Retratar de maneira bem-humorada como lidar com os encontros e desencontros entre um homem e uma mulher, mais precisamente de uma mulher e seus ex-maridos. Esse é o ponto de partida para a comédia “Três casamentos, Uma história”, em cartaz no Theatro Via Sul Fortaleza, dias 13 e 14 de janeiro.

O espetáculo conta com Naura Schneider, Kadu Moliterno, Carlos Simões e Daniel Blanco no elenco, direção do experiente José Lavigne e produção de Caravana Produções e Voglia Produções Artísticas.

Na comédia, Joana se dá conta que só conseguiria comemorar Bodas de Prata se somasse o tempo de seus três casamentos. Então resolve convidar para jantar os ex-maridos, cada um com sua história, opções de vida e diferenças impressionantes. Durante o jantar, Joana revela um desejo e um segredo que os deixa atônitos, e ao conversarem sobre seus casamentos cada um descobre que Joana é bem diferente, em situações surpreendentes e engraçadas, às vezes dramáticas. Fica a dica cultura para o próximo weekend!

Foto: divulgação

A exposição “Mato Branco”, do artista plástico cearense Roberto Galvão, que tem curadoria de José Guedes, é uma boa pedida para quem deseja ver o semiárido nordestino através de uma perspectiva diferente. É que as obras retratam em formas, linhas e contornos, pouco convencionais, os principais cenários do agreste. A ideia é fugir dos estereótipos ligados região sem perder os principais aspectos de suas paisagens.

A mostra reúne 100 peças, entre pinturas, aquarelas, desenhos, gravuras e esculturas, que marcam os 50 anos da trajetória de Roberto Galvão, em especial seus 10 últimos anos de produção na temática da relação do cearense com o semiárido.

A exposição segue em cartaz até 20 de janeiro, na galeria do Palácio da Abolição, localizada na Av. Barão de Studart, 500 - Meireles. Funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30min, e sábados das 8h às 12 horas.

Roberto Galvão

Foto: Divulgação

Logo Ironman

É hoje o "sim" de Sofia Laprovitera e Yuri Bastos

12 de Janeiro de 2018 . Por Gabriela Santiago

Sofia Laprovítera e Yuri Veras trocam alianças, hoje, no altar da  Igreja Nossa Senhora de Lourdes. O wedding, que conta com decoração de Márcia Mindello no estilo clássico contemporâneo, têm os chocolates assinados pela Lebrun Chocolates e bem casados de Célia Bezerra. Já o requinte do bolo ficou a cargo da Cacau2 you, coquetel da One Two Drink Bar e o cerimonial coube a Mafrense Eventos. 

Após a cerimonia, os noivos seguem para recepção no Lulla`s Athenée, com Ivo brown, Darlington Mesquita, Levi Castelo Branco e Rômulo Bravo comandando a animação da festa. 

Sofia Laprovitera e Yuri Veras

Foto: Balada In

  • Sofia Laprovitera e Yuri Bastos
    Sofia Laprovitera e Yuri Bastos
Beach Park

Marcelo e Camille Cidrão chegam de Dubai

12 de Janeiro de 2018 . Por Pompeu Vasconcelos

Camille e Marcelo Cidrão acabam de regressar de uma temporada de cultura e lazer ao lado dos pais dele, Luiz e Helena Cidrão e dos herdeiros Marcella, João Paulo e Luiz Cidrão Neto, no Oriente, onde passaram a virada do ano. 

No roteiro, Singapura, Hong Kong e Bankok, com direito a pit-stop em Dubai e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, antes de regressar a Fortaleza. 

Em Dubai, essa turma acertou em cheio ao contratar as guias brasileiras Natália e Marina Arreguy para visitar os hot spots da região, onde tudo é superlativo. 

Camille e Marcelo Cidrão com o herdeiro João Paulo

Foto: acervo pessoal

Fiec - selos

Ministros querem urgência para aprovar reforma da Previdência

11 de Janeiro de 2018 . Por Pompeu Vasconcelos

A quase um mês da votação da reforma da Previdência, prevista para o dia 19 de fevereiro, a equipe econômica do presidente Michel Temer trabalha para garantir votos favoráveis de deputados e senadores. O governo argumenta que as mudanças nas regras de aposentadoria são essenciais para o equilíbrio das contas públicas.

Durante coletiva de imprensa nesta semana para falar sobre a regra de ouro, que é o limite de endividamento do governo, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a aprovação da reforma vai garantir que as metas de déficit primário e do teto de gastos sejam cumpridas pelo governo nos próximos anos. Ele também defendeu a urgência da votação da matéria.

“Evidentemente, a prioridade é resolver a situação fiscal do País, que é concretizada por uma votação da maior importância, que é a reforma da Previdência. Esse é o ponto fundamental”, destacou o ministro.

Na ocasião, o ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, comentou sobre as despesas do governo e os problemas futuros que o Brasil enfrentará, caso a reforma da Previdência não seja aprovada este ano. “O governo está tendo dificuldade com esta regra pelo fato de que os déficits criados pela despesa de custeio. Particularmente, despesa da Previdência”, disse Oliveira.

Rombo

Segundo estimativas do Tesouro Nacional, o rombo no setor previdenciário pode ter chegado a R$ 181,6 bilhões no ano passado. Em 2016, o valor alcançou a marca dos R$ 149,73 bilhões, prejuízo 74,5% maior do que o registrado em 2015.

Analisando esse quadro, a economista-chefe da ARX Investimentos, Solange Srour, afirma que uma reforma da Previdência é fundamental para o equilíbrio das contas públicas e para o fim de privilégios no setor. “As contas previdenciárias estão aumentando em uma velocidade muito alta. E uma reforma acaba com alguns privilégios, como o que há para os servidores públicos em relação aos trabalhadores da iniciativa privada”, comentou.