Para os próximos anos, a Toyota está cheia de planos.  Um deles é que até o final de 2020, a marca terminará de realizar a modernização da fábrica de Indaiatuba (SP), onde é produzido o Corolla. A obra deverá terminar daqui a dois anos e, por coincidência, está prevista a chegada da nova geração do Corolla. O sedã mais vendido do mundo passará por uma transformação e isto inclui a adoção da plataforma TNGA, já usada pelo Prius.

Uma das “transformações” é a possibilidade de ter motorizações híbridas. Isso, meu caro internauta, já é uma realidade na Europa e por que não no Brasil?  O fato é que por aqui a Toyota ainda não confirma que o sedã será híbrido, mas os movimentos da fabricante levam para isso. Traduzindo : a gigante japonesa terá o produto e a tecnologia já prontos para o mercado brasileiro. Vale lembrar que todos os modelos Lexus têm essa tecnologia.

O fato é que além de aliar o motor a combustão ao elétrico, o Corolla deve ser o primeiro veículo da empresa com a tecnologia híbrida e flex. A Toyota já desenvolve o sistema, usando o Prius como “cobaia”.

Para reforçar, é público que a partir de 2025 todos os modelos da marca terão ao menos versão híbrida. Segundo o presidente da marca, Rafael Chang (à direita), até mesmo produtos mais baratos, como Etios e Yaris, devem receber conjuntos com motores elétricos. E aí, você ainda duvida?