EBM Quintto

Ceará é lider na exportação de pás eólicas

04 de Junho de 2019 . Por Marcelo Cabral

O Ceará exportou US$ 64,9 milhões em equipamentos de energias renováveis (pás eólicas), no primeiro quadrimestre deste ano – uma alta de 891,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A eficiência logística das empresas produtoras e do Porto do Pecém foram determinantes para o ótimo desempenho. 

Com isso, o Ceará é líder nacional nas exportações de aerogeradores ao exterior. Já as importações do segmento totalizam US$ 14,5 milhões no período analisado, fazendo com que o saldo comercial registrasse uma alta de 2.620,4%, atingindo um total de US$ 50,4 milhões.

Os Estados Unidos são o maior cliente das exportações cearenses do setor, com US$ 52,8 milhões, o que representa um aumento de 730,4% da demanda norte-americana em relação a 2018. O segundo maior cliente é a Alemanha, com US$ 12,1 milhões.

Das importações cearenses de equipamentos para a produção de energia limpa, os Estados Unidos reaparecem como segundo maior fornecedor, com US$ 1,2 milhão. O mercado americano só perde em fornecimento para a China, que exportou US$ 11,8 milhões ao Ceará, após o aumento de suas vendas de pás eólicas.

Os itens que obtiveram maior crescimento nas importações cearenses de energias renováveis foram as células solares, que se elevaram em 6.990% em relação a 2018, com US$ 2,4 milhões provenientes também da China. Os dados são do Centro Internacional de Negócios (CIN), da FIEC.

Ceará produz, utiliza e exporta pás eólicas que possuem alta tecnologia no processo fabril

Foto: Divulgação

  • Porto do Pecém
    Porto do Pecém