A Normatel Incorporações iniciou as obras do Edifício São Carlos, localizado ao lado do Ideal Clube, que deverá ser um dos mais luxuosos do bairro mais nobre da capital cearense, o Meireles, que tem um valor geral de vendas (VGV) da ordem de R$ 300 milhões. 

Isso porque, com seus 820m² de área privativa, vai oferecer muito luxo, conforto, comodidade e segurança a seus futuros proprietários. Será um apartamento por andar com cinco suítes, além de amplas salas, que terão o que há de melhor em materiais de construção e acabamento. 

Segundo o empresário Antônio Mello Júnior, haverá uma ampla e completa área de lazer, além de heliponto e outros itens de luxo e conforto. “Já iniciamos a parte de fundações e nosso cronograma estima é que a obra deverá ser entregue em 2022”, explicou.

Além disso, o Grupo Normatel está investindo R$ 5 milhões na reforma das lojas de materiais dos home centers das avenidas Santos Dumont e Washington Soares, além da abertura de uma nova unidade, prevista para 2019, que deve ser instalada em Maracanaú.

“O público C e D foi atingido pela crise, mas acreditamos que com a melhora no cenário macroeconômico e definição das eleições, ele deverá retomar as obras de reforma ou construção de suas casas. E também estamos estudando a possibilidade de abrir uma unidade no Eusébio, nos próximos dois ou três anos”, completou Mello Júnior.

Com 29 anos de atuação no mercado imobiliário cearense, tendo iniciado em 1989 como DN Empreendimentos, a Normatel Incorporações se destaca por seus projetos inteligentes e inovadores, que visam à qualidade de vida de seus clientes.

Loja premium da Normatel oferece materiais diferenciados, que dão mais luxo aos empreendimentos

Foto: Balada IN

  • Júnior Mello
    Júnior Mello
  • Edifício São Carlos
    Edifício São Carlos

A Tokyo Marine Seguradora registrou uma expansão de 32% em sua carteira de automóveis, no ano passado, contra um incremento de mercado de aproximadamente 7%. No mesmo período, a seguradora atingiu a marca de 1,6 milhão de veículos segurados. 

E os bons resultados resultaram numa nova conquista, esta semana. A empresa ficou na segunda posição no Prêmio Estadão Finanças Mais, ranking nacional elaborado pelo jornal em parceria com a consultoria Austin Rating, cujo intuito é traçar um raio-X das empresas líderes do setor financeiro no País.

Dentre os indicadores analisados estão: desempenho, crescimento e liderança de mercado. A Tokio Marine esteve presente no ranking também em sua primeira edição, em 2017, ocasião em que foi coroada a melhor seguradora de automóvel do País.

"Acredito que um dos fatores fundamentais para nosso desempenho é a capacidade de oferecer um portfólio amplo, destinado tanto aos clientes que procuram preços competitivos quanto aos interessados em opções mais completas – tudo isso com um padrão de qualidade altíssimo”, disse Marcelo Goldman, diretor executivo de Produtos Massificados da Tokio Marine.

Além dos produtos Auto Roubo + Rastreador e Auto Popular, o portfólio da Tokio Marine contempla também os seguros Auto, produto superior destinado ao público que se preocupa com coberturas completas, e Auto Clássico, opção mais barata em relação ao produto tradicional e compatível com os demais existentes no mercado. 

Represenrantes da seguradora recebem o troféu durante a cerimônia de premiação, em São Paulo

Foto: Divulgação

  • Seguro é importante
    Seguro é importante
Fiec - selos

Voo inaugural da Copa tem média de 80% de ocupação

19 de Julho de 2018 . Por Marcelo Cabral

A Copa Airlines iniciou, esta madrugada, a sua operação ligando o Aeroporto Internacional Pinto Martins, ao Hub das Américas, situado no Aeroporto de Tocumen, na Cidade do Panamá, possibilitando aos passageiros que embarcarem no Ceará a conexão com 78 destinos nas Américas do Norte, Central e do Sul, além do Caribe.

O primeiro voo chegou à capital cearense, oriundo do Panamá às 23h50 com 80% de sua cabine lotada e partiu com esse mesmo percentual para a América Central. Um fator interessante, cerca de 50% dos passageiros eram norte-americanos, demonstrando o potencial que a nova linha da aérea panamenha possui.

Tanto que a secretária adjunta do Turismo do Ceará, Denise Carrá, e a vice-presidente de Operações e Desenvolvimento de Negócios da Fraport Brasil, Sabine Trenk, e o secretário do Turismo de Fortaleza, Registou Medeiros, além de outras autoridades, estiveram presentes e elogiaram os novos voos a partir de Fortaleza.

“Essa taxa de ocupação é muito positiva para o primeiro voo, e agora precisamos trabalhar o trade e o consumidor final para que conheçam a nossa oferta, a ocupação cresça cada vez mais positiva e seja possível aumentar as frequências num futuro próximo, pois a princípio serão duas operações por semana”, disse o gerente geral da Copa no Brasil, Emerson Sanglard.

Ele destacou, ainda, que o Hub baseado na Cidade do Panamá é o mais importante da América Latina em número de destinos internacionais, pois conecta 78 destinos em 32 países. “Operamos no Panamá 350 voos diários, aproximadamente, desde o Canadá, passando por Estados Unidos, México, toda a América Central e do Sul, finalizando na Argentina e Uruguai”.

O Brasil é, hoje, o segundo maior mercado da companhia pois nos estados Unidos são 13 capitais e cidades importantes conectadas e, no Brasil, serão nova, a partir da próxima semana, com o início das operações em Salvador.

“É uma operação robusta que temos aqui no Brasil e a Copa e é a segunda maior companhia internacional, perdendo apenas para a TAP em número de capitais e frequências, pois eles operam em 11 cidades e nós, a partir da próxima semana, serão nove”.

O objetivo, agora, segundo o gerente da Copa, é consolidar as operações de e para Fortaleza. “Vamos buscar, em parceria com a Secretaria de Turismo do Ceará, trazer mais turistas para cá, principalmente americanos, que têm a facilidade do visto eletrônico. Nesse voo, quase 50% dos passageiros eram dos EUA, o que foi uma grata surpresa”, completou Sanglard.

Denise Carrá, Sabine Trenk, Emerson Sanglard e Régis Medeiros cortam a fita do voo inaugural

Foto: Balada IN

  • Batismo da aeronave
    Batismo da aeronave
  • Sabine Trenk e Emerson Sanglard
    Sabine Trenk e Emerson Sanglard

A Região Nordeste teve um crescimento médio de 15% nas viagens aéreas, entre junho e julho deste ano, segundo levantamento da agência virtual ViajaNet. Um dos principais motivos é a preferência dos brasileiros por sol, calor e praia durante o inverno no País. 

Fortaleza, Recife e Salvador são as mais procuradas entre as cidades nordestinas, mas a capital cearense se destaca das outras duas, pois concentra 14% das preferências, exatamente o dobro das outras duas, que ficam na casa dos 7%, segundo a ViajaNet.

“Isso é resultado de toda a movimentação que tem ocorrido aqui. A promoção do destino, o Hub Nordeste, tudo faz com que o Ceará seja mais lembrado e atrai mais turistas para cá. Estamos vivenciando uma onda positiva para Fortaleza e o Ceará”, afirmou o titular da Secretaria do Turismo de Fortaleza, Régis Medeiros.

Apesar disso, o município de São Paulo (32%) ainda é o destino mais procurado pelos brasileiros que viajam de avião durante as férias escolares. Possivelmente por ser aquela a maior metrópole do Brasil e para onde muitas pessoas, de diferentes regiões, migram à procura de melhores oportunidades de trabalho.

A pesquisa constata ainda que a grande maioria dos viajantes é constituída por famílias, com cerca de 75% de compras múltiplas de passagens aéreas. Apenas 25% dos clientes da agência virtual viajam sozinhos nesse período.   

“O brasileiro é mais afeito ao calor do que ao frio e, por isso, o Nordeste é um destino bastante procurado nos meses de inverno. Por outro lado, há uma grande parcela da população que curte um clima mais europeu nas cidades montanhosas de norte a sul do País mais atrativas nesta época”, explica Gustavo Mariotto, head of marketing do ViajaNet.

Belas praias e sol praticamente o ano todo fazem da capital cearense um ótimo destino turístico

Foto: Divulgação

  • Régis Medeiros
    Régis Medeiros
Carmais-Honda Nova Luz

Ciro Gomes pede suspensão da venda da Embraer à Boeing

18 de Julho de 2018 . Por Marcelo Cabral

O pré-candidato à presidência da república pelo OPDT, Ciro Gomes, enviou uma carta aos presidentes da Embraer, Paulo César de Sousa e Silva, bem como ao CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, que o atual momento, a 100 dias da eleição presidencial, não é adequado para finalizar a aquisição da empresa brasileira, pela norte-americana.

Ele diz que o negócio é hostil à segurança nacional, pois a divisão de Defesa e Segurança da Embraer, atualmente, desenvolve projetos importantes para o Brasil, como é o caso do cargueiro militar KC-390, um dos maiores do mundo no segmento militar.

Lembra, ainda, que a empresa dará suporte à FAB, no Acordo de Transferência tecnológica dos caças suecos Gripen NG. “O que vai permitir ao nosso país dominar a fabricação, a tecnologia de armamento e a engenharia de propulsão, abrindo uma nova era para a participação do Brasil no setor aeroespacial”, destacou Ciro.

Ele ressalta que mesmo que o setor de Defesa e Segurança da Embraer não entre no negócio, a venda da área de aviação comercial acabará com a sinergia e as vantagens comparativas necessárias para a emulsão do que restará da Embraer a novos patamares.

O presidenciável pediu ainda, que as negociações fossem suspensas, até a realização das eleições. “De modo que o futuro presidente escolhido pela maioria dos brasileiros tenha condições de inteirar-se dos detalhes desta operação e possa estabelecer um canal de diálogo, sendo o governo brasileiro detentor de uma Golden Share da Embraer, com a Boeing Inc”, asseverou Ciro Gomes. 

Ciro adverte que o momento não é propício para fechar um negócio de tamanha envergadura

Foto: Balada IN

  • Caça Gripen NG
    Caça Gripen NG
  • Cargueiro KC-390
    Cargueiro KC-390