Ibyte Apoio e Patrocinio

Franquias de doces estão em ascensão

08 de Junho de 2018 . Por Marcelo Cabral

O mercado de doces no Brasil movimenta cerca de R$ 12 bilhões anualmente, e pode ser uma boa oportunidade para quem quer investir nesse tipo de negócio, que vem crescendo em todo o País. 

Segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde, um em cada cinco brasileiros consome doces cinco ou mais vezes por semana, portanto, trata-se de um mercado que está sempre em ascensão. 

Os empresários ou futuros empresários que pretendem aproveitar esse mercado aquecido, podem encontrar nas franquias de doces uma alternativa promissora, no que se refere a faturamento.

A Sodiê Doces, rede de franquias que se encaixa em todos os quesitos que definem um negócio de sucesso, possui atualmente 300 lojas abertas e está presente em 12 estados do País, mais Distrito Federal, inclusive no Ceará. 

Além da linha doce, em abril de 2017, a marca inaugurou a fábrica de salgados, com capacidade de produzir cerca de 50 mil unidades por dia. Para abrir uma franquia da Sodiê, é preciso entrar no site, preencher um cadastro de interesse com seus dados e aguardar o e-mail de retorno com as informações. O site oficial é www.sodiedoces.com.br.

Lojas possuem um padrão que garante beleza e boa exposição das tortas, bolos e salgados

Foto: Divulgação

  • Torta com morango
    Torta com morango
  • Bolo recheado
    Bolo recheado
Ldb-apoio

Roberto Cláudio recebe cônsul do Reino Unido

08 de Junho de 2018 . Por Marcelo Cabral

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, recebe na próxima terça-feira (12), o cônsul do Reino Unido em Recife, Graham Tidey, a partir das 9 horas, no auditório do Paço Municipal (Rua São José, 1, no Centro).

Na sequência, será realizada uma reunião de trabalho com alguns secretários municipais, como Rodrigo Nogueira, coordenador do programa de PPPs; Cláudio Ricardo, do Citinova, que vai apresentar as oportunidades na área de tecnologia, dentre outros.

Durante o encontro serão discutidas oportunidades de investimento na capital cearense, bem como apresentada a linha de crédito do governo britânico, o UKEF, para os setores público e privado brasileiro.

Também será uma ocasião oportuna para o secretariado municipal apresentar ao representante do Reino Unido os atrativos turísticos do Ceará e as facilidades de deslocamento através do Hub Nordeste das companhias aéreas Air France-KLM-Gol.

Graham Tidey falará sobre possibilidades de investimentos e financiamentos em Fortaleza

Foto: Divulgação 

  • Roberto Cláudio
    Roberto Cláudio
Fiec - selos

Chineses vão investir em energia eólica no Ceará

07 de Junho de 2018 . Por Marcelo Cabral

O Ceará foi pioneiro e já foi o maior gerador de energia éolica no Brasil. Para tentar recuperar esse posição de destaque, o Estado vai receber investimentos de uma das maiores fábricas de aerogeradores do mundo, a chinesa Goldwind. 

A empresa vai oferecer soluções técnicas para os parques eólicos da Energimp, localizados no Litoral Leste. A parceria vai garantir estabilidade operacional aos parques, colocando em funcionamento máquinas que hoje se encontram fora de operação.

O secretário adjunto de Energia, Mineração e Telecomunicações da Seinfra, Adão Linhares, esteve reunido com os investidores nesta semana e está muito confiante na parceria que foi estabelecida. 

“Será um investimento muito importante para o Ceará. A recuperação desses parques eólicos alavancará mais empregos e significa mais energia limpa gerada em nosso Estado”, asseverou.

A reunião contou com a presença dos executivos da Goldwind, Wu Hongfei e Liang Xuan; do CEO da Energimp, Márcio Almeida, e de representantes de outras empresas do setor no Ceará. No encontro, Adão Linhares destacou o empenho da Pasta em se aproximar do setor e reforçou o papel e articulação do Estado na atração de investimentos.

“É total interesse do Estado alavancar o setor eólico. E nós temos uma localização privilegiada e excelentes condições de infraestrutura como, por exemplo, o Porto do Pecém, que está sendo ampliado”, enfatizou.

A parceria das duas empresas vai permitir a renovação de 94 máquinas em cinco parques eólicos cearenses. Quando estiver em pleno funcionamento, o complexo deverá gerar 141 MW de energia.

Estado já foi o maior produtor nacional de energia eólica e, atualmente, está em terceiro lugar

Foto: Divulgação 

  • Adão Linhares e investidores
    Adão Linhares e investidores

A capital cearense deve ser beneficiada com a medida adotada pela Câmara de Comércio Exterior (Camex), que baixou de 20% para zero, a alíquota de importação sobre equipamentos para parques de diversões.

Isso porque, além de carrosséis, também foram isentos, temporariamente, os equipamentos para a montagem de rodas-gigantes, como a que deverá ser construída no espigão da Praia de Iracema, como parte do programa de requalificação da área, idealizado pelo prefeito Roberto Cláudio.

O equipamento de diversão terá  24 cabines climatizadas com 30 metros quadrados cada uma e capacidade para 32 pessoas. Inspirada em um dos principais cartões postais do mundo, a London Eye, seguirá os padrões e a certificação das melhores referências internacionais do segmento.

Será mais um atrativo para os turistas que visitarão Fortaleza, uma vez que será construído com o que há de melhor em entretenimento de alto padrão e realizado 100% com recursos oriundos da iniciativa privada.

Croqui de como dve ficar a roda-gigante que será contruída no espigão da Praia de Iracema

Foto: Divulgação

  • London Eye
    London Eye
  • Roberto Cláudio
    Roberto Cláudio
Lenita Negrao Apoio

Movimentação no CIPP deve crescer no mínimo 10% este ano

07 de Junho de 2018 . Por Marcelo Cabral

O presidente do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP S.A.), Danilo Serpa, revelou que a expectativa é de que o total de mercadorias movimentadas através daquela unidade deverá registrar uma expansão em torno de 10%, na comparação com o ano passado, ou até mais. 

Ele ressaltou que o trabalho vem sendo feito de maneira diuturna. “Estamos trabalhando e buscando novos serviços para o Porto do Pecém e esperamos que este ano seja mais um recorde nas movimentações", declara, confiante. 

Sobre a assinatura da sociedade com o Porto de Roterdã deve acontecer em breve e todo o processo está sendo conduzido de acordo com a orientação do governador Camilo Santana.

A parceria do Pecém com o porto holandês além de trazer a expertise da maior unidade portuária da Europa, com mais de 600 anos de operação, torna-se um ponto estratégico para a atração de investimentos para o CIPP S/A, gerando mais emprego e renda para o Estado.

No que se refere a exportações, no primeiro trimestre deste ano saíram do Pecém 987.407 toneladas, com destaques para: placas de aço da CSP (611.091), frutas (22.594 t), água de coco (8.857 t), magnésio (3.927 t), calçados (2.938 t).

A movimentação de placas de aço da CSP representa o maior volume de material exportado

Foto: Divulgação

  • Danilo Serpa
    Danilo Serpa