bucólica Serra de Guaramiranga. Das versões, peguei a 330i M Sport, de R$ 269.950 e que reúne as principais novidades tecnológicas. Por enquanto, ele é importado da Alemanha, mas vale lembrar que o modelo será fabricado no Brasil a partir do segundo semestre deste ano. Deverá, com certeza, ficar mais competitivo em relação a preço.

Nas rodovias, o 330i é rápido (5,8 s para o zero a 100 km/h) sem parecer. Apesar dos buracos, vibrações são bem isoladas, assim como boa parte do ronco do motor, que até fica mais grave ao ser exigido, mas não invade tanto a cabine.

Parla!

Sob o capô da “máquina”, a versão 330i M Sport é equipada com motor 2.0, com 258 cavalos de potência e 400 Nm de torque máximo. Os destaques do modelo são as tecnologias de segurança e condução semiautônoma. O carro te vê e te escuta, sabia? Basta dizer “Olá, BMW” para mudar a cor ambiente, abrir o teto solar, mudar a estação do rádio ou inserir um destino no navegador. Eu parecia um menino a repetir esse comando várias vezes!

O motorista até pode tirar a mão do volante por alguns instantes, mas o carro sabe muito bem se o motorista está prestando atenção no que está ao seu redor. Há também o corretor de faixa. Se você sai dela, ele corrige colocando o modelo na posição correta através da direção. Ideal para quem pega no sono! Outra comodidade é que você pode abrir o porta-malas com o pé e fechá-lo.

Além disso, os destaques da versão incluem assistente de estacionamento – que estaciona o carro sozinho – faróis a laser, acesso à internet por meio de um SIM Card para ter informações sobre trânsito em tempo real, serviços de Concierge, entre outros, e até uma visualização do veículo à distância na tela do smartphone baixando o aplicativo BMW Connected App. 

Por dentro, não precisa nem dizer: é um luxo só e de um bom gosto espetacular. Quem dirige pode curtir o novo painel, mais envolvente e com console central mais alto e a posição de dirigir ideal.

A seu modo

Até é possível deixar o carro mais “nervoso” ativando o modo Sport. A direção fica mais pesada, o acelerador mais responsivo, o grafismo do quadro de instrumentos muda e o comportamento do câmbio muda para explorar mais cada marcha. É bom lembrar que você pode colocá-lo no Eco ou Comfort. 

Em sua sétima geração, o aumento das dimensões foi proposital. Do aumento de 7,6 cm no comprimento, 4,1 cm está na distância entre-eixos – agora são 2,85 m. Ele ainda está 1,6 cm mais largo.

Para finalizar, o novo Série 3 despertou atenção por onde andou. Olhares e bocejos de “uau” e “isso que é um carro” não faltaram.  A pergunta é: vale a compra? Claro que vale! Há muito carro por aí que chega perto desse preço e nem é um premium. Se contar que é um BMW e é um dos menos que se desvaloriza.

É bom salientar que quem quiser comprá-lo, a autorizada, que está sob uma nova administração e endereço, está na Av. Washington Soares, 6623 e change de nome: chama-se Haus. Haus(raus) BMW.