Dnapoio

Fortaleza se posiciona como polo de startups

11 de Julho de 2018 . Por Marcelo Cabral

Fortaleza está se posicionando como um polo desenvolvedor de startups (novas empresas na área de tecnologia), a exemplo do que já acontece com outras grandes capitais do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis e Recife.

Esta é uma constatação de um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Startups (Abstartups), que tem mapeado os locais que concentram mais empresas desse segmento em todo o território nacional.

Na capital cearense, o Rapadura Valley é uma comunidade que reúne diversas empresas do gênero, coworks e outros espaços onde a pesquisa e o debate sobre inovação tecnológica são uma constante.

Segundo o Sebrae, no Índice Global de Inovação (IGI) o Brasil melhorou cinco posições, subindo do 69º para o 64º lugar em um ranking de 126 países. Apesar disso, o País não lidera a inovação na América Latina, ficando atra’s do Chile.

Fortaleza, por ser o ponto de entrada dos cabos submarinos de fibra óptica que chegam ao Brasil e já ter vários centros de desenvolvimento e pesquisa - públicos e privados - vai se credenciando cada vez mais para se tornar um grande Hub de Telecomunicações e de Inovação, atraindo empresas de porte como Google e Microsoft.

Outro fator importante para o crescimento das startups é que seja desenvolvido todo um ecossistema em seu entorno, incluindo instituições de ensino, investidores, órgãos de fomento, incubadoras e aceleradoras.  

Em parceria com a RIC (Rede de Incubadoras do Ceará), a Prefeitura de Fortaleza, por meio da SDE, já tem duas incubadoras de novas empresas, sendo uma no Cuca da Barra do Ceará e outra na Regional de Messejana.

Além disso, em parceria com universidades como Unifor, FA7. Farias Brito e Faculdade da Grande Fortaleza, cujos campi já foram declarados parques tecnológicos, vai contratar uma empresa para criar dois polos para incubação e desenvolvimento de novas empresas, cujos projetos estão em andamento.

Espaços para a aceleração e incubação de startups já existem em Fortaleza e serão criados outros

Foto: Divulgação

  • Roberto Cláudio
    Roberto Cláudio