Os termômetros estão fervendo em Mykonos!

26 de Julho de 2016 . Por Balada In

Verão Europeu


Parada obrigatória de jet-setters de todo o planeta, em meio ao Mar Egeu, cercado por diversas praias, arquitetura simples, casinhas e ruelas brancas que só são contrastadas pela cor vibrante das bougainvilles e pelo azul do mar. Tudo isso em clima de pura ferveção, baladas imperdíveis, com os melhores DJs do mundo e restaurantes descolados. Seja para aqueles que procuram por agito ou apenas uma temporada relax em um cenário paradisíaco, essa é Mykonos, badalada ilha grega e um dos principais hot spot do Verão Europeu.
Hot Spot

Afivele as malas, aperte os cincos e decole conosco em uma experiência inesquecível para Mykonos. Para nos acompanhar nesta viagem, convocamos o advogado Sávio Brito, jet-setter de carteirinha, que elegeu o destino como sua parada obrigatória de todos os anos.

Antes de listar dicas quentinhas da ilha para quem, como nós, gosta de estar antenado com os melhores lugares do mundo, Sávio indica, aos que querem fazer um tour pelo Verão Europeu locais como: Hvar, na Croácia; Capri e Costa Amalfitana, na Itália; Saint Tropez, na França;, Ibiza, na Espanha; e por último Mykonos.

Detalhe: na Europa, Ibiza e Mykonos são os destinos mais conhecidos por aqueles que procuram por muita diversão. Mesmo badaladas, as ilhas tem seus diferenciais, Sávio explica fazendo uma comparação com duas das mais disputadas praias brasileiras: “em Mykonos o perfil de público se aproxima mais de quem vai passar, por exemplo, o Réveillon em Trancoso, na Bahia, um local não tão acessível ao grande público. E, Ibiza para quem vai passar o Réveillon em Jurerê Internacional, que é uma programação mais conhecida e mais fácil de chegar”.

Dicas

Ao desembarcar em Mykonos, a primeira coisa a se fazer é alugar um carro, de preferência no próprio aeroporto, pois o local tem um grande problema de táxi. Como opções de hospedagem, dois hotéis considerados os melhores da região: Belvedere, localizado na vila de Chora. “Lá não precisa pegar carro. Dá para fazer tudo a pé, ir para os melhores restaurantes como o Hakkasan, Interni e Avra”, conta, Sávio. E o Cavo Tagoo, hotel um pouco mais afastado e preferido por quem vai em lua de mel, por contar com alguns atrativos como piscina privativa e grandes suítes, como diferenciais.

Sávio é um amante declarado de viagens. Ele ressalta que “Mykonos é apaixonante. Tem programação para todos os gostos, embora seja atraído por um público seleto. As ilhas, estrutura de hospedagem, restaurantes à beira-mar, os sunsets parties conquistam jovens, pessoas de mais idade, solteiros, casais, enfim, tanto quem está querendo intensa badalação quanto quem quer curtir e relaxar”.

Quem também se derrete ao falar de Mykonos é a apresentadora, atriz e modelo, Fernanda Levy. “Eu conheci o Verão Europeu quando estava morando na França, fazendo um curso e, nas férias, decidi viajar pelas praias e me encantei com as mais belas paisagens, uma arquitetura lindíssima e uma culinária deliciosa. Sem dúvida, eu indico Mykonos, porque é um lugar paradisíaco, onde é possível descansar e badalar”.

Programação

Verdadeiros shows naturais, as praias de Mykonos são os principais atrativos de quem aterrissa por lá.

*Praia de Psarou e barraca Nammos

A Praia de Psarou é uma das mais conhecidas, onde fica localizado o restaurante Nammos, que também é uma referência. “O Nammos é um dos lugares que eu mais gosto de Mykonos, porque a música lá é sensacional, desde a hora que você chega à praia, quanto depois, quando vira balada. Lá, as cadeiras são verdadeiras camas, forradas com colchão, o atendimento é ótimo, comida é maravilhosa, com um sushi espetacular para você comer na praia”, revelou SB.
As pessoas geralmente vão para Nammos para curtir a praia. Ao entardecer, em torno de 16 e 17 horas, elas sobem para o restaurante para almoçar e, seguida, o espaço vira uma verdadeira festa. “Seis, sete horas da noite já está todo mundo em cima das mesas dançando. Vira uma balada mesmo! Eu acho um dos lugares mais divertidos do mundo”, frisou o advogado.

*Paraga Beach

Outra dica certeira é a Paraga Beach, onde acontece a Balada Scorpions, que virou referência no verão do ano passado. Ao fim da tarde, turistas de diversas partes do mundo se encontram para escutar e curtir o melhor do deep house music. “É uma parada modernosa, com um super sunset”, contou ele. Além de um cardápio diversificado, lá existe um mojito e aperol espetaculares.

*Panormos Beach

Já para quem está a fim de algo mais relaxante, a sugestão certa é seguir para a Panormos Beach Bar. Pouco menos movimentada, tem uma pegada mais light, com um som mais tranqüilo. Porém, com uma visão privilegiada e de conquistar qualquer visitante. Não se pode sair de lá sem degustar as entradas do menu e o risoto de frutos do mar que é uma delícia.

Detalhe para ser ressaltado: nenhum dos locais se paga para entrar, no entanto, é importante reservar mesa ou a cadeira de praia, se existe a intenção de curtir a balada. Como são espaços disputados, por exemplo, na Psarou, você só consegue reservar se tiver contatos que te ajudem.

Música e baladas

A música em Mykonos é uma atração à parte. “É uma música de qualidade, onde você estiver, vai escutar a melhor música, um house classudo. Na Nammos, por exemplo, o DJ residente toca há anos e ainda podemos vir para casa trazendo a coletânea completa”, disse Sávio.

Os mais famosos DJs do mundo passam pela Cavo Paradiso, uma das mais conhecidas baladas de Mykonos. Por lá tocam nomes como Tiesto e Avicii na alta estação. Fica em um local incrível, no alto de uma encosta, de frente para o mar. O ambiente realmente é lindo e no meio da pista de dança tem uma piscina. A festa costuma seguir até 2 ou 3 horas da madrugada.

Quem ainda tiver pique, pode sair de lá e voltar para Chora, porque, mesmo de madrugada, vai encontrar agito e poder ver o incrível nascer do sol.

O táxi do centro de Mykonos para a Cavo Paradiso custa em torno de 40 euros. A mesa, para quatro pessoas, em torno de 4 ou 5 mil euros, de consumação mínima.

Em 2015, inaugurou uma balada pequena, super selecionada e que conquistou até astros de Hollywood, como a atriz Lindsay Lohan, a Moni Club. “É um local pequeno, para 400 pessoas, só entra com alguma indicação. Na noite que fomos, demos de cara com a Lindsay”, contou Sávio.

Ainda é possível terminar a noite à beira-mar curtindo um som na região chamada “Little Venice”, região costeira de Mykonos, no Rock N Roll, onde se reúne uma turma mais moderna.

Outro local que vem se destacando há dois ou três verões é o barzinho “Queen” que, apesar de pequeno, reúne ótima música, dança e bacanas. Ainda podem ser sugeridas a boate Astra, considerada a mais elitizada; o Caprice Bar e o Belvedere Bar, onde se pode apreciar o pôr do sol.

Gastronomia

Comida e bebidas também não podem ficar de fora. No restaurante Avra, se pode encontrar e se deliciar com a especial moussaka, além de risotos diferenciados. No Hakkasan, a pedida é a comida oriental, como sushi, entradas e drinks especiais. No Nobu, as dicas são saborear o Apple Martine, Black Cold e Spice Crops.


No Alemagou Beach Resto-Bar, a indicação vai para as maravilhosas saladas, que têm, em seus ingredientes, queijos, tomates sem acidez, tudo sendo degustado junto com a sensacional vista do por do sol.

Darlan Leite e os rumos do Turismo

13 de Julho de 2016 . Por Balada In

Empreendedorismo

O cearense é antes de tudo um forte. E foi essa força, determinação e obstinação pelo trabalho que Darlan Leite herdou dos pais, Íris e Artenísio Moreira Leite. Nascido em Itapipoca, distante 136km da Capital, o empresário tem como marca da sua trajetória o empreendedorismo e a dedicação ao setor turístico do Estado. Assim, acompanhou, tijolo por tijolo, a construção de seus hoteis: Parque das Fontes e Coliseum Beach Resort, situados em Beberibe, e o Romanos Hoteis e Eventos, em Fortaleza.

Mercado

Otimista com os rumos do setor, o hoteleiro nos fala das dificuldades enfrentadas pelos empreendedores que querem investir no litoral cearense. ''A falta de segurança jurídica, com regras claras para obtenção de licenças prejudica e afasta investidores do nosso Estado''.

Alta estação

Vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis- ABIH-CE, o empresário estima que a taxa de ocupação média do mês de julho possa até superar igual ao período do ano passado. ''Atualmente, a agilidade da internet, com ferramentas inovadoras de busca, capilaridade e promoções instantâneas, tem a capacidade de modificar rapidamente o volume de reservas de um destino'', afirma Darlan.

Black out Decolar

Mas, o empresário alerta para um problema que tem aflingido o setor. ''A Decolar.com tem pressionado os hoteis para assinar um termo de concordância com o aumento positivo das já elevadas margens de comissionamento da OTA, que chega a ultrapassar 20%''.

A hotelaria carioca reagiu promovendo através da ABIH-RJ a ''Semana do Black out Decolar'', um boicote às vendas pela maior OTA ( Online Travel Agency) da América Latina. A mesma posição foi tomada pela ABIH Nacional. Uma reunião já está marcada com os dirigentes da empresa. ''Se não chegarmos a um entendimento, poderemos até criar a OTA da ABIHC'', revela o vice-presidente da ABIH-CE.

Luciano Cavalcante aposta suas fichas na Cidade Cauype

05 de Julho de 2016 . Por Balada In

No mercado imobiliário e de construção civil desde o início dos anos 1980, o engenheiro civil Luciano Cavalcante Filho sempre se destacou pela mentalidade inovadora e pelo perfil visionário, demonstrado pelas ideias que teve em sua carreira e pela solidez de suas empresas e credibilidade no desenvolvimento de seus negócios, como lançamentos imobiliários, comercialização de imóveis usados/terceiros e loteamentos.

Há 30 anos surpreendeu o mercado com o lançamento de obras de edifícios de luxo na Avenida Beira Mar, transformando e elevando o status da região ao que ela tem nos dias de hoje. Continuou inovando no início dos anos 2000, quando trouxe para Fortaleza o Alphaville, trazendo um novo conceito de moradia de luxo. Recentemente, em 2014, apresentou ao mercado o LC Corporate Green, primeiro prédio comercial do Norte e Nordeste com selo de Green Building (edifício Verde).
Agora, Luciano Cavalcante Filho direciona os esforços e vira os olhos para a força do litoral oeste, cujo potencial foi ampliado com a criação do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP).

 

Cidade Cauype – Conceito de planejamento e assinatura da Jaime Lerner

Primeiro empreendimento com conceito de cidade planejada no Ceará, localizado entre o Porto do Pecém e a Praia do Cumbuco, às margens da Lagoa do Cauipe, o projeto Cidade Cauype traz assinatura de Jaime Lerner, um dos maiores urbanistas do Brasil, e chancela do engenheiro civil Luciano Cavalcante, referência no mercado imobiliário.
A Cidade Cauype foi projetada para reunir num único espaço, toda a estrutura para atender as demandas dos seus moradores, como supermercados, escolas, universidades, shoppings etc. O empreendimento continua com vendas abertas e as obras de infra-estrutura já estão em andamento.
“A consolidação do novo Canal do Panamá e as oportunidades que isso trará para o Terminal Portuário do Pecém e o início das operações da CSP só mostram que temos o produto ideal para garantir à região um crescimento sustentável e planejado”, explica Luciano Cavalcante Filho.
Com assinatura de Jaime Lerner, arquiteto e urbanista brasileiro, responsável pelas grandes transformações da cidade de Curitiba nos anos 1970 e 1980, a Cidade Cauype surgiu da necessidade de ordenação territorial no entorno do Pecém, tendo como público alvo os profissionais que se deslocaram para trabalhar tanto no Porto como no Complexo Industrial da cidade. A expectativa é que 32 mil pessoas habitem a Cidade Cauype, usufruindo de moradias, comércio, serviços de toda natureza e lazer.
“A nossa intenção é a de oferecer um novo formato imobiliário, uma tendência mundial, mas que ainda não existe aqui no Ceará. Um espaço que reúne todos os elementos que atendam a uma demanda cada vez mais exigente e que priorize o rápido acesso, o conforto e a comodidade de ter tudo perto de casa, sem deixar de lado todos os aspectos ambientais e sustentáveis. As cidades planejadas são projetos urbanísticos que visam o desenvolvimento de grandes áreas habitacionais e têm se mostrado uma solução inovadora para estimular o ordenamento territorial. A Cidade Cauype é uma tradução exata deste conceito”, reforça Luciano Cavalcante.

Cidade Cauype – Concepção

A Cidade Cauype começou a se desenhar vinte anos atrás, em 1995, quando foi projetado o Porto do Pecém. Seguindo o pensamento vanguardista do empresário Luciano Cavalcante Filho, o empreendimento foi pensado já para atender uma futura demanda de trabalhadores da região. Hoje essa demanda é uma realidade que chama atenção, visto que o Complexo Portuário do Pecém é referência no Brasil em aglomerados industriais, inclusive por sua localização privilegiada, mais próxima da Europa e Estados Unidos.

A partir de então, foi iniciado um diálogo com o urbanista Jaime Lerner, que, em conjunto com Luciano Cavalcante, optou pelo conceito de cidade planejada: “A separação das funções urbanas no território em compartimentos que obrigam pessoas a grandes deslocamentos no dia a dia é irracional. Uma cidade bem planejada é a que entende que essa integração é necessária e que, além de atentar para questões fundamentais de educação, saúde, atenção à criança e ao idoso, age nos aspectos de mobilidade, sustentabilidade e identidade, as quais são essenciais à qualidade da vida humana”, comenta Lerner.

Cidade Cauype – Inspiração na cultura nordestina

O projeto Cidade Cauype foi inspirado nas famosas rendas de bilro, fazendo uma metáfora para a forma de ocupar a natureza: uma renda, trabalho sensível que vai tecer entre o meio ambiente e as áreas de loteamento um equilíbrio, “bordando” a paisagem existente com maior ou menor densidade para criar um espaço único, fazendo do verde o protagonista do “tecido urbano”. O terreno da Cidade Cauype tem 4.376.221m² ao todo, sendo 34% de área loteada e mais de 1.000km² de reserva ambiental. Para se ter ideia, é do tamanho da junção dos bairros Meireles e Praia de Iracema em Fortaleza.

Cidade Cauype – Vendas

Os lotes estão sendo comercializados com pagamento facilitado em até 180 meses e com mensalidades a partir de R$ 290,00. A primeira etapa do empreendimento tem um VGV de R$ 120 milhoes, o que corresponde a 20%. A Cidade Cauype foi idealizada para ter toda a estrutura de serviços de uma cidade real: Universidades, hotéis, supermercados, shoppings, escola e outros itens que garantem a comodidade dos moradores em ter tudo ao alcance, sem a necessidade de grandes deslocamentos para áreas vizinhas.


Luiz Teixeira festeja bons resultados

22 de Junho de 2016 . Por Balada In

Número 1 do Brasil

Presidente do Grupo Newland, Luiz Teixeira tem motivos de sobra para comemorar. Ele nos fala de suas conquistas, planos de expansão, marketing e estratégias que fizeram a Newland ser eleita a melhor concessionária Toyota do Brasil.

Acelerando Forte

Após a última inauguração, de sua 20º concessionária, em Picos, no Piauí, o empresário nos falou que o Grupo Newland tem foco na preocupação constante com a satisfação através do pós-vendas. ''Trabalhar com a Toyota nos enche de orgulho, pois é uma marca de alta credibilidade e isso faz a diferença na escolha de nossos clientes e, consequentemente, no resultado das vendas. Além da força da marca Toyota/Newland, as decisões de varejo, de promoção, são tomadas de uma maneira muito rápida, acompanhado as variáveis do mercado'', entrega Teixeira.

Marketing

''Elejo duas ações muito importantes: Touch Point, ou seja expor o carro, levá-lo a locais em que potenciais clientes possam estar, como eventos, supermercados, shoppings, restaurantes, cidades próximas; e Ações Digitais. Estamos aonde o nosso potencial consumidor está, e hoje sabemos da importância da internet e o tempo que as pessoas passam conectadas, principalmente nos celulares. Temos várias ações digitais que impactam o consumidor nesse momento de lazer, fazendo-o conhecer nossos produtos, ter o interesse em saber o preço e fazê-lo ir à loja'', destaca Luíz Teixeira.

Novos Investimentos

O presidente do Grupo Newland confirma a inauguração de mais duas lojas neste ano. ''Em agosto inauguraremos a Newsedan Mercedes, em Recife; e até o final do ano, a segunda loja Newland -Toyota, em João Pessoa''.

Lexus

Entre os diversos modelos nos showroons de sua concessionária, Luiz Teixeira vem apostando fortemente na Lexus. Na lista dos destaque está o híbrido CT 200h e o ES 350, que por sinal está com oferta especial no Lounge Newland do Shopping Iguatemi. Interessou? Aí vai o telefone 3241-5536. 

Perspicácia, instinto, faro. Com esses atributos, além de um amor incontestável pela arte, o chanceler da Universidade de Fortaleza, Airton Queiroz, construiu, ao longo de cinco décadas, um panorama extraordinário da arte brasileira, que vai do Brasil holandês aos dias atuais. A coleção, uma das mais importantes e completas do país, reúne cinco séculos de história. Parte desse enorme legado estará aberto à visitação, na exposição Coleção Airton Queiroz, em cartaz a partir do dia 15 de junho, no Espaço Cultural Airton Queiroz, localizado no campus da Universidade de Fortaleza – Unifor.

Com curadoria de Fábio Magalhães, José Roberto Teixeira e Max Perlingeiro, sob o olhar atento do chanceler, a exposição reúne 251 obras dos principais nomes das artes plásticas brasileiras, além de artistas internacionais do porte de Monet, Renoir, Miró e Dalí. Em uma oportunidade única, o público cearense e brasileiro poderá apreciar telas, instalações e esculturas pertencentes a uma das maiores coleções da América Latina e que, em sua maioria, nunca foram expostas no Ceará.

A exposição divide as obras entre períodos históricos e movimentos artísticos, totalizando cinco eixos: Do Brasil Holandês à República, Modernismo, Abstração, Contemporâneos e Presença Estrangeira.

Do Brasil Holandês à República

Primeiro país do Novo Mundo a ser retratado pelos artistas dos colonizadores, o Brasil está representado, em seus primórdios e transformações, em trabalhos como o desenho de Albert Eckhout (1610-1655) sobre um menino tapuia, a obra mais antiga da coleção. Eckhout foi um dos pintores a serviço do Conde Maurício de Nassau quando governador do Brasil Holandês, entre 1637 e 1644.

Modernismo

Um dos principais eixos da mostra tem como ponto de partida a obra de Anita Malfatti, na antessala do modernismo. A tela, Mulher de Cabelo Verde “é, sem dúvida, uma das peças mais importantes do acervo. Trata-se de uma obra icônica, de grande significado para a história da arte brasileira e, em particular, para todo o movimento modernista”, aponta Fábio Magalhães.

As esculturas também estão presentes na mostra. O chanceler Airton Queiroz reuniu um elenco de grandes escultores brasileiros que se destacaram no panorama artístico do século 20, entre os quais Victor Brecheret, (1894-1955), Maria Martins (1894-1973) Ernesto de Fiori (1884-1945) e Bruno Giorgi – escultor que colaborou com Oscar Niemeyer (1907-2012) em obras relevantes na implantação de Brasília.

Abstração

Entre as obras da Coleção, merece destaque o Bicho, de Lygia Clark, que faz parte da série de construções geométricas articuláveis produzidas entre os anos de 1960 e 1964. É um não-objeto que exige interatividade, feito para ser manipulado. Lygia apresentou os bichos na VI Bienal de São Paulo, em 1961, e ganhou o prêmio de melhor escultura nacional.

Também presentes Manabu Mabe, Tomie Ohtake, Hermelindo Fiaminghi, Hélio Oiticica, Lygia Pape e Alfredo Volpi.

Contemporâneos

Foi do interesse pelo modernismo que surgiu, por parte do colecionador, o apreço pela arte contemporânea, também presente na exposição em obras de artistas como Adriana Varejão e Beatriz Milhazes – que tiveram suas individuais no Espaço Cultural Airton Queiroz em 2015 –, além de Leonilson, Leda Catunda e outros.

Presença Estrangeira

A mostra trará também a evolução da arte europeia ao longo dos séculos, desde o Renascimento até os movimentos modernistas da primeira metade do século 20. Nesse segmento, a obra mais antiga e certamente das mais importantes é uma pintura a óleo sobre madeira atribuída ao célebre mestre barroco flamengo Peter Paul Rubens (1577-1640), um dos expoentes máximos da história da pintura ocidental.