Você lembra daquela promoção que teve na Audi Center Fortaleza em alguns modelos e muita festa junina? Pois é, a boa notícia é que ela ainda continua e a procura já aumentou. Se você a perdeu, a Road In lembra para você, ok?  O Audi Q3, por exemplo, que em dias normais está de R$ 154.990,00 cai para R$ 139.990,00. O A4, de R$ 169.990,00 cai para 159.990,00. Ainda há espaço para dois modelos: A3, de 122.990,00 sai por R$ 113.99,00. E para finalizar o A5, de R$ 249.990,00 fica por R$ 224.990,00. 

Dos modelos, o A3 é um dos mais vendidos da marca pelo o mundo. Das versões, o sedan é o que mais sai. O seu motor é o de 1.4, turbinado, hein?! Há quem goste da versão mais apimentada de 2.0. Já o A5 é um modelo para que deseja luxo e um ótimo desempenho. Bom, difícil é não se apaixonar por um dos modelos acima citados. Resta saber qual modelo casa melhor com sua personalidade. 

A concessionária cearense ressalta que se você está na dúvida em qual levar para a casa, está à disposição um test drive em um dos modelos ofertados e uma equipe preparadíssima para tirar a sua dúvida. Vamos lá? A Audi Center Fortaleza fica no número 6300 na Av. Santos Dumont.  

Beach Park

Kia Motors fecha semestre com crescimento de 54,7%

04 de Julho de 2018 . Por Jota Pompílio

Depois que a montadora coreana conseguiu fugir do Inovar-Auto, imposto sobre carro importado, a Kia Motors é só sorriso. Por aqui, no Brasil, ela licenciou 858 veículos em junho último, total correspondente a um crescimento de 12% nas vendas em comparação ao mesmo período de 2017, quando foram comercializadas 766 unidades da marca. No comparativo com maio deste ano, mês em que a Kia emplacou 1.122 veículos, as vendas de junho tiveram queda de 23,5%, contrariando a tendência de crescimento constante observada desde fevereiro último.

Ao longo do primeiro semestre de 2018, a Kia anotou 6.095 unidades licenciadas. Os números indicam crescimento de 54,7% ante igual período de 2017 e market share acumulado de 0,54% no mercado nacional.

O SUV médio Sportage foi o líder de vendas da Kia em junho e o terceiro modelo mais vendido do segmento no País, com 488 unidades emplacadas. O comercial leve Bongo e o sedã médio Cerato aparecem na sequência, com 166 e 124 veículos comercializados, respectivamente.

Alta do dólar

Presidente da Kia Motors do Brasil, José Luiz Gandini observa que a alta do dólar foi o principal responsável pelo enfraquecimento das vendas ao longo de junho. “Com a moeda norte-americana em patamares tão altos, nenhuma marca importada consegue manter os preços sem reajustes, o que influencia diretamente as nossas vendas”, enfatiza. “Além disso, a rede de concessionárias ainda sentiu os reflexos da paralisação dos caminhoneiros que ocorreu no final de maio e abalou todos os setores da economia brasileira”.

Em um encontro regional que a Honda está fazendo pelo Nordeste, hoje, Fortaleza foi a próxima parada em uma de suas concessionárias. Motivo?  Apresentação da Honda CB 650F e CBR 650F 2019 para jornalistas do setor.  Segundo a fabricante, ela renovou a família 650 preservando as características que tornaram a naked CB 650F e a esportiva CBR 650F modelos desejados entre os admiradores do segmento de alta cilindrada. Ambas chegam nas novas cores Laranja e Vermelho, além do exclusivo Preto Perolizado (somente na naked), e estarão disponíveis em toda rede de concessionários até o final de julho com preço público sugerido de R$ 34.900,00 para a CB 650F e R$ 36.500,00 para a CBR 650F.

Essa inédita configuração em Laranja, disponível tanto na CB 650F como na CBR 650F, e a Preto Perolizado (apenas da naked), traz o grafismo característico da linha CB atualizado, com uma combinação de cores mais contrastante e que reforça o visual diferenciado de ambos modelos. A adoção de tons mais escuros na carenagem da CBR 650F e no para-lama dianteiro da CB 650F, garantem um visual mais agressivo e esportivo para as motocicletas. Esse layout renovado é repetido também no novo tom de Vermelho disponível para a linha 2019.

O que ela tem

Destaque fica por conta do motor, de 649 cm3 , de quatro cilindros em linha com duplo comando no cabeçote (DOHC - Double Over Head Camshaft), genuíno herdeiro de modelos que há décadas colocaram a Honda no ápice da produção mundial de motocicletas em termos tecnológicos. A potência máxima é de 88,5 cv cv a 11.000 rpm e o torque máximo chega a 6,22 kgf.m aos 8.000 rpm. O câmbio de seis velocidades tem um escalonamento cujas relações de 2ª a 5ª marcha exaltam a performance, em favor de melhores acelerações e retomadas de velocidade.

De acordo com engenheiros, a "receita" dos tetracilindros da Honda resulta em motores que se destacam não apenas pela potência e extrema confiabilidade, mas também pela economia de exercício. A naked CB 650F e a esportiva CBR 650F compartilham do mesmo motor, alvo de um progressivo afinamento que chegou ao estado de arte. Sua performance é exclusiva já que nenhuma outra motocicleta de cilindrada equivalente é capaz de oferecer desempenho semelhante. Lembrando novamente que os novos modelos estarão disponíveis no final deste mês, julho.

Lexus - Selo

Mercedes-Benz Classe X já aparece no país vizinho para testes

03 de Julho de 2018 . Por Jota Pompílio

Um dos carros mais aguardados no mercado e para alguns o lançamento do ano, a picape da Mercedes será produzida por lá, na fábrica de Santa Isabel, Argentina e chegará ao Brasil em 2019. O fato é que A Mercedes-Benz vai ser colocada à prova, isto é, os testes de durabilidade com a picape Classe X irão começar no "País dos Hermanos" logo, logo e a chegada foi flagrada pelo o site Autoblog Argentina

A prova disso é que um exemplar importado da Espanha (único país a produzir o modelo até o momento) acaba de desembarcar por lá. Na prática, visualmente quase nada muda em relação às configurações de 4 cilindros, mas na mecânica o motor 3.0 V6 de 258 cv é exclusivo.

O que ela tem

Para quem tem curiosidade sobre o modelo, o câmbio é sempre automático de 7 marchas e, segundo dados de fábrica, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 7,9 segundos, com máxima de 205 km/h. Para efeito de comparação, a recém-lançada Volkswagen Amarok V6 acelera até 100 km/h em 8 segundos e entrega 225 cv, com quantidade semelhante de força (56,1 kgfm, a 1.500 rpm). São números que certamente devem render um belo duelo em comparativos futuros. 

No “Velho Continente”, isto é, na Europa, a picape alemã é oferecida nos acabamentos Progressive e Power, sempre com tração 4Matic. O sistema opera em três modos, selecionáveis eletronicamente: 2WD (tração traseira), 4H (4x4 alta) e 4L (4x4 com reduzida). Para reforçar a habilidade off-road, o modelo oferece 222 milímetros de vão livre, ângulos de até 45 graus e capacidade de imersão de 600 mm.

Na Argentina, a produção na fábrica de Santa Isabel será iniciada em 2019, ao lado das irmãs de projeto Nissan Frontier e Renault Alaskan. É de lá que as três virão ao Brasil.  

As férias estão aí e a Road In resolveu ouvir umas das maiores autoridades quando o assunto é moto, a Harley. Porém, antes de tudo, a Newroad – concessionária cearense em Fortaleza, - alerta antes a maior de todas: fazer sempre as revisões periódicas que previne vários defeitos que possam dar na estrada. Do outro lado, a fabricante enfatiza que a segurança na pilotagem deve ser sempre a principal preocupação de todo motociclista e é um tema abordado constantemente pela montadora. 

Em viagens, é sempre importante preparar o roteiro da viagem com muita atenção e utilizar as vestimentas apropriadas para a pilotagem – sem esquecer dos dias de frio, calor e chuva –, itens fundamentais para garantir o sucesso dessa aventura, além da manutenção adequada da motocicleta e um kit básico para qualquer emergência técnica. 

EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA

Antes de ligar sua Harley-Davidson, verifique itens essenciais para a segurança pessoal, tais quais luvas, capacete (sem danos, com adesivos refletivos e selo de homologação do Inmetro), calçados apropriados, como botas resistentes, por exemplo, jaqueta com protetores internos e capa de chuva (dependendo das condições climáticas) para piloto e garupa. Esses equipamentos garantem que, em uma possível queda, os danos sejam minimizados. 

REVISÃO

Este item, assim como o primeiro, é extremamente importante. A motocicleta precisa estar com todas as revisões em dia, pneus em bom estado e calibrados seguindo as recomendações do manual do proprietário, tanque abastecido com combustível de alta octanagem, bom nível de óleo e todas as lâmpadas funcionando perfeitamente (faróis, lanternas, luzes de freio, sinalizadores de direção e luz da placa). Caso qualquer um desses itens não esteja em perfeitas condições, o destino escolhido não deve ser a estrada, mas sim a concessionária Harley-Davidson mais próxima. Em Fortaleza, a Newroad. 

LIMPEZA

Quando for cuidar da limpeza da sua H-D antes de sair em viagem, é importante garantir que o modelo será lavado com os produtos corretos. Na ausência deles, o uso de água e sabão neutro ajudam a resolver o problema. Desta maneira, nenhuma peça será danificada durante a limpeza por produtos abrasivos que podem causar danos às motocicletas. 
4. FERRAMENTASÉ sempre bom estar preparado para quaisquer imprevistos. Por isso, é importante carregar um kit de ferramentas básicas para ajudar na realização de algum reparo de emergência durante o ride. Antes de qualquer coisa, é preciso verificar quanto espaço existe na motocicleta para carregar as ferramentas. Em alguns modelos, o espaço é limitado e isso pode afetar a seleção das ferramentas. Por outro lado, os motociclistas com baggers têm condições de carregar mais itens. Vale ressaltar, também, que cada motocicleta é única e necessita de um conjunto diferente de ferramentas. Ou seja, não adianta carregar uma chave fixa de 5/8” se não houver nenhum parafuso correspondente na moto. Outro fator para determinar exatamente quais ferramentas levar é a familiaridade com o modelo e seus requisitos técnicos específicos, além, é claro, do conhecimento de quais ações tomar para um possível reparo de emergência. 

MANUAL DO PROPRIETÁRIO

Conhecer muito bem o manual do proprietário pode fazer toda a diferença para o motociclista em algum momento inesperado. Ou seja, entender o máximo possível da operação de cada um dos componentes principais da motocicleta ajudará caso algo não saia como planejado. Desta forma, será mais fácil diagnosticar o problema para o reparo ou na hora de solicitar auxílio profissional para a moto. É possível também baixar uma cópia do manual do proprietário no celular para economizar um espaço valioso em sua motocicleta. 

ROTAS

Verifique se existem postos de abastecimento e restaurantes em sua rota antes de pegar a estrada. Além do GPS, recomenda-se ter na mochila o mapa ou um roteiro impresso com as estradas e as saídas que serão utilizadas durante a viagem, caso o aparelho de GPS ou o celular fiquem sem bateria. É recomendável que o piloto faça uma parada a cada 90 minutos para poder esticar as pernas, alongar-se, movimentar os músculos e garantir a alimentação e hidratação. Isso ajuda a evitar os desconfortos de viagens longas e também auxilia na concentração de piloto e garupa, além de despertar em casos de fadiga. 

LIMITES DE VELOCIDADE

Não é necessário ter pressa. Respeitar sempre os limites de velocidade da estrada garante que o trajeto escolhido poderá ser bem aproveitado e a viagem transcorrerá com tranquilidade e toda a segurança, fazendo com que boas histórias sejam contadas no retorno. 

Durante o período de garantia, os clientes da Harley-Davidson têm acesso ao serviço do Rider Assistance, então é fundamental ter o número caso seja necessário: 0800 131 854.