Logo Ironman

Falta linha em branco na agenda de Paulo José Benevides

11 de Agosto de 2017 . Por Sílvia Teixeira

Está faltando linha em branco na agenda do cantor Paulo José Benevides. O artista, que atualmente está aumentando sua presença no eixo Rio-São Paulo, afirma já ter eventos agendados até 2019. E haja exercícios de voz e gargarejo para enfrentar a maratona de apresentações.

Brincadeiras à parte, Paulo José já mostrou a que veio e a prova disso foi a homenagem por ele recebida da Assembleia Legislativa do Ceará com a Medalha Humberto Teixeira, última quarta-feira. Instituída pela Casa em reconhecimento aos talentos artísticos cearenses, Paulo José foi o primeiro a ganhar a comenda. O requerimento partiu de Fernando Hugo.

Um dos mais conhecidos cantores do nosso Estado, ele começou a cantar ainda na infância e foi incentivado pela família. Aos 15 anos integrou o grupo de jovens Um Novo Caminho, da Comunidade Católica Nova Evangelização. Tornou-se profissional ainda na adolescência e, aos 18 anos entrou para a Faculdade de Música da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Paulo José fez ainda cursos de canto em Viena e em Madri, este na Escola de Música Rainha Sofia. Além disso, participou de diversos eventos de projeção nacional e internacional. Entre eles, a abertura do amistoso Brasil x Paraguai, no Castelão ? o primeiro jogo da Seleção após o pentacampeonato mundial de futebol, em 2002. 

Camila, Paulinho e Paulo José Benevides

Foto: Balada In

  • Paulo José Benevides e Fernando Hugo
    Paulo José Benevides e Fernando Hugo
  • Paulo José Benevides, Valéria Cavalcante e Fernando Hugo
    Paulo José Benevides, Valéria Cavalcante e Fernando Hugo