sebrae

Escassez hídrica em Fortaleza deve seguir exemplo australiano

14 de Agosto de 2019 . Por Marcelo Cabral

Fortaleza é uma das sete cidades do Brasil com risco de desabastecimento hídrico, segundo um estudo do World Resources Institute (WRI). Por esse motivo sediará, nos dias 19 e 20 deste mês, o Seminário Água Innovation 2019, no Hotel Recanto Wirapuru.

Diversas autoridades estarão presentes, como o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Sarto, para debater temas como: Saneamento: o desafio da universalização; Seca e desenvolvimento, o exemplo australiano; Sustentabilidade como alavanca do crescimento, dentre outros.

Para minimizar os efeitos da escassez hídrica na Capital cearense, a adoção de políticas públicas voltadas à preservação dos recursos, conscientização da população sobre o uso racional da água e pensar em dessalinização são algumas das medidas.

De acordo com o Marlos de Souza, secretário da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), e um dos palestrantes do evento, Fortaleza pode aprender com o exemplo australiano.

 “A resposta para o estresse hídrico não passa apenas por bons reservatórios, como o Castanhão, mas também pela conscientização da população para evitar o desperdício, além de políticas públicas que reduzam a perda de água no sistema de abastecimento”, afirmou.

Ele diz que é preciso realizar investimentos e conceder incentivos financeiros para que todo o sistema se adeque. “Na Austrália, o consumo caiu de 250 litros de água por habitante/dia para 145 l/d. No Brasil, nas grandes cidades, chega-se ao valor impraticável de 330 litros consumidos diariamente”, alertou Marlos de Souza.

Situação de alguns reservatórios cearenses preocupa as autoridades no Brasil e no exterior

Foto: Divulgação

  • Marlos de Souza
    Marlos de Souza
clav d som

Alexandre Pereira participa do Congresso da Abrasel

14 de Agosto de 2019 . Por Marcelo Cabral

O titular da Setfor, Alexandre Pereira; o presidente da Abrasel-CE, Rodolphe Trindade e uma comitiva de empresários cearenses do setor de bares e restaurantes participaram, na noite desta terça-feira (13), da abertura do 31º Congresso da Abrasel, em Brasília.

Durante o evento, que será encerrado hoje, a Abrasel mostra a sua força política, convidando senadores, ministros, deputados, secretários estaduais, para debater os principais temas que impactam diretamente no setor de bares e restaurantes.

“Este ano, obviamente, discutimos as reformas da Previdência e tributária, bem como a MP das liberdades econômicas, que é extremamente importante para o nosso setor, que representa entre 6 e 8 milhões de trabalhadores, em cerca de 1,8 milhão de empresas no Brasil”, afirmou Rodolphe Trindade.

Ele lembrou que é um setor pujante, dinâmico, no qual um em cada quatro desempregados do Brasil busca uma oportunidade. “A pessoa vai para o setor de alimentação fora do lar, passando a produzir bombons, quentinhas ou até monta um pequeno restaurante em sua casa, ou seja, uma válvula de escape para o desemprego”, salientou Rodolphe.

Rodolphe Trindade, Alexandre Pereira, senador Roberto Freire, Daiana Fernándes e Taiene Righetto

Foto: Divulgação

  • Alexandre Pereira, Roberto Freire e Rodolphe Trindade
    Alexandre Pereira, Roberto Freire e Rodolphe Trindade
casa cor

Technology Hub terá painel exclusivo sobre 5G

14 de Agosto de 2019 . Por Marcelo Cabral

A tecnologia 5G é o futuro, não muito distante, da telecomunicação móvel. Está sendo estudada para substituir o 4G e será a próxima geração lançada no mercado global. No Brasil, o processo de licitação está marcado para ocorrer em março de 2020.

Esse avanço tecnológico é tão relevante que a Huawei, uma das maiores fabricantes de smartphones do mundo, anunciou a construção de uma nova unidade no Brasil, com investimento de R$ 3,5 bilhões e início de operações previsto para o final de 2022, apenas para atender a esse mercado na América Latina.

O interesse em torno do 5G é que ela será essencial para o futuro em que pessoas e dispositivos estarão permanentemente conectados à rede, entre drones, carros autônomos, lâmpadas, portas, câmeras entre outros dispositivos.

A tecnologia também pretende trazer mais velocidade de conexão com uma latência mais baixa, e economia de bateria no caso de celulares. Tudo isso representará grandes oportunidades de crescimento para as empresas e órgãos governamentais.

Por tudo isso, a Technology Hub Brasil 2019, que acontece nos dias 17 e 18 de setembro, no PRO Magno Centro de Eventos, em São Paulo, discutirá os detalhes dessa nova tecnologia no Palco Technology Hub. O painel 5G será realizado no dia 17 às 17 horas. Dentre os palestrantes está Wilson Cardoso, vice-presidente da 5G Brasil.

Tecnologia 5G proporcionará uma série de oportunidades para os setores público e privado

Foto: Divulgação 

  • Wilson Cardoso
    Wilson Cardoso

O diretor de Administração e Finanças do Sebrae Nacional, Eduardo Diogo, participou de um encontro com o senador Flávio Bolsonaro, em Brasília, no qual estiveram presentes dez empresários de diversos estados brasileiros.

O objetivo principal da reunião foi discutir os obstáculos que prejudicam a competitividade e a produtividade de diversos setores da economia brasileira, bem como propor soluções para a superação dos mesmos.

Nomes de peso como André Skaf, Marcelo Fonseca, Paulo Moraes, Charles Wizard, Luciano Luft, dentre outros, marcaram presença nesse encontro, que na avaliação de diretor do Sebrae Nacional foi muito positivo.

“Conseguiremos, dessa maneira, evoluir para a criação de um ambiente de negócios cada vez mais favorável ao empreendedorismo em todo o território nacional. Lembrando que o acompanhamento será periódico”, afirmou Eduardo Diogo.

Flávio Bolsonaro e Eduardo Diogo (centro), com parte dos empresários que foram a Brasília

Foto: Divulgação

  • Indústria nacional
    Indústria nacional

O presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, anunciou que o lucro líquido da instituição registrou um crescimento de 223% no primeiro semestre, em relação com igual período de 2018, chegando à cifra de R$ 744,8 milhões.

Esse é o maior valor registrado na história do BNB, para o espaço de seis meses, mostrando que as políticas de governança e administração que vêm sendo adotadas pela diretoria, estão surtindo o efeito desejado.

Outro ponto relevante demonstrado durante a coletiva de imprensa é que o resultado operacional do BNB, nos seis primeiros meses deste ano atingiu a marca de R$ 1,1 bilhão.

Isso representa alta de 161,1% frente ao desempenho de 2018, devido à expansão do volume de contratações, redução do aprovisionamento para risco de crédito e redução de despesas administrativas.

O presidente do BNB acredita que essa expansão se deve ao fato de o FNE ser operado, exclusivamente, pela instituição. “Esse comprometimento institucional, focado na eficiência, eficácia e conformidade, refletiu-se nos resultados do primeiro semestre deste ano. Muito mais que números, o importante é o impacto positivo que cada uma das linhas de crédito e das políticas de desenvolvimento promovem”, destacou Romildo Rolim.

Ele adiantou que a previsão do BNB é fechar o ano com R$ 38,7 bilhões investidos na economia da Região Nordeste: R$ 27,7 bilhões com recursos do FNE e R$ 11 bilhões destinados ao microcrédito urbano (Crediamigo).

Balanço do primeiro semestre do BNB demonstrou resultados bastante positivos

Foto: Divulgação

  • Romildo Rolim
    Romildo Rolim