Curiosidade mórbida

20 de Julho de 2018 . Por Totonho Laprovitera


Por que as pessoas tem tanta curiosidade mórbida? 

Há quem diga que é porque na morte as pessoas tem a plena consciência de que são iguais às outras. Nela, as pessoas comuns caem na real, estreitam a distância entre o que imaginam e a crua realidade da fragilidade da vida. na certeza da mortalidade, constatam que assim como os outros, são mortais. 

Aqueles que cultivam a curiosidade mórbida, geralmente, estão em conflito com a sua pobre e frágil existência humana.

Saiba mais sobre o Disney After Hours ?

18 de Julho de 2018 . Por Mila Soares

… E a sensação de ter o Magic Kingdom, bem dizer, só seu! Este evento acontece em noites selecionadas e o ingresso é comprado separadamente. A entrada no parque é permitida a partir das 19h e podemos permanecer na propriedade até 1 da matina (dependendo da noite escolhida), o que rende fotos maravilhosas e passeios...

Read More

Get The Aero Look

16 de Julho de 2018 . Por Marília Queiroz e Nicole Pinheiro

Como eu amo viajar a trabalho, ainda mais quando o destino é Miami… Delícia! ? Depois de alguns contratempos (vocês devem ter acompanhado meu insta, né?) cheguei nesse lugar que sou apaixonada e prometo trazer muitos posts para o TFH. Meu primeiro registro foi um pedacinho do aero look total comfy com aquela pitada de cor pra não cair no “básicão” (sempre aposto nessa mistura interativa). O combo de tricot é Lafort e faz com que a produção ganhe um charminho a mais, sabe? Fiquei encantada com os tons e caimento das peças! Complementando, a calça alfaiataria + tênis (também com nuances mostarda) são Zara. O que acharam?

1

Facetune_13-07-2018-18-42-45

IMG_0335

IMG_0169

Beijos,

Nicole.

O post Get The Aero Look apareceu primeiro em The Fashion Hall.

Profissionais e ambientes da Mostra 100% DESIGN 2018

08 de Julho de 2018 . Por Omar de Albuquerque

A mostra 100% DESIGN chega a sua 8ª edição com o tema MODA e DESIGN. A mostra de decoração e design mais descolada no universo de arquitetura e design do Ceará, traz um time de profissionais, arquitetos, designers e decoradores de primeira grandeza. Veja quem são e quais os ambientes que cada profissional de arquitetura assinaram na mostra 100% DESIGN, que acontece nos dias 21 de julho à 12 de agosto no Shopping RioMar Fortaleza. Espaço de eventos no Piso L3. Com entrada gratuita.   

 

O decorador Carlos Zaranzza assina o Hall de entrada da Mostra, o ambiente entitulado " Moda Terra Brazílis", tem referências no trabalho do estilista Clodovil Hernandez.

O arquiteto Roberto Pamplona Junior, projeta seu espaço em homenagem à figura ícone do design mundial, a decoradora Novaiorquina Iris Apfel.

A arquiteta Sabrina Max assina o espaço dedicado as noivas, com móveis e acessórios de decoração da loja Evidência, os revestimentos e banheira são exclussivos da loja ACAL Conceito. 

O arquiteto Henrique Morais é o resposável pelo projeto da Joialheria da Mostra, espaço exclussivos da Planneje Prime. 

Os designers Katinha Rodrigues, Kaian Meira e a arquiteta Raquel Chaib, assinam o estúdio da Blogueira e o Lounge da Loja Planneje Prime e Design.

 

A arquiteta Mirian Bastos assumiu a tarefa de projetar dois espaços na Mostra. O primeiro é o memorial das rendas Cearenses, o segundo espaço é o showroom das rendas, que tem a curadoria de Ethel Whitehurst.

Barbara Bortoloti e Auri Deusdará, encubidas na tarefa de projetar o estúdio do estilista Cearense, com referências nas criações do estilista Kaliu Nepomuceno. Com móveis da Loja Holanda Arte por Dulce Silveira.

O arquiteto Josafá Neto é o responsável pelo projeto do Estúdio do design Cearense. Com Papeis de parede e cortinas exclusivos da Loja Royalle Home Design.

A arquiteta Micheline Brito e a designer Luciana Granjeiro, assinam o Home Office do estilista, casando móveis e objetos de decoração da Loja Casa Bonita.  

As arquitetas Márcia Albuquerque e Magdalena Bomfim ficaram com a tarefa de projetar o ambiente, Lounge do Dragão Fashion, em referência ao trabalho do produtor Claudio Silveira.

A arquiteta Luara Carvalho e o designer Pedro Paulo Rolim assinam o projeto do ambiente Suíte com Closet em homenagem ao estilista Lino Villaventura, a homenagem faz parte das comemorações dos quarenta anos de carreira do estilista. O projeto teve curadoria de Dom Regis, diretor de criação da Grife. Os móveis projetados são exclusivos da loja Planneje Prime.

O trio de arquitetas e designers Rafaela Teixeira, Aliene Diógenes e Sara Carneiro, projetaram o Estúdio da fotografa de moda, com consultoria da fotografa Patrícia Paes.

João Paulo Gondim e André Moura, assinam o showroom da Loja Royalle Home design, que irá expor cortinas persianas e papeis de parede personalizados.

A arquiteta Rafaela Tomaz, assina o ambiente Lounge conceito, exclusivo da Loja Ronega e Continuitá.

O designer André Barros Leal assina o estúdio do Tatuador, espaço que funcionará durante toda a Mostra com uma equipe de tatuadores atendendo visitantes da Mostra. As obras de arte do espaço tem a curadoria da òpera Arte Contemporânea.

A arquiteta Débora Freitas, responsável pelo projeto geral da Mostra, criou o espaço 100% Blue Jeans, com móveis da loja evidencia e obras de arte do espaço da òpera Arte Contemporânea.

 

A curadoria geral do evento é de Omar de Albuquerque que assina a instalação de arte em referência a grife internacionais como a Louis Vuitton, com móveis da Reforma e arte e revestimentos da Loja ACAL Conceito.

Meu casamento Civil em Londres

31 de Maio de 2018 . Por Flávia Benevides

O nosso casamento civil foi realizado no dia 31.03.2018, um sábado e escolhi o cartório - Old Town Hall. - em Chelsea, por ser o meu bairro preferido aqui em Londres.


O cartório dipõe de várias salas com diferentes tamanhos, escolhemos a menor (para 12 pessoas) pois nossa festa de casamento será em junho desse ano na França. A idéia era fazer algo bem discreto, mas como eu adoro uma festa, resolvi chamar algumas amigos pata fazer parte desse momento e celebrar junto comigo.

 Foi uma cerimônia simples e rápida mas cheia de emoção. Fizemos nossa entrada no salão com os amigos já dentro da sala nos esperando.

O oficial do registro começa a cerimônia lendo o livro,em seguida convidou a mãe do Tim para ler um texto sobre casamento ( já tinha sido combinado antes). Após a leitura fizemos a troca das declarações legais (a ser falado depois do registrador), e então a troca das alianças, seguindo com a assinatura do livro de registro, assinatura também das testemunhas e no final recebemos uma cópia do certificado. Tudo com música de fundo escolhi

da por nos para deixar a ocasião ainda mais especial.

 

 

 

 

 

Sérvulo Esmeraldo

02 de Janeiro de 2018 . Por Eduardo Oliveira

  Compor histórias em blocos de madeira não foi suficiente. Sérvulo Esmeraldo não era narrador, não lhe interessavam os causos feitos, as figurações fabulares. Suas obras continham um mundo próprio, esgotavam-se em sua realidade e se expandiam em vibrações matematicamente calculadas. A arte do garoto do Crato não cabia nos limites de seu território.

Mas foi esse território que lhe deu luz, sombras e movimento. Foi na Chapada do Araripe que reconheceu a importância da linha do horizonte. A linha. A luz. O Crato. Não à toa, foram esses os termos escolhidos para nomear sua “exposição dos sonhos”, marco zero das comemorações dos seus 88 anos, em setembro e outubro de 2016.

“Tudo começou no Crato”, costumava dizer, preparando o ouvinte para uma longa história. Uma história que saiu do Engenho Bebida Nova e passou por Fortaleza, São Paulo e Paris. Uma história de pinturas, gravuras, esculturas e joias. Da Terra da Luz à Cidade Luz, Sérvulo desafiou a física, desdenhou da gravidade e excitou audiências com a eletricidade estática de suas criações.

De criança, chamava de “astúcias” suas experiências, como conta em um esboço de autobiografia jamais finalizada. Alterava o curso das águas de um riacho, criando comportas e canais com varas de cerca. O grande casarão de janelas azuis, cercado pela natureza caririense, era o mundo de que dispunha.

Seduzido pelo efêmero, encontrou nos ciganos que fincaram acampamento na propriedade da família a representação do fugidio. Soube que outros mundos eram possíveis. Deles, aprendeu o gosto pelo cobre martelado, passando a produzir pequenas joias que estariam presentes em todas as fases de sua trajetória.

Descobriu Goeldi por acaso, em reportagem publicada em panfleto do Consulado Britânico sobre a gravura no hemisfério ocidental. Inspirado pelo mestre expressionista, decidiu virar xilógrafo. Chegou a ilustrar livrinhos de novenas antes de viajar a Fortaleza, onde travou contato com outros artistas e participou do VI Salão de Abril, em 1950.

Mas se suas vibrações não cabiam no Crato, tampouco se limitavam à Capital. Mudou-se para São Paulo, cidade em ebulição por conta da realização da I Bienal Internacional de Arte, em 1951. Fez grande amigos, estudou arquitetura e foi cronista de arte do Correio Paulistano até agarrar a oportunidade de ir para a Europa como bolsista do governo francês.

Quando por fim voltou ao Ceará, no fim dos anos 1970, já tinha trajetória estabelecida e obras espalhadas pelo Brasil - de São Paulo ao Acre - e em coleções particulares de todo o mundo. Em Fortaleza, virou símbolo de praças, avenidas, prédios públicos e universidades.

Sérvulo se despede mas continua. Como dizem, não é um adeus, mas um até logo. Vamos encontrá-lo outras tantas vezes, pelos lugares mais insuspeitos. Em nosso último encontro, em outubro do ano passado, me presenteou com um desenho. Na assinatura, escreveu “Esmeraldo. Tudo vivo” O artista dos ângulos exatos permanece tão firme quanto suas linhas.

Dicas para inovar na decoração de Natal

12 de Dezembro de 2016 . Por Carol Belchior

Montar a árvore de Natal é uma das principais tradições que marcam a data. O clássico pinheiro verde decorado com luzes e bolinhas coloridas é o centro da decoração da casa nos preparativos para celebrar o período natalino e um dos seus principais símbolos. E como estamos cada dia mais pertinho do Natal, vamos trazer aqui no blog algumas dicas para você que vai montar sua árvore, mas tem pouco espaço ou quer inovar na decoração este ano.

Uma das primeiras alternativas que podemos pensar para fazer uma árvore de natal bem diferente é procurar aproveitar o que você já tem casa: jarrinhos de planta com galhos secos, livros e até mesmo as bolinhas que você usou na decoração do último natal. Com um pouquinho de criatividade,  todos esses itens podem se transformar em lindas árvores. 

Arvore de natal de livros

Você pode enfeitar com alguns adornos natalinos um jarro de plantas ou galhos e voilá! Uma árvore de Natal em estilo rústico. A idéia cai bem para uma casa de veraneio na serra ou na praia.

Árvore de natal feita com galhos

E por que não deixar que o espírito ecológico também prevaleça no Natal e preparar uma decoração sustentável para comemorar a data? Usar materiais recicláveis é uma ótima maneira de contribuir com o meio-ambiente sem abrir mão de uma árvore de natal linda e criativa. Você pode ainda envolver a criançada nesse processo e aproveitar para ensiná-los um pouquinho sobre sustentabilidade. Papéis, folhas de revistas e jornais, garrafas pet e outras embalagens podem ser a matéria-prima do tradicional pinheiro natalino.

Árvore de natal feita de papel

Para ambientes pequenos, otimizar os espaços é sempre uma boa opção. Uma ideia para isso é aproveitar os tradicionais pisca-piscas para criar o desenho da árvore na parede. Depois é só finalizar com uma estrelinha na ponta e você tem que uma boa árvore de natal precisa.

Árvore de natal de luzinhas

Independente do modelo, material e decoração que a árvore de natal receber o que realmente deve importar é o significado dela para você e sua família. Essa é uma tradição que fortalece os laços familiares nos proporcionando momentos e lembranças especiais. Nas próximas publicações falaremos mais sobre a decoração de natal, mostrando a árvore que algumas personalidades da nossa cidade escolheram para seus lares.

Fotos: Reprodução


Bolo de Laranja com Gengibre

11 de Fevereiro de 2016 . Por Mirella Freire

Ingredientes
 1 laranja inteira, sem casca e sem caroços
 3 ovos inteiros
 1 xícara de leite vegetal (usei leite de coco)
 1 xícara de coco ralado seco
 1/2 xícara de farinha de arroz (ou qualquer farinha saudável)
 1/2 xícara de farinha de amêndoas (basta triturar amêndoas no liquidificador)
 1 colher de sobremesa de fermento em pó
 1 colher de chá de gengibre fresco ralado
 3/4 xícara de adoçante culinário (ou açúcar de coco, mascavo, demerara)

Modo de Preparo
No liquidificador bater a laranja, os ovos e o leite até que vire uma mistura homogênea.
Em recipiente a parte, juntar as farinhas, o adoçante e o fermento. Misturar.
Posteriormente juntar as 2 misturas e mexer bem. Colocar o gengibre ralado.
Untar uma forma média com óleo de coco, colocar a massa e levar ao forno médio (180º), pré aquecido, até dourar.
Incrível, essa mistura fica diferente e sensacional!

Bráz Fora de Série ? Do Brás ao Brooklyn

05 de Outubro de 2015 . Por Patrícia Mattos

Na sexta feira fui conhecer o novo Festival que a Pizzaria Bráz acaba de lançar chamado Bráz Fora de Série ? Do Brás ao Brooklyn! Desta vez, o Grupo trouxe diretamente do Brooklyn, em Nova York, o parceiro perfeito para suas experimentações. A … Continue reading

Clique aqui e leia o post completo.