Fiec - selos

Porsche tem crescimento em vendas no Brasil e em outros países

06 de Novembro de 2018 . Por Jota Pompílio

2018 está acabando e para a Porsche, montadora premium, o ano não poderia ser melhor. Graças à um terceiro trimestre forte, a fabricante voltou a aumentar seu resultado operacional, número de carros entregues e número de funcionários nos primeiros nove meses de 2018 segundo a marca. No Nordeste, a marca tem concessionária em Recife (PE), mas Fortaleza como em Salvador são sérias candidatas a ter uma, desde que a economia no País volte a crescer.

O fato é que na ponta do lápis, o resultado operacional, comparado ao do mesmo período no ano passado, cresceu cerca de 11%, atingindo 3,3 bilhões de euros, com o faturamento aumentando 12%, para 19,1 bilhões de euros. O retorno em vendas foi de 17,4%. Já as entregas de carros cresceram 6% e a empresa entregou 196.562 veículos aos clientes até o final de setembro. No que se refere a força de trabalho, o aumento ficou em torno de 8%, e alcançou 31.753 empregados.

"O Panamera e o nosso ícone, o 911, tiveram um aumento notável na demanda”, afirma Oliver Blume, CEO da Porsche AG. "Por trás disso tudo está nossa vigorosa força de trabalho, que vem crescendo rumo ao recorde de 32 mil funcionários. Cerca de um quarto das 1.200 vagas voltadas ao nosso primeiro carro esportivo totalmente elétrico, o Taycan, já foram preenchidas. Agora que o Conselho deu sinal verde para o Taycan Cross Turismo - a versão de produção em série de nosso segundo carro esportivo elétrico - planejamos contratar mais 300 pessoas", acrescentou Blume.

Segundo Lutz Meschke, vice-presidente do Conselho Executivo e membro do Conselho Executivo, Finanças e Tecnologia da Informação da Porsche, o resultado do terceiro trimestre pode ser atribuído, em particular, a várias causas positivas e ao crescimento no volume. Um impacto negativo foi causado por flutuações de câmbio desfavoráveis e os altos investimentos na eletrificação, assim como no desenvolvimento de novas áreas de negócios. 

"Esse resultado nos dá um impulso para a corrida do final do ano, que será muito desafiadora para nós", afirma Meschke. "Além das incertezas econômicas e políticas, também temos que lidar com a mudança para o novo ciclo de testes WLTP e os filtros de partículas para gasolina, assim como a despedida do diesel." A nova legislação de emissões está em vigor na Europa desde o dia 1º de setembro. Como parte das mudanças, os novos modelos serão introduzidos em etapas, o que resultará numa restrição temporária da linha de produtos.

Por aqui

No Brasil, nos primeiros nove meses de 2018 a Porsche Brasil vendeu 1.113 carros, um aumento de 30% em relação ao mesmo período de 2017. A marca alemã já supera o recorde histórico de vendas do ano passado, quando comercializou 1.124 veículos. Nestes últimos meses do ano, a Porsche espera ter um aumento da procura por seus carros, principalmente durante a exposição no Salão do Automóvel em São Paulo. “Ver essa evolução no mercado brasileiro é muito bom. Trabalhamos forte em conjunto com os concessionários para, cada vez mais, evoluirmos juntos e entregar o que de melhor temos para nossos clientes”, disse Werner Schaal, Diretor de Vendas da Porsche Brasil. 

O Brasil está entre os países com o maior crescimento percentual no mundo e, esperamos manter este ótimo momento, com a apresentação de novos produtos no Salão de São Paulo, além da inauguração de mais uma concessionária, dessa vez em Belo Horizonte”, revelou o dirigente.

Macan, Cayenne e 911 foram, novamente, os modelos que mais impulsionaram as vendas da marca no país. Todavia, aumentos expressivos na procura do Panamera (+205%) e também do 718 Cayman (+190%) reforçam a relevância do portfólio da marca no Brasil.