LDB (bonificação)

Industriais cearenses querem unificar alíquotas

09 de Abril de 2019 . Por Marcelo Cabral

A pesquisa Sondagem da Tributação, realizada pelo Observatório da Indústria da FIEC em parceria com a CNI, revelou que a alta regressividade dos impostos no Brasil e a complexidade dos tributos são alguns dos principais problemas do sistema tributário nacional. Por isso, os industriais cearenses sugerem a unificação de alíquotas.

O estudo avaliou alguns indicadores para as indústrias de transformação e construção do Ceará, analisando seis aspectos referentes à qualidade do sistema, avaliados entre “Ruim”, “Muito Ruim”, “Bom” ou “Muito Bom”. Nesse contexto, todos os aspectos analisados receberam uma avaliação majoritariamente negativa, com destaque para número de tributos, onde 88% dos empresários avaliaram como “Ruim” ou “Muito Ruim”, e simplicidade, com 83%.

A tributação excessiva é considerada um problema para 88% dos empresários respondentes, liderando o quesito em todas as categorias de estabelecimentos (grande, médio ou pequeno porte). O custo elevado para recolhimento do tributo atrapalha 53% das empresas. As tributações sobre folha de pagamento (45%) e em cascata (40%) também foram elencadas como problemáticas

Dentre os tributos específicos, o INSS foi classificado como o mais prejudicial aos industriais para 31% dos empresários, seguido de perto pelo ICMS, com 30%. Além disso, 16% dos respondentes consideram o PIS/Cofins como o tributo que mais causa impactos negativos. 

Como sugestão de mudanças, unificar as alíquotas entre os estados se apresentou, para 36% dos industriais cearenses, como uma das agendas prioritárias, seguido pela simplificação de procedimentos (31%). O estabelecimento de uma legislação nacional aplicada a todos (28%) e a permissão da apropriação imediata dos créditos do ICMS pago em todas as aquisições de empresas (18%) também amenizariam os problemas.

Setor industrial cearense que uma série de modificações no sistema tributário brasileiro

Foto: Divulgação

  • Carga opressiva
    Carga opressiva
LDB (bonificação)

Turismo de eventos deixou R$ 549,6 milhões, em 2018, no Ceará

09 de Abril de 2019 . Por Marcelo Cabral

A Fecomércio-CE, o Fortaleza Convention & Visitors Bureau e a Unifor apresentaram o estudo: ”Impacto econômico do turismo de eventos realizados em Fortaleza”, com base em uma série de pesquisas realizadas com participantes de feiras, congressos, exposições, dentre outros, no ano passado, revelando que o gasto médio por pessoa chegou a R$ 2.340,80 por dia e o volume total injetado na economia cearense chegou a R$ 549,6 milhões.

Dentre as regiões que mais emitiram turistas para participar dos mais variados tipos de eventos na capital cearense, a Sudeste representou 35,7%, seguida pela Nordeste (27,1%). Outro dado importante é que 31,1% desses visitantes possuem renda familiar variando entre R$ 3,8 mil e R$ 9,5 mil.

A pesquisa foi realizado com 23.712 participantes de 2.240 eventos, também demonstrou que 28,4% deles ficaram mais dias no Ceará, após a realização da feira ou congresso. Fortaleza foi a cidade preferida por 85,7% desses viajantes expontâneos, e Jericoacoara liderou com 59,3% de preferência entre quem escolheu viajar pelo interior.

O presidente da Fecomércio-CE disse que é possível alcançar números ainda melhores. “O Governo vem fazendo a sua parte, criando a infraestrutura, inclusive rotas turísticas pelo interior. Afinal, temos serras, um sertão muito atrativo, praias belíssimas, portanto, poderemos fazer com que os turistas permaneçam mais dias no Estado, pois o gasto diário de cada um, acrescenta mais dinheiro circulante na economia, como comércio, serviços e outros setores”, disse Maurício Filizola.

E disse que a entidade levará os números para as empresas para poderem tomar as decisões mais apropriadas no seus investimentos. “A pesquisa faz com que, o próprio Governo possa traçar políticas públicas que realimentem o setor de turismo de eventos do nosso Estado. E a Setur, que integra o Conselho de Turismo e Hospitalidade da Federação, desenvolverá ações que despertem os empresários nas tomadas de decisão e incrementem o setor. Precisamos fazer conhecer os nossos potenciais e despertar que eventos internacionais possam vir para cá, devido à malha aérea criada recentemente”, completou o presidente da Fecomércio-CE.

Já o titular da Setfor, lembra que um de seus principais eixos a atração de eventos de negócios para a Capital, pois isso colocaria Fortaleza num outro patamar pois São Paulo, há 30 anos, montou uma estratégia para que os participantes de eventos ficassem um dia a mais para conhecer a gastronomia local e deu muito certo.

“Trata-se de um turista que passa quase cinco dias na cidade e deixa R$ 2.340,80 - um dinheiro que entre líquido na veia da economia da cidade e perpassa por mais de 50 setores da nossa Capital. Temos mais 22 meses pela frente com o prefeito Roberto Cláudio e vamos concluir várias obras, como a Beira Mar, Praia de Iracema e outros locais. E quando se trabalha em união o poder público municipal e estadual, junto com os empresários, conseguimos dias melhores para a nossa cidade”, afirmou Alexandre Pereira.

Feiras, congressos e conveções com milhares de participantes já ocorreram no Centro de Eventos

Foto: Divulgação

  • Apresentação da pesquisa
    Apresentação da pesquisa
Pipo

VG Cumbuco realiza Churrasco do Teló com a Som Livre

08 de Abril de 2019 . Por Marcelo Cabral

O Vila Galé Cumbuco sediará a nova edição do Churrasco do Teló, projeto idealizado pela Som Livre, que propõe um final de semana completo para sair da rotina com muita música e comida boa. O pacote inclui três diárias no sistema all inclusive, com show intimista de Michel Teló e uma típica churrascada sulista, no estilo Fogo de Chão. 

De 25 a 28 deste mês, o resort terá uma programação diferenciada, pois fazem parte do final de semana uma festa de boas-vindas e uma apresentação de DJ na piscina. Para o seu show, Teló preparou um passeio por sua carreira, incluindo sucessos como “Ai Se Eu Te Pego”, do início de sua trajetória, e “Por Trás da Maquiagem”, que tem participação de Marília Mendonça. 

“É um formato de show mais intimista, que eu consigo estar mais perto do meu público. Estou muito animado em repetir a dose e sei que a turma vai se divertir muito no Vila Galé Cumbuco”, afirma o cantor sertanejo.

Para a diretora de marketing da rede Vila Galé, Catarina Pádua, o Churrasco do Teló reforça a proposta do grupo em trazer novidades aos hóspedes. “O evento é uma oportunidade de gerarmos maior engajamento, proporcionando aos nossos clientes uma experiência única, que combina todo o encanto da hospedagem num resort all inclusive com show intimista de um dos maiores cantores do Brasil”.

Em São Paulo 

O Vila Galé Paulista é a nova aposta da maior rede de resorts do País para o mercado corporativo. O hotel terá 110 acomodações, restaurante Massa Fina (submarca do grupo, com foco no preparo de pizzas e massas artesanais), cafeteria Vila Galé Café e academia.

“Referência quando o assunto é entretenimento, festas, cultura e gastronomia, São Paulo é a maior metrópole da América Latina e constitui o maior mercado emissor para a Vila Galé, por isso, é estratégico inaugurarmos nossa primeira unidade na capital paulista”, reforça José Bastos, diretor de Operações Brasil da rede Vila Galé.

Resort no Cumbuco sediará evento intimista com o cantor e uma churrascada tipo fogo de chão

Foto: Divulgação

  • Michel Teló
    Michel Teló
  • Avenida Paulista
    Avenida Paulista
São Luiz

Camilo mostra, nos EUA, oportunidades de investimento no Ceará

08 de Abril de 2019 . Por Marcelo Cabral

O governador Camilo Santana realizou, hoje, uma completa apresentação sobre a atual situação econômica do Ceará, durante a edição 2019 do Brazil Summit, que aconteceu em New York e onde esteve acompanhado do secretário-chefe da Casa Civil, Élcio Batista, e do secretário especial para Assuntos Internacionais, César Ribeiro.

No painel “Situação econômica e oportunidades de investimentos”, o chefe do Poder Executivo cearense explicou para um seleto grupo de empresários norte-americano como o Ceará está mantendo o bom equilíbrio fiscal, capacidade de investimentos e criando um bom ambiente de negócios para os mais variados setores econômicos.

“Expus as medidas que ajudaram a garantir a solidez fiscal do Estado, gerando novas oportunidades de negócios para o Ceará. Falei da importância na nossa Trinca de Hubs (aéreo, marítimo e tecnológico) e da Zona de Processamento de Exportação (ZPE)”, destacou o governador.

Ele destacou, ainda, a relevância de participar de um evento dessa envergadura, onde também estavam o ex-governador Ciro Gomes, o ex-ministro Henrique Meirelles e o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida. “Essa exposição internacional das ações do Estado é muito positiva para atrair novos negócios, melhorando a economia e aumentando a geração de empregos para os cearenses”, lembrou Camilo Santana.

Esse evento em New York foi uma apresentação para empresários, executivos, pessoas interessadas em fazer investimentos no Brasil, sobretudo no Ceará. “O governador falou sobre as potencialidades do Ceará, vetores de crescimento acelerado da economia cearense, qual o posicionamento do Ceará em relação ao Brasil e quais os diferenciais competitivos que possui, para que possamos dinamizar ainda mais a economia cearense”, enfatizou Élcio Batista.

Lembrou que o Cear’é uma porta de entrada e saída do Brasil, tem uma proximidade marítima e aérea com os Estados Unidos, trazendo oportunidades. “A conexão dos cabos de fibra óptica que chegam até lá se conectam em Fortaleza e depois vão para o Brasil todo. Então, temos muitas oportunidades para o futuro”, complementou.

Camilo Santana falou para uma plateia de empresários e investidores dos Estados Unidos

Foto: Divulgação

  • Camilo Santana
    Camilo Santana
Newsedan Apoio

Unimed Fortaleza lança ação para MPEs e MEIs

08 de Abril de 2019 . Por Marcelo Cabral

A Unimed Fortaleza lançou a estratégia de vendas voltada para as Micro e Pequenas Empresas (MPEs). Sucesso em agosto do ano passado, a cooperativa retorna com a campanha anunciando facilidades para empreendedores contratarem um plano de saúde Unimed Fortaleza. 

Para isso, é preciso apenas ter CNPJ ou registro de microempreendedor Individual (MEI) e possuir no mínimo seis meses de atividade. O MEI também poderá estender a cobertura para seus dependentes desde que haja vínculo familiar. 

De acordo com a gerente de Marketing e Comunicação da Unimed Fortaleza, Mariana Matos, a campanha teve como estratégia central ampliar a sua carteira de clientes incluindo o microempreendedor. Para causar mais impacto e lembrança, foi usado um tom divertido, resgatando os mesmos personagens da campanha MPE veiculada em 2016. 

“Todas as peças da campanha foram pensadas para evidenciar que todo pequeno negócio pode ter um grande plano e induzir esse público a tomar uma ação de compra”, explica a gerente. Os interessados podem obter mais informações no site da Unimed Fortaleza (https://www.unimedfortaleza.com.br/) e pelo telefone (85)-3209-1919.

Hospital Regional Unimed, situado em Fortaleza, é referência em toda a região Nordeste

Foto: Divulgação

  • Mariana Mattos e Elias Leite
    Mariana Mattos e Elias Leite