CN5- Selo

Latam quer operar voos internacionais a partir de Fortaleza

05 de Dezembro de 2017 . Por Marcelo Cabral

Fortaleza se destaca, cada vez mais, como uma cidade estratégica para o turismo internacional. Ontem, o Grupo Latam Airlines anunciou a intenção de operar novos voos próprios internacionais na Região Nordeste. O pacote de investimentos prevê novidades para a América do Norte e a América do Sul a partir de Fortaleza, Salvador e Recife. 

A capital cearense será a cidade com o maior número de investimentos, com uma nova rota para Orlando (EUA) e aumento das operações para Miami (EUA). Todos os voos devem ser operados pela Latam Airlines Brasil, que ainda aguarda a aprovação das autoridades para confirmar os lançamentos.

Para o secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, se isto ocorrer, é o resultado do trabalho que vinha sendo feito por ele e o governador Camilo Santana no sentido de fazer de Fortaleza um ponto estratégico de malha aérea para toda a América Latina. 

“Os grandes aviões que fazem os voos intercontinentais chegariam aqui, e retornariam no mesmo dia para Estados Unidos ou Europa, por exemplo. Isso representaria uma economia gigantesca na operação de leasing para a compra dessas aeronaves de grande porte”, explicou.

A partir daqui, os passageiros seriam distribuídos em aeronaves menores para todo o Brasil e outros países latinos. “Já apresentamos esta possibilidade de Fortaleza ser um hub para inúmeras companhias internacionais, inclusive com uma série de incentivos fiscais para isso”, lembrou Arialdo Pinho.

Outras novidades previstas são o lançamento da rota Salvador-Miami e a transformação do voo temporário Salvador-Buenos Aires em operação regular. A companhia planeja, ainda, ampliar as operações nas rotas Recife-Miami e Recife-Buenos Aires.

“No Brasil, somente a Latam tem a capacidade de lançar e operar voos internacionais próprios nesta escala. Neste sentido, o Nordeste brasileiro ocupa posição estratégica na expansão da nossa malha aérea global, muito além de ser apenas um simples ponto de conexão com parceiros do exterior", disse Jerome Cadier, CEO da companhia no Brasil. 

Latam pode fazer de Fortaleza um ponto estratégico de conexões intercontinentais

Foto: Divulgação

  • Jerome Cadier
    Jerome Cadier