Carmais-Honda Nova Luz

SPC Brasil oferecerá serviço nota fiscal eletrônica

15 de Maio de 2018 . Por Marcelo Cabral

A partir de 1º de junho, a Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) descontinuará seus sistemas gratuitos para a emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e os empresários deverão procurar outra alternativa, para evitar que sua empresa seja prejudicada ou multada. 

Uma das opções mais vantajosas e completas do mercado é a plataforma do SPC Brasil, o SPC NFe. É uma rede social corporativa que otimiza, de forma gratuita, os processos de controle de notas fiscais eletrônicas, como emissão e manifesto do destinatário (MDe). 

Outra funcionalidade da plataforma é o armazenamento dos arquivos das NFe em um sistema seguro e disponível 24 horas por dia para consultas, inclusive com a possibilidade de importação do histórico de dados. Neste último caso, a funcionalidade é gratuita nos seis primeiros meses de uso.

Além disso, o SPC NFe não exige instalação no computador do usuário (é online e pode ser acessado de qualquer lugar, através da Internet) e não possui limite para emissão de notas.

Embora a emissão de notas fiscais eletrônicas seja uma realidade para grande parte do empresariado, muitos não sabem que é obrigatório por lei armazenar esses documentos em formato XML por ao menos cinco anos. Se o arquivo requerido pela Receita Federal (compra, venda ou serviços) não estiver devidamente armazenado, o fisco pode aplicar multas.

Além de otimizar os processos de controle das notas fiscais, o SPC NFe também disponibiliza recursos como integração eletrônica de Dados (EDI), ordem de pagamento eletrônica (EPO), entre outros. 

Para adquirir a nova solução o empresário interessado deve associar-se ao SPC Brasil, por meio das CDLs, que no caso de Fortaleza, tem à sua frente o dono das Óticas Visão, Assis Cavalcante.

Nota Fiscal Eletrônica é obrigatória e seu armazenamento deve ficar disponível por cinco anos

Foto: Divulgação

  • Assis Cavalcante
    Assis Cavalcante