Durante todo o mês de abril de 2019 a Harley-Davidson, através de sua concessionária Newroad,  oferece condições únicas para a compra da icônica Fat Boy – uma das motos mais clássicas da marca e que já foi estrela de cinema! A motocicleta é equipada com o motor Milwaukee-Eight 107, que entrega 14,89 kgf.m de torque a 3.000 rpm. O modelo Fat Boy, ano/modelo 18/19 e 19/19, tem seu preço de R$ 72.900,00 por R$ 69.900,00. Além desta condição especial, até o dia 30 de abril, quem utilizar uma motocicleta usada na compra da Fat Boy (ano/modelo 18/19 e 19/19) terá uma valorização de R$ 5 mil.

Outras motocicletas da família Softail também contam com valorização durante o mês de abril para quem utilizar uma moto usada na compra. Interessados na nova e musculosa FXDR 114 (ano/modelo 18/19 e 19/19), equipada com o forte motor Milwaukee-Eight 114, que entrega 16,11 kgf.m de torque a 3.500 rpm, ousado escapamento 2 em 1, suspensão dianteira invertida, rodas e balança em alumínio, contarão com uma valorização de R$ 6 mil na seminova.


Quem quiser adquirir os modelos Deluxe e Softail Slim (ano/modelo 18/19 e 19/19) até o dia 30 de abril de 2019, utilizando uma motocicleta usada no negócio, terão valorização de R$ 5 mil. Já para os interessados no modelo Sport Glide (ano/modelo 18/19 e 19/19), uma cruiser customizada de fábrica versátil que vem equipada com carenagem e alforjes removíveis, ideal para passeios, viagens longas ou para ir ao trabalho, a valorização passa a ser de R$ 4 mil.

As representantes da família Touring são as motocicletas Road Glide Ultra e Ultra Limited (ano/modelo 18/19 e 19/19), equipadas com o motor Milwaukee-Eight 114 a partir deste ano: quem utilizar uma moto seminova na compra de um dos dois modelos contará com a valorização de R$ 5 mil até o dia 30 de abril de 2019.

Os clientes interessados na motocicleta Sportster Iron 883, moto de entrada da marca no País, também podem aproveitar oportunidades especiais neste mês. Com design agressivo, minimalista e compacto, a Iron 883 (ano/modelo 18/19 e 19/19) pode ser adquirida com 30% de entrada, saldo em 48 vezes e taxa de 0,99% ao mês até o fim de abril de 2019.

As motocicletas ano/modelo 2018/2019 da Harley-Davidson do Brasil estão disponíveis para test ride em toda a rede de concessionárias autorizadas da marca no País, de acordo com a disponibilidade dos modelos na rede. Para agendar, basta acessar o site https://harleydavidsonbr.secure.force.com/TestRide e se inscrever.

Para os amantes de carrões, sim, nós, podemos babar!! É que a Audi apresenta ao mercado brasileiro a nova geração do Audi RS 5 Coupé que traz como principal novidade o motor 2.9 V6 biturbo de 450 cv. De acordo com a montadora, o modelo é o primeiro Gran Turismo da linha esportiva RS a adotar a nova linguagem da Audi Sport. A Audi Center Fortaleza é a concessionária que representa a marca no Ceará. 

Para criar o novo Audi RS 5 Coupé, os designers se inspiraram nos detalhes esportivos usados no Audi 90 quattro IMSA GTO, um carro de corrida do final dos anos 1980. As sólidas entradas de ar e sua estrutura em colméia frontal com uma ampla grade Singleframe refletem o DNA típico dos modelos RS. Abaixo dos faróis em LED, estão as entradas e saídas de ar, enquanto as caixas de rodas enfatizam ainda mais a aerodinâmica do veículo, 15 milímetros maior que a versão anterior. O Coupé traz rodas de liga leve de alumínio de 20 polegadas. A esportividade do novo RS 5 é acentuada com o difusor, as saídas de escapamento ovais e o spoiler de teto – equipamentos tradicionais da linha RS. O comprimento da nova geração é de 4,72 metros, 74 milímetros maior que o seu predecessor. 

"Estamos empolgados em lançar hoje no mercado brasileiro este modelo, que reúne um visual elegante e combina alta performance com extrema usabilidade cotidiana, características marcantes no DNA da marca", explica Johannes Roscheck, presidente e CEO da Audi do Brasil. 

Potência e eficiência

O novo motor 2.9 TFSI V6 biturbooferece maior ganho de potência e eficiência, além de um som que remete à esportividade da linha RS. O veículo desenvolve 450 cv com torque máximo de 600 Nm - 170 Nm a mais do que a geração anterior – e atinge em uma ampla faixa de rotação que varia entre 1.900 e 5.000 rpm. O modelo topo de linha na família A5 acelera de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos e pode atingir a velocidade máxima de 280 km/h. 

O Audi RS 5 Coupé consome apenas 7,3 km/l na cidade e 9,7 km/l na estrada. O modelo também apresenta redução significativa no peso com 1.655 kg, 60 kg a menos. O motor flui ainda melhor com o novo câmbio de oito velocidades Tiptronic com tempos de trocas de marcha reduzidos e preparados especialmente para beneficiar a condução esportiva na linha RS em conjunto com o sistema de tração permanente quattro.O bloqueio do diferencial envia 60% do torque para o eixo traseiro e 40% para o eixo dianteiro, oferecendo a maior segurança possível. 

Para ampliar ainda mais as características esportivas e de agilidade, a suspensão multi-link é utilizada nos eixos dianteiro e traseiro. A Audi também oferece o Controle de Direção Dinâmico (DRC). Os motoristas podem criar uma experiência ainda mais personalizada usando o Audi Drive Select, equipamento de série que oferece quatro modos de condução: Auto, Comfort, Dynamic e Individual. 

Equipamentos de série

O interior do RS 5 Coupé é completamente preto e extremamente sofisticado ao mesmo tempo em que mantém seu caráter esportivo. Detalhes como os assentos RS e o volante multifuncional com base plana detalham as características da linha, também apresentadas no câmbio automático e nas faixas iluminadas do painel. No Audi Virtual Cockpit é possível conferir informações sobre Força G, pressão dos pneus e temperatura, assim como potência e torque. 
O sistema de infotainment pode ser acessado por meio do sistema MMI Touch presente no console central. Ele oferece ponto de acesso Wi-Fi e interface de smartphone com integração via Apple Car Play e Android Auto. Tecnologias de assistência e Head-up Display também auxiliam o motorista e aumentam a segurança, conforto e eficiência. A interação entre os sistemas representa mais um passo para a condução autônoma. 

O sistema de som é um Bang&Olufsen 3D de 755 watts de potência. O coração do sistema é um amplificador de 16canais, que aciona 19 alto-falantes. Dois subwoofers por trás dos painéis laterais na parte traseira geram os graves transformando o carro em uma verdadeira sala de concerto. O Audi RS 5 Coupé chega ao mercado brasileiro por R$ 556.990. 

Como opcional há o pacote Audi Assistance Tour, que contempla ampla variedade de recursos de alta tecnologia, como o Traffic Jam Assist (auxilia na condução durante engarrafamentos e movimentação de velocidade até 65 km/h), o Audi Active Lane Assist (que corrige a direção e alerta sobre possível saída da faixa sem sinalizações), o Adaptive Cruise Control (mantém distância do veículo da frente acelerando e freando se necessário com auxílio de sensores e câmera) e o assistente de luz alta Audi. 

Freios de cerâmica também estão disponíveis como opcional e trazem vantagens na otimização do sistema de frenagem, que garantem mais segurança e esportividade. É possível ainda escolher também como opcional o teto de carbono, que auxilia redução do peso do veículo. 

M Dias Branco Logo

Kia revela novos SUVs conceitos no Salão de Seul

04 de Abril de 2019 . Por Jota Pompílio


Representada pelo o grupo Carmais no Ceará, a Kia move-se. Uma prova é que neste Salão do Automóvel de Seul a fabricante coreana apresentou um trio de novos carros-conceito. O que isso significa? Isto antecipa a futura direção de Design da marca.

Dois dos três conceitos fizeram a estreia internacional em Seul, na Coreia do Sul. São o Kia ‘Mohave Masterpice’, ao centro do palco, combinando a estrutura de SUV com uma luxuosa cabine de alta tecnologia, e o Kia ‘SP Signature’, um novo modelo conceitual que prevê o design e o layout de um próximo SUV compacto da marca.

Os modelos são acompanhados pelo carro-conceito ‘Imagine by Kia’, um sedã esportivo totalmente elétrico que reforça a intenção da Kia de criar carros de passageiros com baixas emissões. Projetado no centro de Design europeu da Kia, em Frankfurt, na Alemanha, o ‘Imagine by Kia’ foi revelado recentemente no Salão Internacional do Automóvel de Genebra, no início de março.

Embora cada um dos conceitos indique a direção que os designers da Kia podem seguir no futuro, também ilustram diferentes elementos da futura estratégia da marca, uma vez que a gama crescente de utilitários esportivos e modelos crossover sustentou o crescimento das vendas de longo prazo da Kia em todo o mundo. 

O ‘Mohave Masterpiece’ e o ‘SP Signature’ fornecem uma visão de como a marca poderá desenvolver sua linha de modelos no futuro, em termos de design, layout e tecnologia. O conceito ‘Imagine by Kia’ também prevê como a marca planeja envolver os motoristas com veículos eletrificados, unindo design arrojado com tecnologias de ponta.

Grande e forte 

O conceito Kia ‘Mohave Masterpiece’ faz sua primeira aparição pública, como um SUV grande e robusto. O modelo dá indícios de como a marca pode adaptar seus mais recentes designs e recursos para o grande segmento off-road de utilitários esportivos.

Como outros modelos recentes da Kia, o exterior do carro é caracterizado pela carroceria esculpida e por linhas arrojadas. Combinada com uma estrutura elevada e um poderoso sistema de tração nas quatro rodas, sua aparência robusta transmite a verdadeira capacidade de "ir a qualquer lugar".

A frente do carro apresenta uma nova configuração da icônica grade "nariz do tigre", estendida para fora em toda a seção frontal do conceito, sem limites claros entre a grade e os faróis de LED. O design arrojado segue pela parte traseira do carro, com linhas de assinatura em ambas as extremidades do veículo.

Após o lançamento do Kia SP Concept no India's Auto Expo 2018, em Delhi, a Kia revela em Seul uma evolução do design do modelo, com a estreia internacional do conceito ‘SP Signature’.

SP Signature

Impulsionado pela tecnologia avançada, o modelo sugere os planos da marca de introduzir um novo SUV compacto em seus mercados globais. Ousado e elegante, o ‘SP Signature’ combina beleza sofisticada, tecnologia inovadora e alta funcionalidade em um conjunto compacto e inteligente.

O SUV conta com grade larga e capô longo na frente, além de um design traseiro que reforça a estabilidade. Na frente, suas lâmpadas estão conectadas à grade "nariz de tigre", com luzes diurnas integradas. O exterior é complementado com uma série de características de estilo, contribuindo com o design contemporâneo e sutilmente esportivo do veículo.

O ‘SP Signature” antecipa a chegada de um modelo para jovens criadores de tendências. O conceito prevê um SUV compacto pronto para ser produzido pela Kia - e que será revelado ainda em 2019. O design do conceito também influenciará futuros modelos destinados aos mercados globais da marca.

Para quem gosta de SUV premium aí vai a boa notícia: de acordo com a BMW, ela está com condições especiais de vendas para o modelo X1 em celebração à marca de 15 mil unidades fabricadas no Brasil e vendidas no mercado nacional. Além deste importante marco interno, o BMW X1 — SUV premium mais comercializado há dois anos no Brasil — está sendo comercializado, na versão de entrada sDrive20i GP, de R$ 191.950,00 por R$ 179.950,00. 

A BMW Haus – concessionária da marca em Fortaleza - reforça que o modelo também está com condições especiais de financiamento, com taxa de 0,59%, após entrada de 60% mais 24 parcelas de R$ 589,00, além de parcela final.  “O BMW X1 é um modelo versátil, robusto e inovador e não por acaso é líder entre os utilitários premium no país. Dessa forma, estamos comemorando o marco de 15 mil unidades nacionais vendidas oferecendo condições especiais ao público”, destaca Roberto Carvalho, Diretor Comercial da BMW do Brasil.  

BMW verde e amarelo

Lançado no Brasil em 2010, o BMW X1 iniciou sua produção nacional em Araquari (SC) em novembro de 2014. Nesse período de quase nove anos, o modelo acumula um total de 28 mil unidades (importadas mais nacionais) comercializadas no país, ou cerca de 1/4 (26%) do total de veículos da marca vendidos no período.

Atualmente, o modelo é vendido nas versões sDrive20i GP, sDrive20i X Line (R$ 208.950,00) e X1 xDrive25i Sport (R$ 232.950,00), todas com motor de quatro cilindros em linha. Nas versões com motor 20i, de 1.998 cm³, a potência é de 192 cv e o torque máximo de 280 Nm. Neste caso, ambos são conectados ao câmbio automático esportivo Steptronic, de oito marchas. A opção top de linha xDrive25i traz o mesmo conjunto mecânico, porém com 231 cv e 350 Nm de toque, e acoplado à tração integral inteligente BMW xDrive. Todos são dotados de tecnologia TwinPower Turbo ActiveFlex. 


Muita gente costuma se preocupar com a troca de óleo e filtros, a checagem de desgastes de pneus e as pastilhas de freio. Porém, há um item muito importante que fica fora: o sistema de arrefecimento. Para quem não sabe, o sistema de arrefecimento é responsável por manter o veículo a uma temperatura ideal de funcionamento, sempre na faixa dos 88 a 90º Celsius. Com isso, sua função é manter o motor resfriado o suficiente para que as peças não superaqueçam e se deteriorem com o calor, porém sem deixá-lo frio demais, pois isso aumenta o trabalho do motor e, consequentemente, o consumo de combustível.

Quando não dá certo

Quando um sistema de arrefecimento opera inadequadamente é provável que ações preventivas não tenham sido aplicadas e os sinais de desgaste das peças não foram notados. De acordo com a Petroplus, fabricante da linha de fluídos de arrefecimento da marca Celsius, tão essencial quanto uma troca regular de óleo, é checar se o fluído dentro do radiador está no nível recomendado pelo fabricante. Caso esteja um pouco abaixo da marcação interna da peça, a sugestão da empresa é completar com um aditivo de arrefecimento na mesma cor original usada pelo fabricante do veículo.

Porém, se mesmo após a aplicação de fluído voltar a baixar, é imprescindível dirigir-se até uma concessionária ou centro automotivo para verificar o que está acontecendo. 

“Completar o fluído do radiador com muita frequência, pode mascarar alguns problemas. É aceitável que um motor perca, por exemplo, uma média de até 50 ml de fluído a cada 5 mil quilômetros rodados. Mais do que essa perda significa que o sistema de arrefecimento apresenta algum vazamento”, esclarece Silvio França, supervisor de P&D da Petroplus.

A Road In traz para você ficar esperto para alguns dos problemas mais comuns causados pelo funcionamento irregular do sistema de arrefecimento do motor de um veículo:

Superaquecimento do motor 

É aquela situação em que as pessoas popularmente dizem que o “motor ferveu”. Uma boa medida preventiva neste caso é acompanhar possíveis alterações no medidor de temperatura no painel interno no veículo. Se o motorista ouvir a ventoinha do carro ligando com muita frequência por muito tempo, também pode ser um sintoma de problema. Um nível baixo de fluido de arrefecimento é provavelmente uma das causas mais comuns de superaquecimento. O fluido de arrefecimento é necessário para manter o funcionamento do motor do carro dentro de temperaturas normais. Para isso, é imprescindível usar a proporção de aditivo na água desmineralizada corretamente, e jamais colocar apenas água pura no reservatório de líquido de arrefecimento. Para evitar dúvidas, a melhor saída é utilizar as soluções arrefecedoras, pois essas já vem diluídas nas proporções corretas e protegem adequadamente o motor do veículo. 

Oxidação de peças de arrefecimento 

Entre as várias funcionalidades do fluído de arrefecimento a principal é a prevenção de ferrugem de peças como a bomba d’agua. Quando o aditivo em uso possui mais de dois anos de uso, pode perder suas propriedades antioxidantes que protegem o motor contra o processo de corrosão por ferrugem ou corrosão por cavitação, isto é, bolhas que podem gerar a corrosão das peças metálicas do sistema, entre elas, o radiador, dificultando a refrigeração e o funcionamento correto do motor. Acompanhar a temperatura do veículo também é uma boa prevenção neste caso.

Alto consumo de combustível 

Quando o motor de um veículo trabalha em uma temperatura irregular, é comum que ocorra um consumo de combustível acima da média. Por isso, é muito importante que o motorista calcule periodicamente quantos quilômetros seu veículo está fazendo a cada litro de combustível e compare esse resultado com a recomendação do fabricante. Qualquer alteração precisa ser averiguada e o sistema de arrefecimento pode ser um dos responsáveis. 

Por fim, o especialista Silvio França, da Petroplus, ressalta que ao observar qualquer uma das alterações acima, os proprietários dos veículos devem procurar um profissional especializado em concessionárias e oficinas mecânicas para que um diagnóstico completo do sistema de arrefecimento seja realizado, para uma eventual substituição de peças, limpeza do sistema de arrefecimento utilizando um limpa radiador e a aplicação correta de solução de arrefecimento.